Novidades
Início / LIÇÃO ADOLESCENTES - 1° TRIMESTRE 2018 / Adolescentes: Lição 13 – Uma Minoria Impopular – 24 á 31 de Março 2018

Adolescentes: Lição 13 – Uma Minoria Impopular – 24 á 31 de Março 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 



TEXTO CHAVE

“Deus fazia milagres extraordinários por meio de Paulo, de modo que até lenços e aventais que Paulo usava eram levados e colocados sobre os enfermos. Estes eram curados de suas doenças, e os espíritos malignos saíam deles” (Atos 19:11, 12).


SÁBADO Á TARDE – 24 DE MARÇO 2018 – INTRODUÇÃO

Paulo teve que superar muitos obstáculos para pregar o evangelho. Deus não apenas o usou para operar muitos milagres a fim de conduzir os pagãos ao verdadeiro Deus, mas também lhe concedeu a coragem de que precisava para enfrentar grande oposição. Paulo teve que defender aquilo que sabia estar certo, mesmo em meio à perseguição.

A lição desta semana ressalta a coragem daqueles que se dispuseram a defender a verdade mesmo diante de uma multidão furiosa e enraivecida. A maioria das pessoas acalentava um grande preconceito contra o movimento cristão. Algumas odiavam Paulo porque seus ensinos atrapalhavam o comércio de ídolos. Outras o odiavam porque representava uma ameaça à estrutura de poder do sistema de crenças judaicas. Algumas pessoas não tinham nenhum motivo para não gostar de Paulo, mas simplesmente partilhavam da opinião pública para não destoar da maioria.

Deus nunca disse que defender o que é certo nos tornaria populares ou conquistaria a aprovação da maioria. Entretanto, Ele prometeu-nos que, apesar de tudo, estaria ao nosso lado, nos concederia coragem e recompensaria nossa fé.


DOMINGO, 25 DE MARÇO 2018 – ESTUDANDO E APLICANDO A HISTÓRIA

A história desta semana apresenta uma situação em que os companheiros de viagem de Paulo ficaram em grande perigo por causa da armadilha produzida por Demétrio, um fabricante de esculturas do templo da deusa dos efésios. Leia em sua Bíblia o texto de Atos 19:23-41 para saber quem interferiu e como a discussão foi encerrada. Depois, responda às perguntas a seguir:

Qual foi a razão para o comportamento de Demétrio em relação a Paulo?

Você acha que Paulo estava ciente da razão de a cidade estar em tumulto?

Você acha que o escrivão foi corajoso em enfrentar a multidão? Por que sim ou por que não?

O que você acha que acalmou a multidão?

Sobre a aglomeração, é dito que “a maior parte do povo nem sabia por que estava ali”. O que os fez seguir o grupo nessa demonstração de fúria?


SEGUNDA, 26 DE MARÇO 2018

Leia o Texto-Chave desta semana, que se encontra em Atos 19:11, 12. Veja o que o Comentário Bíblico Adventista (v. 6, p. 398) diz a respeito desse texto:

“Os ‘lenços’ (sudaria) eram usados para enxugar o suor do rosto; já os ‘aventais’ (semicinctia) eram aventais curtos usados por artesãos. Parece estranho que, depois de resumir dois anos de ministério em poucas palavras, Lucas gaste tanto tempo com esses detalhes. Pode ser que a formação de médico atraísse naturalmente sua atenção aos atos sobrenaturais de cura. Parece que pessoas sinceras se aproximavam do apóstolo enquanto ele realizava seu trabalho manual e recebiam o lenço e o avental que ele usava. A eficácia desses instrumentos de cura é comparável à orla das vestes do Senhor e ao barro que Ele usou para curar o cego. Só há duas condições universais necessárias para atos sobrenaturais de cura divina: poder de Deus e fé. Objetos materiais que cobrem o abismo entre o poder divino e a fé humana são meros veículos para o exercício da fé.”

Conhecer o contexto dos versos nos ajuda a entender por que muitos em Éfeso não ficaram nada contentes com a presença de Paulo. “Na cidade de Éfeso, onde, conforme revela este capítulo, o exorcismo e a arte oculta da feitiçaria e do encantamento eram realizados diante dos olhos do povo, parece que Deus fez essas curas miraculosas se destacarem como evidências especiais do poder da fé” (Ibidem).

Muitos achavam que Jesus realizava milagres porque tinha poderes mágicos ou porque era Filho de Deus. No entanto, os registros bíblicos indicam que tanto os profetas no Antigo Testamento quanto os apóstolos no Novo Testamento realizaram milagres semelhantes aos que Jesus fez. Por quê? Era o poder de Deus agindo por meio deles, mais a fé, que produziam os milagres.

Quais são as condições, em nosso tempo, para que os milagres aconteçam?


TERÇA, 27 DE MARÇO 2018 – VOCÊ SABIA?

(Informações extraídas do CBA, v. 6, p. 402-408.)

  • Artêmis, ou a deusa a que o texto se refere, é Diana. Era em Éfeso que se concentravam o culto e a adoração a essa divindade. Peregrinos de todas as partes do mundo chegavam para adorar e comprar objetos feitos de prata, bronze, mármore ou barro, que retratavam o santuário e a imagem de Diana que ficava ali dentro.
  • Os ourives em Éfeso armaram a confusão porque, desde a chegada de Paulo, seus lucros estavam desaparecendo. Demétrio foi o responsável em incitar a multidão contra o apóstolo. Ele apelou para o orgulho e a superstição do povo.
  • Paulo havia conquistado a confiança e o respeito até mesmo das autoridades e foi aconselhado a não se apresentar diante da multidão para não tornar a situação pior.
  • O escrivão era a pessoa responsável pelos registros da cidade e alguém de grande influência em Éfeso. Por meio dele eram feitas todas as comunicações públicas à cidade e dadas as respostas.
  • O conselho do escrivão foi para que Demétrio e seus companheiros de profissão usassem os meios legais para resolver a situação. Se quisessem prosseguir, teriam que levar a questão aos tribunais.
  • Por causa de sua posição oficial, o escrivão conseguiu acalmar a multidão e colocar fim à confusão.
  • É provável que Gaio e Aristarco, companheiros de Paulo, tenham contado o incidente a Lucas, que o registrou no livro de Atos.

QUARTA, 28 DE MARÇO 2018 – VERSOS DE IMPACTO

Josué 1:9

Isaías 7:9

Marcos 13:13

Leia e marque em sua Bíblia os Versos de Impacto desta semana. Com qual deles você mais se identificou? Por quê?

Não é fácil fazer a coisa certa algumas vezes. Parece que o caminho certo tende a ser quase sempre o mais difícil! (Marcos 13:13). Mas Deus nunca nos pede para fazermos isso sozinhos. Ele está conosco, protegendo-nos e sustentando-nos a cada passo do caminho. É preciso coragem para enfrentar a diversidade ao realizar o que Deus nos pede. É necessário coragem para ser diferente do restante da multidão.

Essa coragem proveniente de Deus é que nos faz diferentes e torna óbvio nosso relacionamento com Jesus. Você já permaneceu firme por algo em que acredita? Peça a Deus coragem para permanecer firme e veja como Ele o abençoará por causa de seu comprometimento!


QUINTA, 29 D MARÇO 2018 – FLASH

“Nutrindo um espírito humilde e receptivo ao ensino, esses homens se tornaram experientes, o que os capacitou a trabalhar na colheita. O exemplo deles apresenta uma lição valiosa. Muitos fazem pouco progresso em sua vida espiritual porque são muito autossuficientes. Eles se contentam com um conhecimento superficial da Palavra de Deus. Se os seguidores de Cristo buscassem sinceramente a sabedoria, Deus os conduziria a ricos campos da verdade que ainda não conhecem” (Os Embaixadores, p. 133).

Leia os capítulos 27 e 28 do livro Os Embaixadores (Atos dos Apóstolos na linguagem de hoje). Eles mostram que, por onde Paulo passava, alguma mudança ocorria com as pessoas porque o apóstolo não temia apresentar a verdade em nome de Jesus. O resultado?

“O poder de Deus acompanhou os esforços de Paulo em Éfeso, e muitas pessoas foram curadas de suas doenças físicas. Essas demonstrações de poder sobrenatural eram muito mais fortes do que as que já tinham sido vistas em Éfeso, e nenhuma habilidade de ilusionistas nem magia de feiticeiros poderia reproduzi-las. Como Paulo fez esses milagres em nome de Jesus, o povo teve a oportunidade de ver que o Deus do Céu era mais poderoso do que os mágicos da deusa Diana” (Os Embaixadores, p. 134).

Para que Deus possa fazer algo por nós, Ele precisa ensinar-nos, e para aprendermos temos que ser humildes. Sempre existe algo mais para aprender, algo mais profundo para descobrir. Peça que Deus o ajude a estar aberto para aprender algo novo.


SEXTA, 30 DE MARÇO 2018 – LEITURA DA SEMANA

Ter coragem de defender aquilo que acreditamos em meio à oposição não é fácil. Paulo enfrentou uma cidade inteira repleta de pagãos devotos com interesses financeiros no templo da divindade mitológica. Pelo relato bíblico podemos ver claramente como levavam a sério a questão do lucro! Apesar de tudo, Deus estava com Paulo e os outros cristãos e os protegeu da fúria da multidão. Na verdade, Deus usou um oficial pagão para acalmar a multidão que queria matar todos os que estivessem envolvidos com Paulo.

Podemos confiar que Deus sempre estará conosco e nos protegerá ao defendermos nossa crença em Sua Palavra, mesmo que isso nos torne uma minoria impopular. Deus nos recompensará por nossa lealdade a Ele e nos concederá coragem e sabedoria para defender aquilo que Ele julgar importante.

Reflita sobre estas questões: Pelo que você tem visto à sua volta, que verdades bíblicas estão caindo em descrédito e precisam ser defendidas? Como você pode permanecer firme pelo que é certo e ainda fazer com que as pessoas enxerguem o bondoso, misericordioso e maravilhoso Deus a quem você serve?

Que o texto de Josué 1:9 lhe dê a coragem necessária para defender o nome de Deus em todas as circunstâncias!

Leitura da Semana

Os Embaixadores capítulos 27, 28

Facebook Comments

sobre Escola Sabatina

Além disso, verifique

Síntese da Lição: Lição 13 – A Volta do Nosso Senhor Jesus – 23 a 30 de Junho 2018

    SÁBADO: A volta de Cristo não é uma esperança ilusória, mas uma promessa …

um comentário

  1. Amanda

    Que legal a lição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!