Novidades
Início / LIÇÃO ADULTOS - 1° TRIMESTRE 2019 / Adultos: Lição 06 – O Povo de Deus Selado – 02 a 09 de Fevereiro 2019

Adultos: Lição 06 – O Povo de Deus Selado – 02 a 09 de Fevereiro 2019

Print Friendly, PDF & Email

 


https://mais.cpb.com.br/wp-content/uploads/2019/01/6-750x736.jpg


OUÇA  E FAÇA DOWNLOAD DOS ÁUDIOS AQUI

 


VERSO PARA MEMORIZAR

“São estes os que vêm da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro” (Ap 7:14).


LEITURAS DA SEMANA

Ap7; 14:4, 5, 12;17:5; 2Pe 3:9-14; Dt 8:11-17; Rm 3:19-24


SÁBADO A TARDE – 02 DE FEVEREIRO 2019 – INTRODUÇÃO – Ano Bíblico: Lv 5–7

A mensagem apresentada na abertura dos sete selos mostra que toda pessoa que afirma crer em Cristo encontra bênçãos por sua fidelidade ou maldições por sua infidelidade. Os primeiros quatro selos descrevem os meios disciplinares de Deus para despertar Seu povo da letargia espiritual e torná-lo vitorioso. No entanto, o povo de Deus também sofre injustiça e opressão neste mundo avesso ao evangelho. Na abertura do sexto selo, Deus está pronto para lidar com os que prejudicaram Seu povo.

O capítulo 7 é um intervalo inserido entre o sexto e o sétimo selos. O sexto selo nos leva à segunda vinda de Cristo. Enquanto os ímpios enfrentam o juízo, Apocalipse 7 responde à pergunta deles acerca de quem subsistirá no dia da vinda de Cristo: os que foram selados, os 144 mil.

As outras características desse povo são apresentadas em Apocalipse 14:1-5. Há também um intervalo inserido entre a sexta e a sétima trombetas (Ap 10;11:1-14). Esse intervalo, que começa com o Segundo Grande Despertamento e o surgimento do Movimento Adventista, coincide com o mesmo período de tempo das cenas iniciais do capítulo 7 e se concentra na experiência e na missão do povo de Deus no tempo do fim


DOMINGO, 03 DE FEVEREIRO 2019 – RETENDO OS VENTOS – Ano Bíblico: Lv 8–10

1. Leia Apocalipse 7:1-3 e 2 Pedro 3:9-14. O que João viu? Por quanto tempo os anjos devem reter os ventos? O que ocorrerá quando o selamento for concluído? Complete as lacunas:*

“Depois disto, vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da Terra, conservando seguros os quatro __________________ da Terra […]. Vi outro anjo […], tendo o _____________________ do Deus vivo, e clamou em grande voz aos quatro anjos, […], dizendo: Não _______________________ nem a Terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus” (Ap 7:1-3).

No Antigo Testamento, os ventos representam forças destrutivas pelas quais Deus executa juízos sobre os ímpios (Jr 23:19, 20; Dn 7:2). “Ao cessarem os anjos de Deus de conter os ventos impetuosos das paixões humanas, ficarão às soltas todos os elementos de contenda” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 614). Essas forças destrutivas estão sendo retidas pela intervenção divina enquanto ocorre o selamento do povo de Deus.

Nos tempos antigos, o principal significado do selamento era propriedade. O significado do selamento simbólico no Novo Testamento é que “o Senhor conhece os que Lhe pertencem” (2Tm 2:19). Deus reconhece Seu povo e o sela com o Espírito Santo (Ef 1:13, 14; 4:30). No tempo do fim, o selo na testa é concedido ao povo fiel de Deus, que guarda Seus mandamentos (Ap 14:1, 12). O selo de Deus não é uma marca visível colocada na testa, mas, como afirma Ellen G. White, significa “a consolidação na verdade, tanto intelectual como espiritualmente, de modo que [o povo de Deus] não possa ser abalado” (Eventos Finais, p. 220). Por outro lado, os que por fim se posicionarem do lado da besta receberão a sua marca (Ap 13:16, 17).

A fidelidade do povo selado de Deus foi provada em todas as gerações. No entanto, a prova de fidelidade na crise final será a guarda dos mandamentos de Deus (veja Ap 12:17; 14:12). De maneira especial, o quarto mandamento se tornará a prova de obediência ao Senhor (Ap 14:7). Assim como o sábado foi o sinal do povo de Deus nos tempos bíblicos (Ez 20:12, 20; Hb 4:9, 10), também será o sinal de lealdade a Deus na crise final.

No tempo do fim, o selo funciona também como um sinal de proteção contra as forças destrutivas das sete últimas pragas (veja Ez 9:1-11 como pano de fundo de Ap 7:1-3). Portanto, a questão levantada em Apocalipse 6:17 é finalmente respondida: os que permanecerão protegidos no dia da ira de Deus são o Seu povo selado.

Paulo nos advertiu a não entristecer o Espírito Santo por quem fomos selados (Ef 4:30). O que isso significa? Quais escolhas você pode fazer para não entristecê-Lo?


SEGUNDA-FEIRA, 04 DE FEVEREIRO 2019 – O POVO SELADO DE DEUS – Ano Bíblico: Lv 11, 12

2. De acordo com Apocalipse 7:4-8, quantas pessoas receberam o selo de Deus? Reflita sobre o significado desse número específico e assinale a alternativa correta:*

A. ( ) 200 milhões
B. ( ) 144 mil

O anúncio do número dos que foram selados marca a conclusão do selamento. João ouviu que o número deles era 144 mil, das 12 tribos de Israel. Esse texto não se refere a um número literal, mas ao seu significado. O número 144 mil é composto por 12 x 12 x 1.000. O número 12 é um símbolo do povo de Deus: as tribos de Israel e a igreja edificada sobre o fundamento dos 12 apóstolos (Ef 2:20). Portanto, o número 144 mil representa a totalidade do povo de Deus do tempo do fim – “todo o Israel” (judeus e gentios) que estiver preparado para o retorno de Cristo e que será trasladado sem passar pela morte (Rm 11:26; 1Co 15:51-53).

As 12 tribos listadas em Apocalipse 7 não são, evidentemente, literais, pois as 12 tribos de Israel, que incluíam tanto o reino do Norte como o do Sul, não existem mais hoje. As 10 tribos do reino do Norte foram levadas ao cativeiro durante a conquista assíria (2Rs 17:6-23), onde se integraram a outras nações. Portanto, as 12 tribos não constituem o judaísmo hoje.

Além disso, a lista das 12 tribos em Apocalipse 7 é diferente de todas as demais encontradas nas Escrituras (compare com N 1:5-15; Ez 48:1-29). Judá foi listada como a primeira tribo (Ap 7:5), em lugar da tribo de Rúben (compare com Nm 1:5). A tribo de Dã, incluída nas listas de Números 1e de Ezequiel 48, foi omitida da lista de Apocalipse 7. Possivelmente Efraim tenha sido referida como José, e Dã foi substituída por Levi. O motivo aparente da exclusão da tribo de Dã, da lista de Apocalipse 7, é que, no Antigo Testamento, ela é retratada algumas vezes de modo negativo em virtude da apostasia (Gn 49:17; 1Rs 12:29).

A lista das tribos de Apocalipse 7 não é histórica, mas espiritual. A ausência de Dã e a não menção de Efraim nessa lista sugere que a infidelidade dessas 2 tribos não tem lugar entre o povo de Deus selado (Os 4:17). Ademais, o Novo Testamento se refere à igreja como as 12 tribos de Israel (Tg 1:1). As 12 tribos de Apocalipse 7 representam todo o povo de Deus que perseverar até o fim, judeus e gentios.

Quais certezas bíblicas o Senhor concede aos que vivem durante o tempo da angústia?


TERÇA-FEIRA, 05 DE FEVEREIRO 2019 – A GRANDE MULTIDÃO – Ano Bíblico: Lv 13, 14

3. Leia Apocalipse 7:9, 10. Qual grupo de santos João viu? Como eles foram descritos, e de onde vieram? O que eles clamavam diante do trono de Deus?*
__________________________________________________________________________

João viu a “grande multidão que ninguém podia enumerar”, os que vieram “da grande tribulação, lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro” (Ap 7:9, 14). Ou seja, eles são um grupo especial de pessoas que, apesar das tribulações que enfrentaram, permaneceram fiéis a Jesus, uma fidelidade simbolizada pelo fato de que estão cobertas nas vestes de Sua perfeita justiça. A palavra “tribulação” é usada com muita frequência na Bíblia para se referir aos sofrimentos dos cristãos por causa de sua fé (veja, por exemplo, Êx 4:31; Sl 9:9; Mt 24:9; Jo 16:33; Rm 5:3). Portanto, embora alguns intérpretes adventistas considerem esse grupo uma outra representação dos 144 mil, podemos entender a “grande multidão” como uma referência a todos os redimidos que sofreram por sua fé ao longo dos séculos.

Na descrição que João fez da “grande multidão” que ninguém podia enumerar, vemos também, como em toda a Bíblia, o grande tema da salvação pela graça. Os redimidos reivindicam a salvação, a vida eterna, o novo céu e a nova Terra somente por conta da justiça de Cristo, concedida a eles pela graça.

“Mais próximo do trono estão os que já foram zelosos na causa de Satanás, mas que, arrancados como tições do fogo, seguiram seu Salvador com devoção profunda e intensa. Em seguida estão os que aperfeiçoaram um caráter cristão em meio de falsidade e incredulidade, os que honraram a lei de Deus quando o mundo cristão a declarava nula, e os milhões de todos os séculos que se tornaram mártires pela sua fé. E além está a “multidão que ninguém podia enumerar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de vestiduras brancas, com palmas nas mãos” (Ap 7:9). Terminou sua luta, a vitória está ganha. Correram no estádio e alcançaram o prêmio. O ramo de palmas em suas mãos é um símbolo de seu triunfo, as vestes brancas, um emblema da imaculada justiça de Cristo, a qual agora possuem” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 665).

Somos cobertos pela justiça de Cristo, um dom da fé. Mas como podemos manter essa fé e permanecer fiéis em meio às provações e tribulações? E o mais importante, de que modo podemos manter a fidelidade em tempos de sossego e prosperidade? (veja Dt 8:11-17).


QUARTA-FEIRA, 06 DE FEVEREIRO 2019 – OS SEGUIDORES DO CORDEIRO – Ano Bíblico: Lv 15, 16

4. De acordo com Apocalipse 14:1-5, quais são as três principais características dos 144 mil? Como elas estão relacionadas à descrição dos santos do tempo do fim, em Apocalipse 14:12?*
__________________________________________________________________________

O texto de Apocalipse 14:4,5é uma descrição dos 144 mil que se ajustam com o povo de Deus dos últimos dias, “os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Ap 14:12). Embora tenham experimentado a plenitude da ira de Satanás na crise final, eles permaneceram firmes por causa de seu relacionamento íntimo com Jesus.

*5. À luz de Apocalipse 17:5, em que sentido os 144 mil não se macularam com mulheres? Como a pureza de seu caráter se relaciona com o fato de que eles são redimidos da Terra como “primícias para Deus” (Ap 14:4)?*
__________________________________________________________________________

A imoralidade sexual é um símbolo de infidelidade para com Deus. Em Apocalipse 17:5,mencionam-se a prostituta do fim dos tempos, Babilônia, e suas filhas, com quem todos os povos do mundo cometerão fornicação (veja Ap 18:3). No entanto, os 144 mil permanecerão leais a Cristo e resistirão às relações corrompidas com Babilônia e as igrejas apóstatas. Portanto, os 144 mil seguem o Cordeiro “por onde quer que vá” (Ap 14:4).

Os 144 mil foram descritos também como os “redimidos dentre os homens” como “primícias para Deus e para o Cordeiro” (Ap 14:4). No antigo Israel, as primícias eram os melhores frutos da colheita oferecidos a Deus (Nm 18:12). A palavra primícias se refere aos salvos, distintos do povo no mundo (veja Tg 1:18), mas em Apocalipse os 144 mil são claramente um grupo especial porque foram trasladados sem passar pela morte (1Co 15:50-52). Portanto, são as primícias da maior colheita de salvos de todos os tempos (veja Ap 14:14-16).

Estamos em perigo de cometer prostituição espiritual? Por que nos enganamos se pensarmos que não estamos correndo esse perigo?

Fortaleça sua vida por meio do estudo da Palavra de Deus: acesse o site http://reavivadosporsuapalavra.org

Um capítulo da Bíblia por dia.


QUINTA-FEIRA, 07 DE FEVEREIRO 2019 – SALVAÇÃO AO NOSSO DEUS E AO CORDEIRO – Ano Bíblico: Lv 17–19

6.Leia Apocalipse 14:5, 2Pedro 3:14 e Judas 24, 25. O Apocalipse descreve o povo de Deus no tempo do fim como sem “mácula”. De que modo podemos alcançar esse estado? Assinale a alternativa correta:*

A. ( )Pela confiança na justiça divina para o perdão e fidelidade a Deus.
B. ( ) Tornando-nos impecáveis, sem nenhum pecado.

A característica final dos 144 mil é que “não se achou mentira na sua boca; não têm mácula” (Ap 14:5). Enquanto as pessoas do mundo escolhem acreditar nas mentiras de Satanás, o povo de Deus acolherá o amor da verdade para ser salvo (2Ts 2:10, 11).

A expressão “sem mácula” (amomos no grego, “irrepreensível”) se refere à fidelidade dos 144 mil a Cristo. Na Bíblia, o povo de Deus é chamado de “santo” (Lv 19:2; 1Pe 2:9). Abraão (Gn 17:1) e Jó (Jó 1:1) foram irrepreensíveis. Os cristãos são chamados para ser santos e sem mácula diante de Deus (Ef 5:27; Fp 2:15).

*7. Leia Romanos 3:19-24. Por que devemos manter sempre em mente a verdade essencial apresentada nessa passagem?*
_________________________________________________________________________

Nos últimos dias da história do mundo, os 144 mil refletirão o caráter de Cristo. Sua salvação revelará o que Cristo fez por eles, em vez de sua própria santidade e obras (veja Ef 2:8-10). Os 144 mil lavaram suas vestiduras e as alvejaram no sangue do Cordeiro (Ap 7:14) e, portanto, são achados “sem mácula e irrepreensíveis” diante de Deus (2Pe 3:14).

“Precisamos ser refinados, purificados de toda mundanidade, até que reflitamos a imagem de nosso Salvador e nos tornemos participantes da natureza divina […]. Quando terminar o conflito da vida, quando a armadura for deposta aos pés de Jesus, quando forem glorificados os santos de Deus, então, e só então, será seguro afirmar que estamos salvos e sem pecado” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 3, p. 355, 356). Como podemos ter uma vida santificada, em preparação ativa para a eternidade e, no entanto, não cair nas armadilhas do perfeccionismo?


SEXTA-FEIRA, 08 DE FEVEREIRO 2019 – ESTUDO ADICIONAL – Ano Bíblico: Lv 20–22

Leia o capítulo “Impecabilidade e Salvação”, do livro Mensagens Escolhidas, v. 3, de Ellen G. White, p. 353-357.

A identidade dos 144 mil é uma questão polêmica. Parece evidente que os 144 mil são a última geração do povo de Deus. Sabemos que eles passarão pelo tempo de angústia e serão protegidos das sete pragas (veja Sl 91:7-16) e que sua lealdade será provada como jamais ocorreu no passado.

A identidade dessas pessoas é um dos segredos que Deus guardou para Si (Dt 29:29). Somente no futuro será revelado quem fará parte desse grupo. Em relação a esse mistério, recebemos uma advertência:

“Cristo diz que haverá na igreja pessoas que apresentarão fábulas e suposições, quando Deus deu verdades grandes, inspiradoras e de molde a enobrecer, as quais devem ser sempre conservadas no tesouro da memória. Quando as pessoas apanham esta e aquela teoria, quando são curiosas de saber alguma coisa que não lhes é necessário saber, Deus não os está conduzindo. Não é plano Dele que Seu povo apresente alguma coisa que eles supõem, a qual não é ensinada na Palavra de Deus. Não é Sua vontade que eles se metam em discussões acerca de questões que não os ajudam espiritualmente, como: Quais pessoas vão constituir os cento e quarenta e quatro mil? Isto, aqueles que forem os eleitos de Deus hão de, sem dúvida, saber em breve” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 174).

*Perguntas para discussão*

1. Pense nesta exortação: “Procuremos, com todo o poder que Deus nos tem dado, estar entre os 144 mil” (Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 7, p. 1084). Como praticar essas palavras?

2. Uma característica dos 144 mil é seu novo cântico. Ninguém mais poderá cantar esse cântico senão os 144 mil, pois é o cântico da experiência – uma experiência que nenhum outro grupo na história teve (Ap 14:3, 4; Ap 15:2, 3). Sua caminhada espiritual reflete um cântico de uma nova experiência com Deus? Ou sua vida reflete suas antigas histórias sem evidência de um compromisso atual?

3. Qual é a diferença entre simplesmente saber sobre Cristo e realmente conhecê-Lo? Você sabe como é Cristo?

*Respostas e atividades da semana:*

1.Ventos – selo – danifiqueis.

2. B.

3. São os que vieram da grande tribulação. Suas vestes são brancas e eles têm palmas nas mãos. Eles clamam e adoram a Deus: “Ao nosso Deus, que Se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação”.

4. “São estes os que não se macularam com mulheres, porque são castos. São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro” (Ap 14:4).

5. Eles não participaram da infidelidade de Babilônia. O fato de serem redimidos como primícias para Deus significa que eles não sofreram a corrupção da morte, pois foram trasladados.

6. A.

7. Porque, caso contrário, estaremos em risco de incorrer no perfeccionismo.

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

8ºSáb (1°Trim19) Materiais Primários

  Contém 2 PPTs: 1 com a lição, 1 com o Informativo Mundial das Missões, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!