Novidades
Início / LIÇÃO ADULTOS - 3° TRIMESTRE 2018 / Adultos: Lição 11 – Prisão de Paulo em Jerusalém – 08 a 15 de Setembro 2018

Adultos: Lição 11 – Prisão de Paulo em Jerusalém – 08 a 15 de Setembro 2018

Print Friendly, PDF & Email


FAÇA DOWNLOAD AQUI


SÁBADO A TARDE – 08 DE SETEMBRO 2018 – Ano Bíblico: Ez 36-38

VERSO PARA MEMORIZAR

“Na noite seguinte, o Senhor, pondo-Se ao lado dele, disse: Coragem! Pois do modo por que deste testemunho a Meu respeito em Jerusalém, assim importa que também o faças em Roma” (At 23:11).


LEITURA DA SEMANA

At 21; At 22; At 23:1-30; Rm 2:28, 29; Gl 5:6; Mt 22:23-32


Depois da primeira viagem missionária de Paulo, ficou claro que havia uma discordância fundamental na igreja a respeito da maneira pela qual os gentios deveriam ser admitidos à fé (At 15:1-5). Talvez percebendo um conflito crescente, Paulo pensou em um plano para promover a unidade na igreja. Visto que no concílio lhe pediram que se lembrasse dos pobres (Gl 2:10), ele decidiu solicitar às igrejas gentílicas que prestassem ajuda financeira aos irmãos na Judeia, a “coleta para os santos” (1Co 16:1), esperando que isso ajudasse a construir pontes entre os dois grupos.

Isso explica sua determinação de ir a Jerusalém no fim de sua terceira viagem, apesar dos riscos. Por um lado, ele tinha amor genuíno por seus irmãos judeus (Rm 9:1-5); por outro, desejava uma igreja unida (Gl 3:28; 5:6). Visto que judeus e gentios eram igualmente salvos pela fé, e não pelas obras da lei (Rm 3:28-30), qualquer alienação social entre eles, baseada nos requisitos cerimoniais da lei, era contrária à natureza inclusiva do evangelho (Ef 2:11-22).

Sigamos Paulo nessa nova fase de sua vida e missão.

Está chegando o dia do batismo da primavera. Será no dia 22 de setembro. Prepare uma cerimônia inesquecível para receber as pessoas que estão entregando a vida a Cristo.


DOMINGO, 09 DE SETEMBRO 2018 – ENCONTRANDO OS LÍDERES DE JERUSALÉM – Ano Bíblico: Ez 39–41

Ao chegar a Jerusalém, Paulo foi calorosamente recebido por cristãos ligados a Mnasom, com quem devia se hospedar (At 21:16, 17).

Em Atos 21:18-22, Tiago e os anciãos de Jerusalém expressaram sua preocupação com a reputação de Paulo entre os cristãos judeus locais, todos zelosos guardadores da lei mosaica. Eles haviam sido informados de que Paulo estava ensinando os judeus conversos que viviam no exterior a abandonar Moisés, dizendo-lhes que não deviam “circuncidar os filhos, nem andar segundo os costumes da lei” (At 21:21).

É claro que isso não era verdade. O que Paulo ensinava era que, em termos de salvação, nem a circuncisão nem a incircuncisão significava coisa alguma, pois tanto os judeus quanto os gentios eram igualmente salvos pela fé em Jesus (Rm 2:28, 29; Gl 5:6; Cl 3:11). Isso é bem diferente de incentivar explicitamente os judeus a desconsiderar a lei e seus requisitos. Obediência não é, em si mesma, sinônimo de legalismo, embora possa ser deliberadamente distorcida, vindo a significar exatamente isso.

1. Leia Atos 21:23-26. Como Paulo demonstrou que ainda era um judeu fiel?

Paulo foi aconselhado a ser politicamente correto. Ele devia mostrar a falsidade dos rumores a seu respeito fazendo algo bem “judeu”: financiar o voto de nazireado de alguns cristãos judeus. Esse voto era um ato especial de piedade por meio do qual um judeu se reconsagrava a Deus.

Infelizmente, Paulo cedeu. Os heróis, inclusive os bíblicos, têm suas falhas, como podemos ver na vida de Abraão, Moisés, Pedro e vários outros. É possível argumentar que Paulo estava apenas seguindo seu princípio de proceder como judeu ao lidar com judeus (1Co 9:19-23), ou que ele mesmo teria feito um voto pouco antes (At 18:18), embora a natureza exata desse voto não seja clara. Dessa vez, no entanto, Paulo foi transigente. Sua ação endossou as motivações legalistas por trás da recomendação que lhe fora feita. A implicação de sua atitude era exatamente aquela que ele tentava vigorosamente combater: a ideia de que havia dois evangelhos, um para gentios, de salvação pela fé, e outro para judeus, de salvação pelas obras. Paulo, porém, “não estava autorizado por Deus para ceder tanto quanto pediam” (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 405).


sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Menores): Guardas de Vestes Brancas – 24 de Novembro 2018

  Numa tarde de sábado, trinta desbravadores e seus líderes juntamente com outros adultos se …

3 Comentários

  1. Elenir lautert Carvalho

    Obrigado pela essa lição. Não compro a lição pois compro a lição das crianças.

  2. Almir Borges

    Tendo sido proibido pelo médico de trabalhar e não conseguindo a aprovação pela Previdência do pedido de benefício, em alguns momentos até a aquisição da LES se me tornou difícil e dou graças a Deus por este portal que permite que me mantenha fiel aos estudos da Lição no culto da manhã.

  3. Asvath Sierra e Marilete Nunes

    Muito obrigado pela licao da escola sabatina Deus te abençoe Thiago pra nós e longe pra ir comprar e este foi o melhor meio pra nós estudar diariamente ótimo material música e as lições como nossas e das crianças Deus te abençoe um abraço daqui de Araucária Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!