Novidades
Início / AUXILIAR DA SEMANA - 4° TRIMESTRE 2018 / Auxiliar da Semana: Lição 07 – Quando Surgem Conflitos – 10 a 17 de Novembro 2018

Auxiliar da Semana: Lição 07 – Quando Surgem Conflitos – 10 a 17 de Novembro 2018

Print Friendly, PDF & Email

 



TEXTO-CHAVE: Atos 11:17

O ALUNO DEVERÁ

Saber: Explicar os princípios usados pela igreja primitiva para solucionar conflitos internos.
Sentir: Perceber que conflitos internos minam a unidade e o testemunho da igreja.
Fazer: Buscar a direção do Espírito Santo e das Escrituras quando surgirem conflitos.

ESBOÇO

I. Saber: Princípios para resolução de conflitos

A. Qual era o fundamento dos conflitos que a igreja primitiva enfrentava?
B. Que princípios de resolução de conflitos estão presentes em todos as questões observadas nesta lição? Existem princípios específicos para os exemplos individuais observados? Explique.
C. Que fatores contribuíram para o êxito dos apóstolos nas tentativas de solucionar conflitos?

II. Sentir: Protegendo o testemunho da igreja

A. Com frequência conflitos na igreja são ignorados por longos períodos de tempo. Qual é a importância de solucioná-los rapidamente, e por quê?
B. Que indícios é possível apontar em cada exemplo de conflito para demonstrar que a unidade e o testemunho da igreja estavam em risco?

III. Fazer: A direção do Espírito Santo

A. Como podemos estar seguros da direção do Espírito Santo ao tentarmos solucionar conflitos?
B. Como podemos evitar que nossas preferências nos desviem da direção para a qual o Espírito Santo está nos conduzindo?

RESUMO: Os conflitos teológicos e de relacionamento enfrentados pela igreja primitiva eram prontamente solucionados pelos seus líderes quando estes se submetiam aos ensinos dos apóstolos e reconheciam a direção do Espírito Santo.

CICLO DO APRENDIZADO

Motivação

Focalizando as Escrituras: Atos 15:1-22

Conceito-chave para o crescimento espiritual: Embora seja melhor evitar conflitos, nossa reação diante das controvérsias na igreja proporciona oportunidades para que reconheçamos a direção do Espírito Santo e cresçamos juntos.

Para o professor: Conflitos e divergências teológicas são uma característica constante na história da igreja cristã. Contudo, um exame da história sugere que é possível alcançar resultados positivos a partir de situações que podem causar divisão. Ao refletir sobre a história a seguir, ajude os alunos a reconhecer que ocorreu um crescimento quando a desarmonia fez com que a igreja se voltasse ao estudo das Escrituras em busca de soluções.

Discussão inicial: Marcião foi um cristão do segundo século que desenvolveu crenças sobre Deus que o colocaram em conflito direto com a igreja. Ele separou Jesus e Seu Pai do Deus do Antigo Testamento, em parte porque não era capaz de conciliar um Deus de justiça com um Deus de amor. Também negava que Cristo era de fato humano, e afirmava que Ele não sofreu na cruz. Utilizou suas crenças sobre Deus como base para sua doutrina e compilou escritos que considerava inspirados e úteis para o cristão. Ele não considerava as Escrituras hebraicas úteis para o cristão, e compôs seu cânon a partir de epístolas selecionadas de Paulo e de uma versão do evangelho de Lucas. Em resposta à teologia de Marcião, os eruditos da igreja usaram as Escrituras hebraicas e os escritos dos apóstolos para esclarecer o caráter e a natureza divinos, mostrando que Deus podia ser tanto justiça quanto amor. A teologia de Marcião também ajudou a igreja a reconhecer que os cristãos ainda precisavam das Escrituras hebraicas e, além disso, precisavam identificar quais escritos cristãos foram inspirados e, portanto, deviam ser considerados palavra divina.

Perguntas para discussão

A história de Marcião mostra que conflitos e até mesmo heresias podem criar oportunidades para a igreja estudar e esclarecer suas crenças. De que forma a Igreja Adventista do Sétimo Dia cresceu a partir de controvérsias teológicas e conflitos? Você consegue pensar em conflitos dos quais a igreja parece não ter encontrado uma saída para o crescimento? Por que alguns acontecimentos levaram ao crescimento, ao passo que outros só devastaram a igreja?

Compreensão

Para o professor: Ao analisar as histórias dos conflitos em Atos, ajude a classe a entender por que os apóstolos tiveram êxito na resolução dessas controvérsias. Ressalte a função do Espírito Santo e como podemos deixar de lado nossas próprias inclinações.

COMENTÁRIO BÍBLICO

I. Buscando uma solução

(Recapitule com a classe At 6:1-6; 11:1-18; 15:1-22.)

Pode parecer surpreendente que tenham surgido conflitos logo após o estabelecimento da igreja cristã, mas a realidade é que onde há pessoas, existe a possibilidade de conflitos. Os problemas na igreja primitiva incluíam tanto dilemas teológicos quanto questões de relacionamento devido às diferentes origens e culturas daqueles que aceitavam a Cristo. Os apóstolos não ignoraram os conflitos que surgiram em seu meio, mas buscaram solucioná-los a fim de que nada atrapalhasse a missão da igreja. Podemos observar vários princípios importantes no modo como eles lidavam com os conflitos.

a. Admitiam os problemas abertamente. Com frequência, ignoram-se os conflitos na esperança de que assim desapareçam sozinhos, porém, eles precisam ser admitidos e trabalhados imediatamente.

b. Uma ou mais pessoas eram indicadas para buscar uma solução para o problema. Os escolhidos eram pessoas bem conhecidas e dignas de confiança.

c. Todos os envolvidos no conflito eram ouvidos.

d. As Escrituras eram consultadas. Por exemplo, no concílio de Jerusalém os líderes consideraram tanto a lei de Moisés, que falava sobre a circuncisão, como também os profetas, que prediziam que haveria crentes gentios.

e. Apresentavam-se e buscavam-se evidências da direção divina.

f. Finalmente, a decisão era comunicada, juntamente com as razões para ela. Quando isso não podia ser feito diretamente pelos líderes que tinham tomado a decisão, enviava-se uma mensagem por meio de alguém digno de confiança.

Por meio desse processo, evitavam-se grandes divisões e havia transparência e definição de responsabilidades.

Pense nisto: É possível utilizar todos esses princípios na igreja do século 21? Explique. Qual dos princípios acima causa mais dificuldades nas tentativas de solucionar conflitos? Por que você acredita que o princípio apontado é problemático?

II. Seguindo a direção do Espírito Santo

(Recapitule com a classe At 11:12-17.)

O Espírito Santo aparece de forma notável na história de Pedro e Cornélio e no concílio de Jerusalém. Pedro tinha plena certeza de que Deus havia preparado o caminho para seu encontro com Cornélio. Ele declarou: “Então, o Espírito me disse que eu fosse com eles, sem hesitar” (At 11:12). Depois que o Espírito Santo foi derramado sobre os gentios de forma visível, Pedro concluiu: “Pois, se Deus lhes concedeu o mesmo dom que a nós nos outorgou quando cremos no Senhor Jesus, quem era eu para que pudesse resistir a Deus?” (At 11:17). Embora a manifestação visível do Espírito Santo tenha sido uma evidência incontestável da direção divina, Pedro já havia notado que Deus o estava dirigindo a Cornélio. De forma semelhante, no concílio de Jerusalém, Tiago notou a mão divina intervindo para mostrar que o Senhor aprovava os crentes gentios. Os apóstolos estavam convencidos de que o Espírito Santo os estava guiando, assim como Jesus havia prometido antes de Sua morte (Jo 16:13, 14).

Pense nisto: Como Pedro sabia que o Espírito Santo o estava guiando mesmo antes da Sua manifestação visível? Os apóstolos seguiram a direção do Espírito sem hesitar. Qual é a sua reação quando crê que Deus o está guiando para fazer algo?

III. Mudando percepções

(Recapitule com a classe At 11:18; 15:1, 2, 13-20.)

Seguir a direção do Espírito nem sempre é fácil, pois corremos o risco de ter que abandonar nossas estimadas percepções, admitir que estamos errados, e ajustar nossa vida aos planos de Deus. Esse ajuste é particularmente difícil numa situação conflituosa, pois temos a necessidade de evitar constrangimento. Em Atos, os crentes judeus tiveram que abrir mão de crenças firmemente consolidadas sobre a circuncisão e os gentios que atingiam o âmago de sua identidade. Houve oposição, como previsto, porém Lucas também registrou que quando os crentes ouviram como o Espírito Santo havia sido derramado sobre os gentios, perceberam que de fato Deus estava dirigindo (At 11:18). A forma visível como Deus havia aceitado os gentios ajudou a facilitar a transição das práticas da igreja.

Pense nisto: Por que o grupo que viajava para Jerusalém em Atos 15 tirou tempo para contar a história da conversão dos gentios às pessoas da Fenícia e Samaria? Por que Pedro se demorou no tema da escolha divina dos gentios? Existiram outros fatores, além da natureza visível da presença do Espírito Santo, que ajudaram a igreja primitiva a aceitar o fato de que os crentes não precisavam se tornar judeus para se tornarem cristãos?

Aplicação

Para o professor: Embora a lição tenha recapitulado conflitos da igreja em vez de conflitos pessoais, os membros são inevitavelmente impactados pelos problemas da igreja em geral. Esta seção se concentra em como os membros reagem de forma individual quando estão rodeados por conflitos. Encoraje os membros a examinar pessoalmente suas inclinações culturais e a buscar a vontade divina quando surgirem desentendimentos.

Perguntas para reflexão

1. Qual é a sua reação quando surgem conflitos ao seu redor? Você se intromete, ou faz o possível para evitar desentendimentos? Qual deve ser a sua reação quando surgirem discórdias na igreja?

2. Como podemos identificar a vontade de Deus em meio à discórdia?

3. A maneira pela qual os primeiros cristãos entendiam sua herança judaica foi um entrave para a compreensão de que os gentios podiam fazer parte da igreja. Como nossa cultura pode ser um obstáculo para o reconhecimento da direção divina, e como ela pode influenciar nossa interpretação da Palavra de Deus? Peça ajuda a Deus para identificar algumas de suas inclinações que podem servir de obstáculo para a correta interpretação das Escrituras.

Criatividade e atividades práticas

Para o professor: A seção das atividades contém opções para comunicar as ideias-chave da lição ou para ir mais fundo em um estudo de caso na história adventista. Cada atividade foi planejada para reforçar a importância de se reconhecer a direção divina na igreja.

Atividades

1. Elabore uma palestra ou apresentação visual para os jovens de sua igreja que resuma como um cristão pode identificar a direção divina na sua vida na igreja.

2. Peça que a classe apresente uma peça improvisada na qual você demonstre saber como a igreja primitiva solucionava conflitos.

3. Analise o conselho de Ellen G. White aos participantes da Assembleia da Associação Geral de 1888 que se envolveram num conflito emocional sobre a lei em Gálatas. Um bom ponto de partida é o Manuscrito 15, que pode ser encontrado nas páginas 163-175 do The Ellen G. White 1888 Materials [Materiais de Ellen G. White sobre 1888]. Busque os princípios que ela esboçou para que eles avançassem e compare-os com os padrões usados pelos apóstolos.

Planejando atividades: O que sua classe pode fazer na próxima semana como resposta ao estudo da lição?

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Comentários para Adolescentes: Lição 11 – O Fim do Mundo – 08 a 15 de Dezembro 2018

  SÁBADO A TARDE – 08 DE DEZEMBRO 2018 – FIM? Olá amigos espero que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!