Novidades
Início / AUXILIAR DA SEMANA - 4° TRIMESTRE 2018 / Auxiliar da Semana: Lição 08 – Unidade na Fé – 17 a 24 de Novembro 2018

Auxiliar da Semana: Lição 08 – Unidade na Fé – 17 a 24 de Novembro 2018

Print Friendly, PDF & Email

 



TEXTO-CHAVE: Hebreus 9:11, 12

O ALUNO DEVERÁ

Conhecer: A contribuição de doutrinas adventistas fundamentais para a identidade adventista e para a unidade em Cristo.
Sentir: Valorizar a natureza unificadora da verdade bíblica.
Fazer: Permitir que o Espírito Santo internalize a verdade em nós de forma que ela tenha impacto sobre nossa vida.

ESBOÇO

I. Conhecer: Identidade, verdade e unidade

A. Como os elementos essenciais do evangelho contribuem para o conceito de unidade na igreja?
B. Que doutrinas formam o fundamento da fé adventista? O que o levou a mencionar essas doutrinas em particular?
C. Pondere sobre cada doutrina que você acredita ser fundamental para a identidade adventista. De que forma elas podem exercer um efeito unificador na igreja?

II. Sentir: Vantagens de uma mensagem universal

A. Por que Deus revelou na Bíblia informações específicas sobre outros temas, além de Sua natureza?
B. Qual é a importância de haver um grupo de pessoas que concordam biblicamente sobre o que consideram doutrinas essenciais?

III. Fazer: Internalizar a verdade

A. Por que é primordial que a verdade seja internalizada por completo?
B. Como internalizar a verdade de forma que ela tenha impacto sobre a nossa maneira de viver?
C. Que passos você precisa dar para que isso seja realidade na sua vida?

RESUMO: Os adventistas do sétimo dia reconhecem o papel central da morte e ressurreição de Cristo quanto à salvação e à unidade cristã, bem como o fato de que Deus revelou informações cruciais a fim de sabermos como nos relacionar com Ele e com o próximo. Essas doutrinas definem nossa identidade e nossa missão.

CICLO DO APRENDIZADO

Motivação

Focalizando as Escrituras: Atos 4:10-12

Conceito-chave para o crescimento espiritual: As crenças cristãs não são proposições arbitrárias com as quais um cristão é obrigado a concordar; em vez disso, são diretrizes para a vida que influenciam os relacionamentos entre o cristão, Deus e as pessoas. Por conseguinte, nossas crenças moldam nossa unidade na fé.

Para o professor: A Palavra de Deus não equipara unidade com uniformidade, contudo, sugere que os cristãos devem ter em comum algumas crenças fundamentais e indica que a unidade transmite uma mensagem importante para o mundo. A discussão inicial tem o objetivo de ajudar a classe a reconhecer que às vezes um grupo pode realizar mais do que um indivíduo.

Discussão inicial: Muitos eventos esportivos envolvem a plateia a fim de criar efeitos que uma pessoa sozinha não seria capaz de fazer. Por exemplo, durante a abertura dos jogos olímpicos de Vancouver em 2010, acendeu-se uma luz no meio do estádio, que foi seguida por um crescente mar de luzes no campo. Quando as luzes chegaram aos limites do campo, os membros da plateia foram instruídos a acender suas tochas fileira por fileira, uma de cada vez, criando um efeito de um círculo de luz crescente. Em outros eventos, os membros da plateia receberam grandes cartazes quadrados de diferentes cores, e foram instruídos a levantar esses cartazes acima da cabeça num determinado momento da programação. Juntos, formavam uma mensagem ou símbolo que podia ser visto por milhares de espectadores ao redor do mundo.

Ao trabalhar em conjunto, a plateia foi capaz de realizar algo que uma pessoa sozinha não poderia. Deus chamou a igreja a trabalhar em conjunto para enviar uma mensagem mais poderosa do que a que poderíamos transmitir se estivéssemos sozinhos. Ao nos unirmos na verdade em Jesus e focalizarmos a missão da igreja, demonstramos ao mundo de forma notável o poder transformador do evangelho.

Perguntas para discussão

Alguma vez você trabalhou com outras pessoas para realizar algo que não poderia fazer sozinho? O que foi realizado? Como foi trabalhar em equipe? Que atitudes foram determinantes para a realização da tarefa?

Compreensão

Para o professor: Esta seção busca fazer conexões entre as doutrinas e suas implicações para a unidade dentro da igreja, ao explorar como elas influenciam os relacionamentos e a identidade.

COMENTÁRIO BÍBLICO

I. Unidade e evangelho

(Recapitule com a classe At 4:8-12.)

As doutrinas centrais do cristianismo estão relacionadas com Jesus. Sua encarnação, vida, morte, ressurreição e ministério no santuário celestial testificam do desejo de Deus de ter um relacionamento com Sua criação. Jesus tornou-Se o Reconciliador que possibilitou esse relacionamento ao morrer na cruz para lidar com as consequências das escolhas erradas da humanidade. Mas o resultado de Sua morte vai além da reconciliação com Deus. Ao nos unirmos a Cristo por meio do batismo, também nos unimos uns aos outros. Por isso Paulo pôde declarar que a morte de Jesus também derrubou as barreiras entre os povos (Ef 2:14). Além disso, ao experimentarmos a reconciliação divina, somos chamados a nos reconciliarmos uns com os outros. A unidade na igreja só é possível por causa da morte de Jesus.

Pense nisto: De que forma a morte de Jesus derrubou barreiras entre pessoas? Estar unido com Cristo influencia seu relacionamento com outros membros da igreja?

II. Unidade e verdade

(Recapitule com a classe Mt 25:1-13.)

As Escrituras requerem a unidade na igreja, ao passo que exigem que estejamos bem alicerçados na verdade. Isso cria um dilema. Por natureza, a verdade é excludente; buscá-la envolve rejeição do erro e envolve o conceito de pureza. Assim, a verdade pode ser vista como seletiva e excludente. Por outro lado, a unidade é, por natureza, inclusiva. Consequentemente, debates sobre a unidade com frequência enfatizam a unidade em detrimento da verdade ou enfatizam a verdade em detrimento da unidade. Como solucionar essa tensão e buscar a verdade e a unidade? Podemos encontrar parte da solução ao examinarmos o que a Bíblia diz sobre a verdade.

O Novo Testamento contém informações importantes sobre a natureza e o papel da verdade. Ele identifica Jesus como “a verdade”, como observado acima (Jo 14:6; 18:32, 37), mas também reconhece a Palavra de Deus (Jo 17:17), a lei (Rm 2:20), o evangelho (Ef 1:13), os ensinos dos apóstolos (2Ts 2:13-15), e a sã doutrina como verdade (2Tm 4:2-4). A verdade, porém, não é simplesmente algo ao qual damos consentimento intelectual. Ela deve ser internalizada, levando-nos à mudança de comportamento. De nada vale saber que Jesus voltará em breve se esse conhecimento não mudar o modo como vivemos, nem nos levar a nos prepararmos para Sua vinda. João sugere que se nossa vida não irradia amor aos demais, demonstramos que não conhecemos a verdade (1Jo 2; 3). Se a verdade permanece um fator externo e intelectual, sempre haverá conflito entre verdade e unidade; mas quando, com a ajuda do Espírito Santo, ela é internalizada, influencia nosso relacionamento com Deus e com os que estão ao nosso redor, facilitando, dessa forma, a busca da igreja pela unidade.

Pense nisto: Como a parábola das dez virgens ilustra a necessidade de internalizar a verdade? Como a verdade é internalizada? Por que é mais fácil permitir que a verdade permaneça um fator meramente externo? De que maneira específica as doutrinas estudadas na lição desta semana influenciam nossos relacionamentos com Deus e com os outros?

III. A unidade e as doutrinas adventistas

(Recapitule com a classe Êx 20:8-11 e 1Co 15:51-54.)

A verdade não só influencia a unidade por meio da transformação interior, mas também produz identidade e testemunho. Nossa identidade está principalmente em Cristo e no que Ele fez por nós, mas também temos crenças fundamentais que constituem nossa identidade como cristãos adventistas do sétimo dia, crenças que os pioneiros da igreja acreditavam que haviam sido reveladas a eles nas Escrituras sob a direção do Espírito. São crenças que têm o potencial de nos unir no entendimento sobre Deus e sobre nós mesmos. Ao reconhecermos, por exemplo, a santidade do sábado, estamos unidos no reconhecimento de que Deus controla o Universo e, com isso, o tempo. Somos lembrados de que somos meras criaturas dependentes Dele e, tendo em vista que o sábado é também um memorial da redenção, nos unimos ao reconhecer e recordar que a salvação não é obra nossa, mas de Cristo. O ministério de Cristo no santuário celestial nos une no reconhecimento de nossa contínua necessidade da graça e misericórdia divinas, ao mesmo tempo em que nos dá a confiança de que podemos nos achegar à presença de Deus. A compreensão do estado dos mortos nos une ao reconhecermos nossa finitude e dependência de Deus para cada alento de vida, ao passo que nossa compreensão da ressurreição e da segunda vinda nos une na esperança de que passaremos a eternidade com o Deus de amor e graça. Juntas, essas doutrinas não apenas contribuem para nossa identidade como adventistas do sétimo dia, mas também nos relembram de nossa identidade como seres humanos pecadores que necessitam de Cristo e O aguardam.

Pense nisto: Por que é importante ter uma identidade em comum? Como isso tem impacto sobre a missão da igreja? Como a identidade resultante das doutrinas previne a arrogância ou a exclusividade? De que outra forma as doutrinas estudadas nesta semana nos une no entendimento que temos sobre Deus e sobre nós mesmos?

Aplicação

Para o professor: Com frequência verdade e doutrina são vistas como proposições abstratas que fazem qualquer debate sobre verdade e unidade parecer mais filosófico do que prático. Contudo, doutrinas não são abstratas nem arbitrárias, mas são destinadas a influenciar nosso relacionamento com Deus e com as pessoas ao nosso redor. Enfatize a natureza prática da doutrina e o que a verdade praticada pode realizar na vida do cristão.

Perguntas para reflexão:

1. Se a fonte da unidade é nossa vida compartilhada em Jesus, por que o que cremos faz diferença para a unidade que mostramos ao mundo?

2. O que a unidade cristocêntrica sugere sobre nossa maneira de tratar os que discordam de nós teologicamente?

3. O fato de que Jesus é a Verdade faz diferença no modo como entendemos a verdade e a unidade?

4. O que significa viver a verdade como ela é em Jesus? A verdade influencia a unidade? Escolha uma doutrina e reflita sobre como pode ser, na prática, viver essa verdade em Jesus.

5. Que doutrina da Igreja Adventista do Sétimo Dia o tem ajudado a viver unido com outros crentes? Explique.

Criatividade e atividades práticas

Para o professor: Muitos crentes pensam em doutrina somente quando estudam para o batismo ou quando participam de um programa missionário na igreja local. Ajude os membros a ver a importância de se considerar a doutrina com mais atenção ao refletirem sobre o chamado para viver a verdade como ela é em Jesus e cumprir a missão de demonstrar a unidade ao mundo.

Atividades: Leve para a classe uma lista das 28 crenças fundamentais da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Crie um plano para estudar cada doutrina de forma mais atenta, incluindo tempo para examinar o que a doutrina revela sobre Deus, como ela pode ser posta em prática no dia a dia e como contribui para a unidade da igreja.

Planejando atividades: O que sua classe pode fazer na próxima semana como resposta ao estudo da lição?

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Comentários para Adolescentes: Lição 11 – O Fim do Mundo – 08 a 15 de Dezembro 2018

  SÁBADO A TARDE – 08 DE DEZEMBRO 2018 – FIM? Olá amigos espero que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!