Novidades
Início / COMENTÁRIOS DE ELLEN WHITE - 1° TRIMESTRE 2019 / Comentários Ellen White: Lição 06 – O Povo de Deus Selado – 02 a 09 de Fevereiro 2019

Comentários Ellen White: Lição 06 – O Povo de Deus Selado – 02 a 09 de Fevereiro 2019

image_pdfFazer Downloadimage_printImprimir

 


https://mais.cpb.com.br/wp-content/uploads/2019/01/6-750x736.jpg


SÁBADO A TARDE – 02 DE FEVEREIRO 2019 – INTRODUÇÃO

Todos quantos haverão de ter por fim os nomes escritos no livro da vida do Cordeiro, lutarão varonilmente as batalhas do Senhor. Irão se empenhar com o máximo interesse para discernir e afastar toda tentação e cada coisa má. Sentirão que o olhar de Deus está pousado neles e é requerida a mais estrita fidelidade. Como sentinelas fiéis manterão obstruída a passagem para que Satanás não possa passar por eles disfarçado em anjo de luz e produzir no meio deles o seu trabalho de morte. […]

Os que estão vestidos de branco e circundam o trono de Deus não se compõem do grupo dos que foram mais amantes dos prazeres dos que de Deus, e escolheram navegar ao sabor da corrente em vez de vencer as ondas da oposição. Todos quantos permanecerem puros e incontaminados pelo espírito e influência que prevalecem neste tempo, terão lutas tremendas. Atravessarão grande tribulação; lavarão as suas vestes do caráter e as alvejarão no sangue do Cordeiro. Esses cantarão o cântico de triunfo no reino da glória (Minha Consagração Hoje [MM 1953/1989], p. 301).

Devemos viver para o mundo vindouro. É tão indigno viver uma vida ao acaso, destituída de objetivo! Carecemos de uma finalidade na vida – viver com um desígnio. Deus nos ajude a todos a ser abnegados, menos cuidadosos por nós mesmos, mais esquecidos do nosso eu e dos interesses egoístas; e a fazer bem, não pela honra que esperamos receber aqui, mas porque esse é o objetivo de nossa vida e corresponderá ao fim de nossa existência. Ascendam diariamente nossas orações a Deus para que Ele nos despoje do egoísmo. […]

Sejam ansiosos e diligentes em crescer na graça, buscando mais distinta e inteligente compreensão da vontade de Deus quanto a si mesmos, esforçando-se zelosamente para alcançar o prêmio que está diante de vocês. Unicamente a perfeição cristã obterá as vestes imaculadas de caráter que os habilitarão a permanecer perante o trono de Deus entre a multidão lavada pelo sangue, empunhando a palma da eterna vitória e do triunfo perpétuo (Nossa Alta Vocação[MM 1962], p. 239).

Em comparação com os milhões do mundo, o povo de Deus será, como tem sido sempre, um pequeno rebanho; mas se permanecerem na verdade como revelada em Sua Palavra, Deus será seu refúgio. Permanecerão sob o amplo abrigo da Onipotência. Deus é sempre a maioria. […]

Os verdadeiros discípulos de Cristo seguem-No através de severos conflitos, suportando a negação de si mesmos e experimentando amargos desapontamentos; mas isto lhes ensina a culpa e o ai do pecado, e assim são levados a olhar para ele com repulsa. Participantes dos sofrimentos de Cristo, estão destinados a participar de Sua glória (Atos dos Apóstolos, p. 590).


DOMINGO, 03 DE FEVEREIRO 2019 – RETENDO OS VENTOS

São João vê os elementos da natureza – terremoto, tempestade, e lutas políticas – representados como sendo retidos por quatro anjos. Esses ventos estão sendo controlados, até que Deus dê a ordem para serem soltos. Nisto está a segurança da igreja de Deus. Os anjos de Deus obedecem às Suas ordens, controlando os ventos da Terra, para que não soprem sobre a Terra, nem no mar, nem nas árvores, até que os servos de Deus sejam assinalados na fronte. […] [Ele] tem na mão o selo do Deus vivo, ou Daquele que é o único que pode dar a vida, que pode gravar nas frontes o sinal ou inscrição, dizendo a quem será concedida a imortalidade, a vida eterna. É a voz desse mais elevado dos anjos que tem autoridade para ordenar aos quatro anjos que segurem os quatro ventos até que se realize esta obra, e até que ele ordene que os soltem (Testemunhos para Ministros e Obreiros Evangélicos, p. 444, 445).

As nações estão-se irando agora, mas, quando nosso Sumo Sacerdote concluir Sua obra no santuário, Ele Se levantará, envergará as vestes de vingança, e então as sete últimas pragas serão derramadas.

Vi que os quatro anjos segurariam os quatro ventos até que a obra de Jesus estivesse terminada no santuário, e então viriam as sete últimas pragas. Estas pragas enfureceram os ímpios contra os justos, pois pensavam que nós havíamos trazido os juízos divinos sobre eles, e que se pudessem livrar a Terra de nós, as pragas cessariam (Primeiros Escritos, p. 36).

O Senhor não fechou o reservatório do Céu depois de haver derramado o Seu Espírito sobre os primeiros discípulos. Podemos receber também da plenitude de Suas bênçãos. O Céu está repleto dos tesouros de Sua graça, e os que vão a Deus em fé podem reivindicar tudo que Ele prometeu (A Maravilhosa Graça de Deus [MM 1974], p. 192).

Desejaria que todos os meus irmãos e irmãs se lembrassem de que é coisa séria entristecer o Espírito Santo, e de que este é entristecido quando o instrumento humano procura dirigir-se a si mesmo, e se recusa a entrar no serviço do Senhor porque a cruz é muito pesada ou muito grande o desprendimento. O Espírito Santo procura habitar em cada alma. Caso seja Ele bem-vindo como hóspede honrado, os que O receberem se tornarão completos em Cristo. A boa obra começada será terminada; os pensamentos santos, as celestiais afeições e os atos semelhantes ao de Cristo tomarão o lugar dos pensamentos impuros, dos sentimentos perversos e dos atos obstinados. […]

Precisamos, porém, guardar bem nosso coração, pois muitas vezes nos esquecemos das instruções celestiais que recebemos e procuramos agir de acordo com as inclinações naturais de nossa mente não santificada. Cada qual deve travar sua própria batalha contra o eu. Prestem atenção aos ensinos do Espírito Santo. Caso isso seja feito, eles serão constantemente repetidos até as impressões estarem como se fossem “gravadas na rocha para sempre” (Conselhos Sobre Saúde, p. 561).


SEGUNDA-FEIRA, 04 DE FEVEREIRO 2019 – O POVO SELADO DE DEUS

Cristo diz que haverá na igreja pessoas que apresentarão fábulas e suposições. Deus deu verdades grandes, inspiradoras e de molde a enobrecer, as quais devem ser sempre conservadas no tesouro da memória. Quando os homens apanham esta e aquela teoria, quando são curiosos de saber alguma coisa que não lhes é necessário saber, Deus não os está conduzindo. Não é plano Dele que Seu povo apresente alguma coisa que eles supõem, a qual não é ensinada na Palavra de Deus. Não é Sua vontade que eles se envolvam em discussões acerca de questões que não os ajudam espiritualmente, como: Que pessoas vão constituir os cento e quarenta e quatro mil? Isto, aqueles que forem os eleitos de Deus hão de sem dúvida, saber em breve (Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 174).

Um dos aspectos relevantes na representação dos 144 mil é que em sua boca não se achou engano. O Senhor disse: “Bem-aventurado o homem em cujo espírito não há dolo.” Eles professam ser filhos de Deus e são apresentados como seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. Eles nos são prefigurados como estando sobre o monte Sião, cingidos para o serviço sagrado, vestidos de linho puro, que são as justiças dos santos. Mas todos os que seguirem o Cordeiro no Céu primeiro terão seguido a Ele na Terra, em obediência confiante, amorosa e voluntária; seguido a Ele, não de maneira relutante e inconstante, mas confiante e sinceramente, como o rebanho segue o pastor (Ibid., v. 3, p. 424).

No mar cristalino diante do trono, naquele mar como que de vidro misturado com fogo – tão resplendente é ele pela glória de Deus – está reunida a multidão dos que “saíram vitoriosos da besta, e da sua imagem, e do seu sinal, e do número do seu nome” (Ap 15:2). Com o Cordeiro, sobre o Monte Sião, “tendo harpas de Deus”, estão os cento e quarenta e quatro mil que foram remidos dentre os homens; e ouve-se, como o som de muitas águas, e de grande trovão, “uma voz de harpistas, que tocavam com as suas harpas”. E cantavam um “cântico novo diante do trono – cântico que ninguém podia aprender senão os cento e quarenta e quatro mil. É o hino de Moisés e do Cordeiro – hino de livramento. Ninguém, a não ser os cento e quarenta e quatro mil, pode aprender aquele canto, pois é o de sua experiência – e nunca ninguém teve experiência semelhante. “Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vai. Estes, tendo sido trasladados da Terra, dentre os vivos, são tidos como as primícias para Deus e para o Cordeiro” (Ap 14:1-5; 15:3; O Grande Conflito, p. 648, 649).


TERÇA-FEIRA, 05 DE FEVEREIRO 2019 – A GRANDE MULTIDÃO

Os que revelam o espírito manso e humilde de Cristo são benignamente olhados por Deus. Coisa alguma Lhe passa desapercebida. Ele lhes observa a abnegação, seu esforço por exaltar a Cristo perante o mundo. Se bem que esses humildes obreiros sejam olhados com desdém pelo mundo, são de grande valor à vista de Deus. […] [Os] puros de coração, em cujos lábios não se encontra engano; os pobres de espírito, que são atuados pelo Espírito de Cristo neles permanente; os pacificadores, cuja ambição mais alta é fazer a vontade de Deus – esses alcançarão uma entrada abundante. São joias de Deus, e se encontrarão entre aqueles de quem escreve João: “E ouvi como que a voz de uma grande multidão, […] que dizia: Aleluia! pois já o Senhor, Deus todo-poderoso reina” (Ap 19:6). Eles lavaram seus vestidos, e os branquearam no sangue do Cordeiro. “Por isso estão diante do trono de Deus, e O servem de dia e de noite no Seu templo; e Aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a Sua sombra” (Ap 7:15; Para Conhecê-Lo [MM 1965], p. 119).

Estão justamente ante nós, tempos que hão de provar o coração dos homens, e os que são fracos na fé, não resistirão à prova daqueles dias de perigo. As grandes verdades da revelação devem ser estudadas cuidadosamente, pois todos teremos necessidade de um conhecimento inteligente da Palavra de Deus. Mediante o estudo da Bíblia e a diária comunhão com Jesus alcançaremos pontos de vista claros, bem definidos, da responsabilidade individual e a força necessária para subsistir no dia da prova e da tentação. Aquele cuja vida está unida a Cristo por elos ocultos será guardado pelo poder de Deus, mediante a fé para salvação (Testemunhos para a Igreja, v. 5, p. 273).

Nada há na fé que a faça nossa salvadora. A fé não pode remover a culpa. Cristo é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê. A justificação vem mediante os méritos de Jesus Cristo. Ele pagou o preço para a redenção dos pecadores. Contudo, é somente pela fé em Seu sangue que Jesus pode justificar o crente.

O pecador não pode depender de suas próprias boas obras como meio de justificação. Ele precisa chegar ao ponto de renunciar a todo o seu pecado e seguir a luz que brilhar em seu caminho em grau crescente. Ele simplesmente se apega pela fé à provisão gratuita e ampla feita pelo sangue de Cristo. Crê nas promessas de Deus, que através de Cristo se tornam para santificação, justiça e redenção. Se seguir a Jesus, ele andará humildemente na luz, regozijando-se nela e difundindo-a aos outros. Sendo justificado pela fé, ele sente satisfação em sua obediência, em toda a sua vida. Paz com Deus é o resultado do que Cristo é para ele (Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 6, p. 1192).


QUARTA-FEIRA, 06 DE FEVEREIRO 2019 – OS SEGUIDORES DO CORDEIRO

O Senhor escolheu para Si aquele que é piedoso; essa consagração a Deus e a separação do mundo é clara e positivamente ordenada em ambos os Testamentos. Há um muro de separação que o Senhor mesmo estabeleceu entre as coisas do mundo e as coisas que Ele escolheu do mundo e santificou para Si. A vocação e o caráter do povo de Deus são peculiares, suas perspectivas são peculiares, e essas peculiaridades os distinguem de todos os outros povos. Todo o povo de Deus na Terra é um corpo, desde o princípio até o fim do tempo. Ele tem uma Cabeça que dirige e governa o corpo. A mesma imposição feita ao antigo Israel, pesa agora sobre o povo de Deus – serem separados do mundo. O grande Líder da igreja não mudou. A experiência dos cristãos nestes dias é muito semelhante às viagens do antigo Israel (Testemunhos para a Igreja, v. 1, p. 283, 284).

Deus reivindica as inteiras afeições do homem, todo o coração, toda a alma, toda a mente, todas as forças. Ele reivindica Seus direitos a tudo quanto é do homem, porquanto derramou todo o tesouro do Céu ao dar-­nos tudo de uma vez, sem reserva de coisa alguma maior que o Céu pudesse fazer. […]

Quando começo a escrever sobre esse assunto, avanço, avanço e procuro ultrapassar os limites, mas não consigo fazê-lo. Ao chegarmos às mansões do além, o próprio Jesus conduzirá ao Pai os que trajam vestes brancas, alvejadas no sangue de Jesus. “Por isso estão diante do trono de Deus e O servem de dia e de noite no Seu templo; e Aquele que está assentado sobre o trono os cobrirá com a Sua sombra” (Apocalipse 7:15; Nossa Alta Vocação [MM 1962], p. 7).

Deus exige mais de Seus seguidores do que muitos pensam. Se não queremos basear nossas esperanças do Céu num falso fundamento, precisamos aceitar o que diz a Bíblia e crer que o Senhor cumpre o que afirma. Ele não requer coisa alguma de nós para cuja realização não nos conceda graça. Não teremos desculpa no dia de Deus se deixarmos de alcançar o padrão que nos é apresentado em Sua Palavra.

Somos advertidos pelo apóstolo: “O amor seja não fingido. Aborrecei o mal, e apegai-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros” (Rm 12:9, 10). Paulo desejava que distinguíssemos, entre o amor puro, abnegado, que é induzido pelo espírito de Cristo, e a pretensão sem sentido e enganosa, que é abundante no mundo. […] Conquanto o cristão seja sempre bondoso, compassivo e perdoador, não pode ele sentir-se em harmonia com o pecado. Aborrecerá o mal e se apegará ao que é bom, mesmo com sacrifício da associação ou amizade com os ímpios. O espírito de Cristo nos levará a odiar o pecado, ao mesmo tempo que estaremos dispostos a fazer qualquer sacrifício para salvar o pecador (Testemunhos para a Igreja, v. 5, p. 171).


QUINTA-FEIRA, 07 DE FEVEREIRO 2019 – SALVAÇÃO AO NOSSO DEUS E AO CORDEIRO

Quando vocês tomaram o nome de cristão, prometeram se preparar, nesta vida, para a vida mais elevada, no reino de Deus. Ser cristão quer dizer ser semelhante a Cristo. Nenhum traço satânico deve permanecer na mente ou no corpo, que deve revelar decência, pureza, integridade e dignidade. Tomem como exemplo a vida de Cristo. Conservem perante si a eternidade. Então, em certa medida, vocês se aproximarão do conceito em que Cristo tem a herança que tanto Lhe custou.

Aqueles que trabalham por Cristo devem conservar puros os seus princípios. Sua vida não deve ser contaminada por qualquer prática impura. Todo o Céu está interessado na restauração da imagem moral de Deus no homem. Todo o Céu está atuando para esse fim. Deus e os santos anjos têm um intenso desejo de que os seres humanos alcancem a norma de perfeição que, por Sua morte, Cristo tornou possível alcançar. É desejo Seu que sejamos um com Cristo, completos em Cristo, e que sejamos herdeiros do Céu (Nos Lugares Celestiais [MM 1968], p. 294).

À medida que o fim se aproxima, o inimigo há de trabalhar com todas as suas forças para introduzir entre nós o fanatismo. Ele se regozijaria em ver adventistas do sétimo dia indo a tais extremos que fossem considerados pelo mundo como um bando de fanáticos. Contra esse perigo é-me ordenado advertir pastores e membros leigos. Nossa obra é ensinar homens e mulheres a edificar sobre uma base verdadeira, a firmar os pés num claro “Assim diz o Senhor”. […]

Os que são atentos estudantes da Palavra, seguindo a Cristo com humildade de alma, não irão a extremos. O Salvador nunca foi a extremos, nunca perdeu o domínio de Si mesmo, nunca violou as leis do bom gosto. Sabia quando convinha falar, e quando guardar silêncio. Estava sempre na posse de Si mesmo. Nunca errou no ajuizar os homens ou a verdade. Nunca foi enganado pelas aparências. Nunca levantou uma pergunta que não fosse perfeitamente apropriada, nunca deu uma resposta que não fosse bem apropriada ao caso. Fez calar os cavilosos sacerdotes, penetrando para além da superfície, e atingindo o coração, fazendo a luz no espírito e despertando a consciência.

Os que seguem o exemplo de Cristo não serão extremistas. Cultivarão a calma e a posse de si mesmos. A paz que se manifestava na vida de Cristo se patenteará na deles (Obreiros Evangélicos, p. 316, 317).

Satanás operará seus milagres para enganar; ele estabelecerá seu poder como supremo. A igreja pode parecer prestes a desabar, mas não cairá. Ela permanece, enquanto os pecadores em Sião serão eliminados – o joio separado do precioso trigo. Será uma provação terrível, mas terá de acontecer. Ninguém, a não ser aquele que tem sido vitorioso pelo sangue do Cordeiro e pela palavra de seu testemunho, será achado com os fiéis e verdadeiros, sem mancha ou mácula de pecado, sem engano em sua boca. […]

Os remanescentes que purificam sua alma ao obedecer à verdade, adquirem força do processo de provação, exibindo a beleza da santidade em meio à apostasia prevalecente. A respeito deles, Cristo diz: “Eis que nas palmas das Minhas mãos te gravei.” Isaías 49:16. São conservados em imperecível e eterna lembrança (Olhando para o Alto [MM 1983], p. 397).


SEXTA-FEIRA, 08 DE FEVEREIRO 2019 – ESTUDO ADICIONAL

*O Maior Discurso de Cristo, “Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça”, p. 29-31.

*Mensagens Escolhidas, v. 3, “Impecabilidade e Salvação”, p. 353-357.

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Adultos): Saudades de Deus – 04 de Maio 2019

Fazer DownloadImprimir  Quando foi abandonada pelo marido, Cecília sentiu-se devastada. Ela estava com 30 anos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal da Escola Sabatina Online

Seja Bem-Vindo(a), Estude diariamente as Lições da Escola sabatina da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

× Fale Conosco!