Novidades
Início / COMENTÁRIOS ELLEN WHITE - 2° TRIMESTRE 2018 / Comentários Ellen White: Lição 09 – Enganos do Tempo do Fim – 26 de Maio a 02 de Junho 2018

Comentários Ellen White: Lição 09 – Enganos do Tempo do Fim – 26 de Maio a 02 de Junho 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 



SÁBADO A TARDE – 26 DE MAIO 2018 – INTRODUÇÃO

Devemos examinar bem o fundamento de nossa esperança, pois teremos que dar a razão dela pelas Escrituras. Esse engano se espalhará, e com ele teremos que lutar face a face; e, a menos que estejamos preparados para isso, seremos enredados e vencidos. Mas se fizermos o que pudermos, pela nossa parte, a fim de estarmos prontos para o conflito que se acha precisamente diante de nós, Deus fará a Sua parte, e Seu braço Todo-poderoso nos protegerá. Mais depressa enviaria Ele todos os anjos da glória para fazerem uma barreira em redor dos fiéis, do que consentir que sejam enganados e desencaminhados pelos prodígios de mentira de Satanás (Primeiros Escritos, p. 262).

Quando, sob as tentações de Satanás, os homens caem em erro, e suas palavras e conduta não são cristãos, podem não reconhecer sua situação, pois o pecado é enganoso, e tende amortecer as percepções morais. Mas mediante o exame próprio, o estudo das Escrituras e humilde oração, eles, pelo auxílio do Espírito Santo, serão habilitados a reconhecer seu erro. Se então confessam seus pecados e volvem as costas a eles, o tentador já não lhes aparecerá como anjo de luz, mas sim como o enganador. …

Os que reconhecem a repreensão e correção como vindas de Deus, tornando-se assim habilitados a ver e corrigir seus erros, aprendem lições preciosas, mesmo de seus erros. Sua aparente derrota transforma-se em vitória. Resistem, não porque confiem em suas próprias forças, mas no poder de Deus. Eles têm fervor, zelo e afeição, unidos à humildade, e presididos pelos preceitos da Palavra de Deus. … O Senhor pode ensinar-lhes Sua vontade. … Não andam cambaleantes, mas firmes, num caminho em que incide a luz do Céu (Para Conhecê-Lo [MM 1965], p. 235, 236).

Ao aproximar-nos do tempo em que os principados, potestades e exércitos espirituais da maldade nos lugares celestiais serão levados à luta contra a verdade, quando o poder enganador de Satanás será tão grande que, se possível, enganaria até os escolhidos, cumpre-nos ter o discernimento aguçado pela iluminação divina, para que possamos conhecer o espírito que é de Deus, para não sermos ignorantes dos ardis de Satanás. O esforço humano precisa aliar-se ao poder divino, a fim de sermos capazes de realizar a obra finalizadora para este tempo (Mensagens Escolhidas, v. 2, p. 15).


DOMINGO, 27 DE MAIO 2018 – O PRINCIPAL ENGANO

Ainda outro erro sutil e nocivo é a crença, que rapidamente se espalha, de que Satanás não existe como ser pessoal; de que esse nome é empregado nas Escrituras meramente para representar os maus pensamentos e desejos do homem. …

Inumeráveis são as doutrinas errôneas e as fantasiosas ideias que estão ganhando terreno entre as igrejas da cristandade. É impossível avaliar os maus resultados de remover um dos marcos que foram fixados pela Palavra de Deus. Pouco dos que se arriscam a fazer isso param com a rejeição de uma única verdade. A maioria continua a pôr de lado, um após outro, os princípios da verdade, até que se tornam efetivamente incrédulos (O Grande Conflito, p. 524, 525).

Agora Satanás procura desarraigar o fundamento da esperança cristã e atrair a mente dos homens para um rumo em que eles não possam ser beneficiados nem salvos pelo grande sacrifício oferecido. Ele conduz os homens caídos através de “todo engano da injustiça” (2Ts 2:10), levando-os a crer que podem salvar-se sem a expiação; que eles não precisam depender de um Salvador crucificado e ressurreto; que os próprios méritos humanos os recomendará ao favor de Deus. E então ele destrói a confiança do homem na Bíblia, sabendo que, se tiver êxito nisso, e conseguir destruir a fé no instrumento que revela seu caráter, estará seguro. Ele coloca na mente humana o engano de que não há um demônio pessoal, e os que creem nisso não fazem nenhum esforço para resistir e lutar contra o que eles sabem não existir. Assim, pobres e cegos mortais finalmente adotam a máxima: “O que quer que seja, é certo.” Eles não reconhecem nenhuma regra para medir sua conduta (Testemunhos Para a Igreja, v. 1, p. 294, 295).

Estamos nós apercebidos para a prova que nos aguarda quando as mentirosas maravilhas de Satanás forem mais amplamente reveladas? Não serão muitas pessoas enredadas e arrebatadas? Separando-se dos positivos preceitos e mandamentos de Deus, e dando ouvido às fábulas, o espírito de muitos se está preparando para receber esses prodígios de mentira. Cumpre buscarmos todos armar-nos para o combate em que nos havemos de em breve empenhar. A fé na Palavra de Deus, o estudo apoiado pela oração e posto em prática, será nossa proteção contra o poder de Satanás, levando-nos à vitória pelo sangue de Cristo (Testemunhos Para a Igreja, v. 1, p. 302).

Não há necessidade de que alguém se deixe vencer pelas tentações de Satanás, violentando assim sua consciência e entristecendo o Santo Espírito de Deus. Na Palavra de Deus foram feitas todas as provisões para que o auxílio divino seja dispensado a cada pessoa que se esforçar para vencer. Se conservarem Jesus diante dos olhos, serão transformados na Sua imagem. Todos em quem Cristo habitar pela fé serão assistidos em seu trabalho por um poder que lhes assegurará o êxito. Eles se tornarão continuamente mais eficientes em sua obra, e a bênção divina, revelando-se na prosperidade de seu trabalho, testificará que em realidade são cooperadores de Cristo (Testemunhos Para a Igreja, v. 5, p. 574, 575).


SEGUNDA, 28 DE MAIO 2018 – OS DOIS GRANDES ERROS

Cristo predisse que se levantariam enganadores, por cuja influência a “iniquidade” se “multiplicaria” e esfriaria o “amor de muitos” (Mt 24:12). Advertiu os discípulos de que a igreja se encontraria em maior perigo por motivo desse mal, do que pela perseguição movida por seus inimigos. Vezes e mais vezes Paulo advertiu os crentes contra esses falsos ensinadores. Contra esse perigo, acima de qualquer outro, eles deviam precaver-se; pois que, recebendo falsos ensinadores, abririam a porta aos erros mediante os quais o inimigo turbaria as percepções espirituais e abalaria a confiança dos recém-­conversos à fé do evangelho. Cristo era a norma pela qual eles deviam testar as doutrinas apresentadas. Tudo o que não estivesse em harmonia com Seus ensinos devia ser rejeitado. Cristo crucificado pelo pecado, Cristo ressurgido dos mortos, Cristo assunto ao Céu – esta era a ciência da salvação que eles deviam aprender e ensinar (Atos dos Apóstolos, p. 473, 474).

As advertências da Palavra de Deus com respeito aos perigos que rodeiam a igreja cristã pertencem a nós hoje. Como nos dias dos apóstolos os homens procuravam destruir a fé nas Escrituras pelas tradições e filosofias, assim hoje, pelos aprazíveis sentimentos da “alta crítica”, evolução, espiritismo, teo­sofia e panteísmo, o inimigo da justiça está procurando levar as pessoas para caminhos proibidos. Para muitos a Bíblia é uma lâmpada sem óleo, porque voltaram a mente para canais de crenças especulativas que produzem má compreensão e confusão. … Pelo espiritismo, multidões são ensinadas a crer que o desejo é a mais alta lei, que licenciosidade é liberdade, e que o homem deve prestar contas apenas a si mesmo.

O seguidor de Cristo enfrentará “palavras persuasivas” (Cl 2:4), contra as quais o apóstolo advertiu os crentes colossenses. Enfrentará interpretações espiritualistas das Escrituras, mas não as deve aceitar. Sua voz deve ser ouvida na clara afirmação das verdades eternas das Escrituras. Conservando os olhos fixos em Cristo, deve avançar com firmeza no caminho estabelecido, rejeitando todas as ideias que não estejam em harmonia com Seus ensinos. A verdade divina deve ser o objeto de sua contemplação e meditação. Ele deve considerar a Bíblia como a voz de Deus a ele falando diretamente. Achará assim a sabedoria divina (Atos dos Apóstolos, p, 474, 475).

“Se vocês Me amarem”, diz Ele, “guardarão os Meus mandamentos” (Jo 14:15). Ele salva os homens, não em pecado, mas do pecado; e os que O amam manifestarão seu amor pela obediência.

Toda a verdadeira obediência vem do coração. Deste procedia também a de Cristo. E se consentirmos, Ele por tal forma Se identificará com nossos pensamentos e ideais, dirigirá nosso coração e espírito em tanta conformidade com Seu querer, que, obedecendo-Lhe, não estaremos senão seguindo nossos próprios impulsos. A vontade, refinada, santificada, encontrará seu mais elevado prazer em fazer o Seu serviço. Quando conhecermos a Deus como nos é dado o privilégio de O conhecer, nossa vida será de contínua obediência. Mediante o apreço do caráter de Cristo, por meio da comunhão com Deus, o pecado se tornará aborrecível para nós (O Desejado de Todas as Nações, p. 668).


TERÇA, 29 DE MAIO 2018 – A IMORTALIDADE DA ALMA

A teologia popular representa os justos mortos como estando no Céu, admitidos na bem-aventurança, e louvando a Deus com língua imortal. … [Eis] o testemunho do salmista: “Na morte, não há recordação de Ti; no sepulcro quem Te dará louvor?” “Os mortos não louvam o Senhor, nem os que descem à região do silêncio” (Sl 6:5; 115:17).

Pedro, no dia de Pentecostes, declarou que o patriarca Davi “morreu e foi sepultado, e entre nós está até hoje a sua sepultura”. “Porque Davi não subiu aos Céus” (At 2:29, 34). O fato de Davi permanecer na sepultura até à ressurreição, prova que os justos não ascendem ao Céu por ocasião da morte. É unicamente pela ressurreição, e em virtude de Jesus haver ressuscitado, que Davi poderá finalmente assentar-se à destra de Deus (O Grande Conflito, p. 546).

Vi que Satanás tem poder para trazer perante nós o aparecimento de formas que pretendem ser nossos parentes ou amigos que dormem em Jesus. Fará parecer como se esses amigos estivessem efetivamente presentes; as palavras que proferiram enquanto estiveram aqui, com as quais estamos familiarizados, e o mesmo tom de voz que tinham quando vivos, cairá em nossos ouvidos. Tudo isso visa enganar o mundo e enredá-lo na crença desse engano.

Vi que os santos precisam alcançar completa compreensão da verdade presente, a qual serão obrigados a sustentar pelas Escrituras. Precisam compreender o estado dos mortos; pois os espíritos dos demônios ainda lhes aparecerão, pretendendo ser amigos ou parentes amados, os quais lhes declararão doutrinas não bíblicas. Farão tudo ao seu alcance para despertar simpatia e operarão milagres diante deles para confirmar o que declaram. O povo de Deus deve estar preparado para enfrentar esses espíritos com a verdade bíblica segundo a qual, os mortos não sabem coisa nenhuma, e que aqueles que lhes aparecem são espíritos de demônios (Primeiros Escritos, p. 262).

Nesta época degenerada, Satanás mantém controle sobre os que se afastam do direito e se arriscam em seu território. Sobre esses ele exerce seu domínio de maneira alarmante. … Foi-me mostrado que alguns satisfazem sua curiosidade, e metem-se com o diabo. Não têm realmente fé no espiritualismo, e recuariam horrorizados à ideia de serem médiuns. Aventuram-­se, entretanto, e colocam-se em posição em que Satanás pode exercer poder sobre eles. Estes não pretendem aprofundar-se nessa obra; mas não sabem o que estão fazendo. Estão-se aventurando no terreno do diabo, e tentam-­no a controlá-los. Esse poderoso destruidor os considera sua legítima presa, sobre eles exerce domínio, e isso contra a vontade deles. Quando se querem governar, não podem. Subordinam a mente a Satanás, e ele não cede seus direitos, mas os mantém cativos. Coisa alguma pode libertar o coração enredado, senão o poder de Deus, em resposta às fervorosas orações de Seus fiéis seguidores (Testemunhos Para a Igreja, v. 1, p. 299).


QUARTA, 30 DE MAIO 2018 – O SÁBADO E A TEORIA DA EVOLUÇÃO

Relativamente ao primeiro dia empregado na obra da criação, há o seguinte registro: “Houve tarde e manhã, o primeiro dia” (Gn 1:5). E substancialmente o mesmo é dito de cada um dos seis primeiros dias da semana da criação. Declara a Inspiração que cada um desses períodos foi um dia formado de tarde [isto é, noite] e manhã, como todos os dias desde aquele tempo. Em relação à obra da própria criação diz o testemunho divino: “Ele falou, e tudo se fez; Ele ordenou, e tudo passou a existir” (Sl 33:9). Para Aquele que assim poderia evocar à existência inumeráveis mundos, quanto tempo seria necessário para fazer surgir a Terra do caos? A fim de dar explicação às Suas obras, deveríamos fazer violência à Sua palavra?

É verdade que vestígios encontrados na terra testificam da existência do homem, animais e plantas muito maiores do que os que hoje se conhecem. Tais são considerados como a prova da existência da vida vegetal e animal anterior ao tempo referido no relato mosaico. Mas com referência a estas coisas a história bíblica fornece ampla explicação. Antes do dilúvio o desenvolvimento da vida vegetal e animal era superior ao que desde então se conhece. Por ocasião do dilúvio fragmentou-se a superfície da Terra, notáveis mudanças ocorreram, e na remodelação da crosta terrestre foram preservadas muitas evidências da vida previamente existente. … Estas coisas, ao serem trazidas à luz, são testemunhas a testificarem silenciosamente da verdade da Palavra de Deus (Educação, p. 129).

Depois de repousar no sétimo dia, Deus o santificou, ou pô-lo à parte, como dia de repouso para o homem. Seguindo o exemplo do Criador, o homem deveria repousar nesse santo dia, a fim de que, ao olhar para o céu e para a Terra, pudesse refletir na grande obra da criação de Deus; e para que, contemplando as provas da sabedoria e bondade de Deus, seu coração pudesse encher-se de amor e reverência para com o Criador.

No Éden, Deus estabeleceu o memorial de Sua obra da criação, depondo a Sua bênção sobre o sétimo dia. O sábado foi confiado a Adão, pai e representante de toda a família humana. Sua observância deveria ser um ato de grato reconhecimento, por parte de todos os que morassem sobre a Terra, de que Deus é seu Criador e legítimo Soberano; de que eles eram a obra de Suas mãos, e súditos de Sua autoridade. Assim, a instituição era inteiramente comemorativa, e foi dada a toda a humanidade. Nada havia nela de prefigurativo, ou de aplicação restrita a qualquer povo (Patriarcas e Profetas, p. 47, 48).

Enquanto céus e Terra durarem, o sábado continuará como sinal do poder do Criador. E quando o Éden florescer novamente na Terra, o santo e divino dia de repouso será honrado por todos debaixo do Sol. “De um sábado a outro”, os habitantes da glorificada nova Terra irão “adorar diante de Mim, diz o Senhor” (Is 66:23; Filhos e Filhas de Deus [MM 2005/1956], p. 59).


QUINTA, 31 DE MAIO 2018 – A FALSA TRINDADE

A cadeia de profecias na qual se encontram estes símbolos, começa no capítulo 12 de Apocalipse, com o dragão que procurava destruir Cristo em Seu nascimento. Declara-se que o dragão é Satanás (Ap 12:9); foi ele que atuou sobre Herodes a fim de matar o Salvador. Mas o principal agente de Satanás, ao fazer guerra contra Cristo e Seu povo, durante os primeiros séculos da era cristã, foi o Império Romano, no qual o paganismo era a religião dominante. Assim, conquanto o dragão represente primeiramente Satanás, é, em sentido secundário, símbolo de Roma pagã.

No capítulo 13:1-10, descreve-se a besta “semelhante ao leopardo”, à qual o dragão deu “o seu poder, o seu trono, e grande poderio”. Este símbolo, como a maioria dos protestantes tem crido, representa o papado, que se sucedeu no poder, trono e poderio uma vez mantidos pelo antigo Império Romano (O Grande Conflito, p. 438, 439).

Está chegando o tempo em que o povo de Deus sentirá a mão da perseguição, por santificar o sétimo dia (Manuscrito 135, 1902; Maranata, O Senhor Vem [MM 1977], p. 181). Satanás causou a mudança do dia de repouso na esperança de realizar seu propósito de derrotar os planos de Deus. Procura fazer com que os mandamentos de Deus tenham menos força no mundo do que as leis humanas.

O homem do pecado, que cuidou em mudar os tempos e a lei e que sempre oprimiu o povo de Deus, fará com que sejam feitas leis que exijam a observância do primeiro dia da semana. O povo de Deus, porém, deve permanecer firme ao lado Dele, e o Senhor atuará em seu favor, mostrando claramente que é o Deus dos deuses (Manuscrito 135, 1902; A Fé Pela Qual Eu Vivo [MM 2005/1959], p. 291).

A Palavra de Deus declara positivamente que Sua lei será escarnecida e pisada pelo mundo. Haverá extraordinário predomínio da iniquidade. O professo mundo protestante formará uma confederação com o homem do pecado, e a igreja e o mundo estarão em corrupta harmonia.

Eis que a grande crise vem sobre o mundo (Comentários de Ellen G. White, Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 7, p. 1.090).

Ao aproximar-se o segundo aparecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, instrumentos satânicos são movidos por um poder de baixo. Satanás não só aparecerá como ser humano, mas personificará Jesus Cristo, e o mundo que rejeitou a verdade o receberá como o senhor dos senhores e rei dos reis. Ele exercerá seu poder e atuará sobre a imaginação humana. Corromperá a mente e o corpo das pessoas e operará mediante os filhos da desobediência, fascinando e seduzindo, como o faz uma serpente. Que espetáculo será o mundo para os seres celestiais! Que espetáculo contemplará Deus, o Criador do mundo! (Comentários de Ellen G. White, Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, v. 5, p. 1.233).


SEXTA, 01 DE JUNHO 2018 – ESTUDO ADICIONAL

Maranata, o Senhor Vem [MM 1977], “Satanás é Solto de sua Prisão”, p. 335.

Comentários do Facebook

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Whatsapp: (027) 99777-2514 - Thiago Oliveira

Além disso, verifique

Primários: Lição 03 – Água Viva – 21 a 28 de Julho 2018

  VERSO PARA DECORAR “Quem beber da água que Eu lhe der nunca mais terá …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!