Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA ADOLESCENTES - 1° TRIMESTRE 2019 / Comentários para Adolescentes: Lição 03 – Fora do Controle – 12 a 19 de Janeiro 2019

Comentários para Adolescentes: Lição 03 – Fora do Controle – 12 a 19 de Janeiro 2019

image_pdfFazer Downloadimage_printImprimir

 



SÁBADO A TARDE – 12 DE JANEIRO 2019 – OBEDIÊNCIA OU REBELIÃO?

Feliz Sábado amigos que nos acompanham aqui no Escola no Ar. Temos a oportunidade de aprendermos durante mais uma semana assuntos que nos farão refletir sobre nossas vidas e a aprendermos mais com uma história bíblica que muito nos ensina. Vamos lá?!

A história que juntos estudaremos essa semana está relatada em Gênesis capítulo 4. Estamos aqui para estudarmos a Palavra de Deus, essa é nossa fonte. Logo, te desafio a ler este capítulo para se inteirar com cada detalhe da história!
Pronto? História lida e relida? Vamos lá então!

A grande maioria de nós é conhecedor dessa história que nos parece simples, mas que nos traz grandes ensinamentos sobre fundamentos da nossa vida, sobre o grande conflito em que estamos envolvidos e já te adianto, sobre o destino que teremos com relação à eternidade.

Adão e Eva, já expulsos do Jardim do Éden como consequência do seu pecado, haviam coabitado e de Eva nasceram dois filhos. Os dois primeiros seres humanos nascidos após o pecado. O nome dos irmãos: Caim e Abel. A Bíblia nos traz a função que cada um desses dois irmãos exercia. Caim, era lavrador. Já Abel, pastor de ovelhas.
Nessa história já encontramos nos dois personagens retratados dois tipos de pessoas que percorreram dois caminhos diferentes. E essa regra segue até os dias de hoje. As duas escolhas, os dois caminhos. A encruzilhada, o caminho a seguir. Sabemos que nos dois caminhos descritos nesta história o que estava envolvido era a atitude de cada ser em relação a Deus e seu caráter. Abel reconheceu a misericórdia de Deus e na forma que Deus havia provido a redenção aos seres humanos. Por sua vez, Caim se rebelou contra Deus em seu coração.

A lição de sábado aborda um ponto importante. Caim e Abel foram criados por pais diferentes ou iguais? Sabemos que eles eram irmãos, logo os seus pais eram os mesmos. Em consequência a educação que os dois receberam foi a mesma. Os ensinamentos transmitidos a um, também foram adquiridos pelo outro. Mesmo sendo criados pelos mesmos pais, as suas atitudes foram diferentes.
Isso nos mostra que cada decisão tomada e caminho escolhido depende da atitude individual de cada ser. A educação, vivência e o círculo de pessoas que nos envolvem influenciam sim, grandemente em nossas escolhas. Por isso nós precisamos escolher muito bem do que nos cercamos e de quem nos cercamos. Mas também nos é mostrado que essas influências não devem ser nossas desculpas com relação as nossas escolhas. Pois as minhas escolhas, cabem somente a mim. Como as suas, cabem diretamente a você.

Sei que muitas vezes isso se torna algo fácil de se dizer. Eu não vivo as suas lutas e nem sofri talvez aquilo que você sofreu. Todos temos lutas diferentes. No entanto, saiba que mesmo sendo difícil tomar algumas decisões ao lado correto devido as influências recebidas, temos a força do alto ao nosso lado. Jesus pode te ajudar. Ele quer te guiar. “Entregue os caminhos a Ele que o mais Ele fará”. E o mais importante, tome uma decisão de obediência, assim como Abel, e não de rebelião, como fez o seu irmão Caim.

Nosso Texto-Chave
“O Senhor disse a Caim: ‘Porque você está furioso? Porque se transtornou o seu rosto? Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça a porta; ele deseja conquista-lo, mas você deve dominá-lo”. Gênesis 4:6-7

Pense: Como posso tomar as decisões corretas seguindo o exemplo de Abel? Como afastar o Caim que insiste em viver em mim?

Desafio: Faça uma análise de sua vida nos aspectos que você tem sido influenciado a escolher os caminhos errados em sua atitude para com Deus. Escolha mudar e faça a seguinte oração: “Pai, afaste de mim tudo aquilo que me afasta de Ti”.


DOMINGO, 13 DE JANEIRO 2019 – ESMIUÇANDO A HISTÓRIA!

Boa semana galera!
Ontem nós aprendemos um pouco da história de Caim e Abel. Nós lemos juntos a história e aprendemos sobre ela de uma maneira mais superficial. Que tal juntos agora nos aprofundarmos nesse texto incrível da Bíblia, analisarmos os detalhes da história e aplicarmos juntos eles a nossa vida? Vamos lá!

Gênesis 4:1-15 – Caim e Abel.

A lição de domingo pede para que façamos isso. Esmiuçemos a história para aprendermos mais dela.
Quais as partes fundamentais da história? Podemos pontuar algumas partes da história e peço para que você abra sua Bíblia e anote nela esses detalhes e se tiver mais detalhes, deixe seu comentário abaixo.

• Observamos que cada um tinha uma função: Caim era lavrador e Abel pastor de ovelhas (v. 2)

• A história tem como principal evento o sacrifício que foi ensinado a Adão e que ele deveria transmitir a toda sua descendência, de geração em geração como símbolo da redenção.

• Você se recorda de como deveria ser o sacrifício? Isso! Um cordeirinho representando o Cordeiro que viria, Jesus Cristo.

• É importante lembrarmos que Caim e Abel eram irmãos, logo os dois foram ensinados de maneira igual sobre como deveria ser o sacrifício.

• Nos versos 3-5 estão relatados o que cada um levou como sacrifício.

• Caim, talvez com boa intenção, mas em rebelião ao que Deus pediu, trouxe do melhor do fruto da terra como oferta ao Senhor (v. 3).

• Já Abel, trouxe das primícias do seu rebanho (v. 4).

• Aqui encontramos relatado a escolha de cada um deles. A obediência e a rebelião. Está claro que Caim não fez o que o Senhor havia ordenado, logo o Senhor se agradou da oferta de Abel, ao passo que da oferta de Caim, não se agradou (v.4-5).

• No verso 5 percebemos a revolta de Caim ao não ter agradado ao Senhor. Ele se irou, a ponto de como nosso Texto-chave diz, o “seu rosto se transtornou”.

• No verso seguinte (v. 6-7), encontramos a atitude que Deus sempre tem para com aqueles que erram. Deus vai atrás de Caim e pergunta a Ele o porquê estava furioso e com o semblante transtornado. Após perguntar, o Senhor ainda o aconselha e dá instruções para que ele não deixasse o pecado dominar. Deus tenta resgatar a Caim de sua rebelião, mas os versos seguintes nos mostram que ele não se permitiu ser resgatado.

• Dos versos 8-15 temos a descrição do primeiro homicídio. Eles foram ao campo e o verso 8 diz que Caim se levantou contra seu irmão e o matou.

• O verso 9 continua nos mostrando que mais uma vez o Senhor vem até seu filho Caim e o pergunta sobre seu irmão. Aqui notamos a mesma atitude de Adão e Eva ao pecar, eles fugiram de Deus, assim também Caim tenta fugir: “Acaso, sou eu tutor de meu irmão?”.

• Então nos versos seguintes Deus tem um diálogo com Caim e o amaldiçoa.
Esses são alguns aspectos da história esmiuçada em tópicos. Acredito que você enxergou outros aspectos. Deixe seu comentário para aprendermos juntos. Mas queria apenas mostrar a vocês a riqueza de detalhes da história e um modo de aprendermos mais da Bíblia.

Agora, esmiuçamos a história e durante a semana veremos mais tópicos dela. Mas pergunto a você: Qual a lição central dessa história? O que podemos aprender dela? Quais os ensinamentos?

Pense: Hoje nós estamos na mesma posição de Caim e Abel. Somos conhecedores daquilo que Deus nos pede. Mas qual tem sido a nossa decisão? Qual tem sido a sua decisão nos momentos de escolhas como as de Caim e Abel? Você tem sido como Caim, ou como Abel?

Desafio: Busque a Deus e peça a Ele forças e sabedoria para ser qual Abel. Para honrar a Deus em sua Lei, em seus pedidos e para que Deus se agrade de sua vida.


SEGUNDA-FEIRA, 14 DE JANEIRO 2019 – SEJA ABEL!

Olá pessoal!

Como vocês estão? Vamos orar antes deste estudo? Pronto? Vamos lá!
Abel apresentou as primícias de seu rebanho como oferta a Deus. Abel honrou a Palavra de Deus, e Deus aceitou sua oferta. Abel ofereceu de coração seu sacrifício a Deus. Entretanto, Caim, não.

No versículo 7, Caim tem a chance de rejeitar o pecado, no entanto, ele não rejeita e dá início ao seu plano de matar seu irmão. Os desejos de Caim, assim como nossos desejos, são criados antes mesmo de nossas atitudes. Vêm do pensamento, do coração e por fim nos nossos atos.
Caim, estava enfurecido de inveja, porque os sacrifícios de seu irmão e tudo que ele fazia sempre agradavam a Deus. Se lermos mais uma vez, o versículo 7 nos diz:
“Se procederes bem, não é certo que serás aceito?”

Além de Caim, ter a oportunidade de não dar espaço a esses pensamentos e desejos, Caim, tinha a chance de que Deus dava a ele que mesmo com o coração cheio de coisas ruins, ele tinha o perdão do Pai celeste. Tinha o perdão do Pai celestes e a oportunidade de ser transformado em alguém como Abel.

Dessa forma, Caim evitaria o erro grave de ter derramado sangue de seu próprio irmão, e assim, poderia rever seus conceitos, e melhoraria suas ofertas a Deus trazendo o que era preciso, sendo obediente. Mas ele recusou, e permitiu que tivesse as mesmas atitudes que teve Lúcifer no céu. Atitude de inveja e desejos próprios. Depois de ter matado seu irmão, Caim, temeu a vingança de Deus e pediu socorro. E mesmo depois de tudo que Caim fez, Deus, colocou um sinal em Caim de forma que o protegesse.

Deus, sempre nos dá assim como Caim, uma segunda chance. Entretanto, precisamos buscar termos atitudes de Abel. Um ser correto que teme a Deus, honra a sua palavra e que obedece a seus mandamentos. É preciso que diariamente tenhamos atitude que agradam a Deus.

Pense: A Atitude de Caim demonstrou que ele não estava disposto a obedecer verdadeiramente a Deus e não admitia a sua verdadeira condição como pecador e que carecia da graça de Deus. Tem você escondido de Deus o que realmente está em seu coração? Está você dispo

Desafio: Reconheça a sua necessidade de Deus e de sua graça e se entregue inteiramente a Ele. Assim como foi Abel, seja Abel você também em sua vida.


TERÇA-FEIRA, 15 DE JANEIRO 2019 – ESTÁ EM SUAS MÃOS!

Um ótimo dia a cada um de vocês! Temos a oportunidade de aprender mais uma vez as verdades dessa história que muitas lições nos traz sobre a oferta de Caim e Abel.

Caim era consciente de qual deveria ser o sacrifício correto. Ele sabia do simbolismo do cordeiro que era oferecido em sacrifício. Ele havia aprendido assim como Abel as verdades envolvidas nesse ritual. Ainda assim, ele achou conveniente trazer uma oferta que não era a requerida por Deus.

O verso de Gênesis 4:7, mostra Deus advertindo a Caim após haver recusado seu sacrifício. Ele diz a Caim que “o pecado jaz à porta; […] mas a ti cumpre dominá-lo”. Aqui Deus adverte a Caim de que mesmo que o pecado estivesse o rondando e pedindo para entrar, o poder de decisão ainda estava nas mãos de Caim. Ele ainda tinha o poder de dominar o pecado. Isso me faz lembrar uma canção que cantava quando garoto que dizia:

“Quando a tentação bate ao meu coração, querendo ali entrar. Eu digo não porque Jesus me ama e limpou meu coração. Ela pode ir pra bem longe então, espero que não volte não. Quando a tentação bate ao meu coração, eu digo não, não, não!”.
Você conhece? Em outras palavras, era mais ou menos isso que Deus estava pedindo a Caim que cantasse naquele momento.

A lição nos diz que “a Caim foram dados a escolha e o poder para acabar com o obstinado sentimento de orgulho em seu coração, mas ele preferiu seguir outro caminho”. A decisão de dominar a situação estava inteiramente em suas mãos. Ele teve a oportunidade de deixar de lado sua rebelião, mas ainda assim, preferiu seguir suas inclinações.

O Comentário Bíblico Adventista, v. 1, p. 224,225, apresenta que:
“Caim reconhecia a existencial de Deus e Seu poder para dar ou reter bênçãos terrestres. Achando vantajoso estar bem com a divindade, Caim considerou conveniente aplacar e desviar a ira divina por meio de uma oferta, embora ela fora feita a contragosto. Ele não compreendeu que a atenção parcial e formal das exigências explícitas de Deus não podia obter Seu favor e substituir a verdadeira obediência e contrição do coração.”

A decisão estava nas mãos de Caim, e aprendemos que ele não compreendeu que o que Deus pedia era completa obediência e entrega do coração. Mesmo sendo conhecedor de todos os aspectos e detalhes sobre o sacrifício, ele não deixou de lado seus pensamentos errôneos e após esse episódio, ele não dominou o pecado que o rondava, assim como Deus o havia advertido.

Pense: Assim como a decisão estava nas mãos de Caim, hoje a mesma advertência que Deus fez a Caim é estendida a cada um de nós. “O pecado jaz à porta; […] mas a ti cumpre dominá-lo”. Vemos Deus mais uma vez preocupado com a salvação de Caim, e claro, preocupado.

Desafio: Se preciso, cante dizendo pra tentação fugir, mas reflita nas decisões que te cercam e que em suas mãos está o dominar o pecado como Deus advertiu a Caim. Ore para Deus o ajudar a seguir os caminhos que Ele te orienta.


QUARTA-FEIRA, 16 DE JANEIRO 2019 – O ÚNICO CAMINHO

Mais uma vez bom dia meus queridos amigos. Que a graça e a paz de Jesus Cristo os acompanhe em sua caminhada. Como você está? Pronto para mais um estudo? Vamos juntos. Antes, ore a Deus pedindo a orientação do Santo Espírito.

Dos versos de impacto apresentados na lição, o segundo foi o que mais falou ao meu coração. Atos 4:12, “e não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”

Uma das coisas que percebi em algumas das vezes que precisei ir até a cidade de São Paulo de carro com amigos é que mesmo com o GPS ligado, é preciso estar atento as placas, pistas, entradas e saídas, pois como é tudo muito perto e as pistas de acesso são coladas principalmente na marginal, se você errou um caminho, uma grande volta precisa ser dada e o retorno para que o caminho seja acertado, é muito grande. Mesmo que você tenha ido longe demais nesse desvio devido ao erro no caminho, retornar ao caminho certo é necessário.

Este verso de Atos 4:12 nos mostra justamente isso, que existe um caminho correto. Existe um caminho e ele se chama Jesus Cristo. Por mais longe que você tenha ido em seus passos, é preciso retornar para esse caminho, pois a salvação existe somente nele.

Quando Deus falou a Caim, Ele o advertiu que sua resposta final ao pecado seria o momento principal em sua vida. Ele precisa tomar a decisão correta, a graça de Deus ainda estava sendo oferecida a Ele para que sua escolha fosse repensada. O Espírito falava ao seu coração o dirigindo ao caminho correto, e mesmo assim, Ele tomou o caminho que levava a perdição. Aquele foi o momento principal em sua vida, onde ele definiu o seu caminho.

Por outro lado Abel foi fiel a Deus e não podemos focar somente na escolha errada de Caim, mas também começar a olharmos para o caminho certo que o seu irmão tomou. Abel é para cada um de nós um exemplo de que as escolhas não são difíceis. Foi simples a escolha de Abel e não o fez perder nada ou sofrer algum dano.

Muitas vezes escolhemos os caminhos errados por pensarmos que os caminho certos nos levarão a perder algo, ou colocamos na mente que os caminhos certos são difíceis de serem cumpridos, ou serão um fardo, quando na verdade o contrário é experimentado. Os caminhos de Deus terão sim suas provas, como qualquer caminho. Mas esse caminho é um caminho de bênçãos. É o caminho que nos leva a salvação, o ÚNICO caminho.

Pense: Você foi longe demais? O que você acha que deve fazer para retornar ao caminho certo? Quais as decisões você precisa tomar para retornar do grande desvio que você fez ao errar uma entrada assim como algumas de minhas experiências na cidade de São Paulo?

Desafio: Você não está nesse caminho sozinho e com certeza conhece algum amigo que tomou algumas decisões erradas em sua vida e está distante mas precisa retornar para o único caminho de salvação. Ore por esse amigo. Mande um Whatsaap para ele dizendo que está orando.


QUINTA-FEIRA, 17 DE JANEIRO 2019 – DO QUE VOCÊ TEM SE ALIMENTADO?

Você sabia que a oferta de Caim nasceu da sua ira por Deus ter expulsado seus pais do Jardim do Éden? Ele passou a alimentar diariamente o pensamento de que Deus fora injusto e arbitrário. A lição de hoje nos traz essa informação e uma fonte onde podemos encontrar ainda mais sabedoria.

O Capítulo 5 do livro Patriarcas e Profetas. E já o desafio a ler com atenção e anotar mais detalhes dessa história que estamos estudando.
Notamos nesse detalhe apresentado, que Caim tinha uma visão errada de Deus e essa percepção o levou a ter pensamentos errados alimentados diariamente e que o levaram a tomar a decisão errada em rebeldia aos planos de Deus.

Nós sabemos que a imaginação é a capacidade mental de transformar pensamentos em imagens. A imaginação tanto pode nos fazer enveredar por caminhos perigosos, meio fora da realidade, como também pode nos conduzir para grandes realizações concretizando pensamentos bons. Logo, aquilo que alimentamos na mente será o que direcionará nos passos. Assim foi com Caim. A percepção que ele tinha de Deus, como vimos, o fez alimentar pensamentos que o fizeram concretizar sua ira através da rebeldia.

Qual é a sua percepção de Deus? Quem é Deus para você? Que visão de Deus você alimenta nos seus pensamentos? Talvez você não tenha um pai que seja o mais amoroso de todos e por isso a sua visão de Deus é a de um Pai que o deixa de lado. Digo uma coisa a você, Deus o ama mais do que tudo. O seu caráter é amor. Ele é amor.
Cuide da forma que você tem alimentado a visão de Deus em sua vida para que você não caia no mesmo engano de Caim. Alimente um Deus amoroso e misericordioso, pois isso é o que Ele é.
“Apesar de Caim pelos seus crimes haver merecido a sentença de morte, um Criador misericordioso ainda lhe poupou a vida, e concedeu-lhe oportunidade para o arrependimento. Mas Caim viveu apenas para endurecer o coração, para incitar rebelião contra a autoridade divina, e tornar-se o chefe de uma linhagem de pecadores ousados e perdidos” (Patriarca e Profetas, p. 78).

A Rebelião de Caim se assemelha a rebelião de Lúcifer e mostra o ponto alto da paciente graça de Deus.

Pense: Que visão de Deus você alimenta nos seus pensamentos? Quem é Deus para você?

Desafio: Alimente-se da Palavra de Deus e conheça o Deus verdadeiro. Aproveite que estamos ainda no começo do ano e se seu ano bíblico está atrasado, corra, leia, alcance, mas não deixe de se alimentar da verdadeira fonte que nos revela também quem é o Deus verdadeiro.


SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO 2019 – VOCÊ QUER PAGAR?

A lição de hoje nos trouxe um texto completo que nos faz refletir sobre a nossa decisão de confiar no sacrifício oferecido no Calvário ou continuar tentando por nossas próprias forças:
“A história de Caim e Abel, é a história de como as pessoas reagem a Deus, ao pecado e a salvação. Esses dois irmãos representam o que você e eu pensamos sobre o caráter de Deus, Seus planos de redenção e, em última instância, que parte nós desempenhamos no sentindo de obter o dom gratuito da graça.

Para ser salvo, Abel confiou no sacrifício de sangue que apontava para Cristo. É essa a sua escolha?
Caim escolheu considerar egoisticamente o plano de Deus e o rejeitou, oferecendo-lhe seu próprio produto. Há duas formas de pagar: você mesmo pode pagar ou deixar que alguém pague por você. Qual você escolhe?

A escolha é sua. Deus oferece a todos oportunidades para voltar atrás. Talvez hoje seja uma dessas oportunidades para você. Novamente a escolha é sua. Você pode confiar na provisão de Deus feita em seu favor no Calvário e viver uma vida de adoração e devoção a Ele, ou pode recusar voltar atrás e continuar andando no caminho de Caim.

Que você tome seu lugar junto a Abel, como alguém que confia plenamente no caráter e na provisão da misericórdia de Deus.
O livro de Hebreus nos diz que “pela fé Abel ofereceu a Deus um sacrifício superior ao de Caim. Pela fé foi reconhecido como justo, quando Deus aprovou as suas ofertas.

Embora esteja morto, por meio da fé ainda fala” (Hebreus 11:4).”
Que Deus o abençoe e que essa história fique gravada em sua mente, como também as lições que aqui aprendemos.

Pense: Há duas formas de pagar: você mesmo pode pagar ou deixar que alguém pague por você. Qual você escolhe?

Desafio: Confie os seus caminhos ao Senhor e peça a Ele que continue o orientando. Alimente-se de Deus. Faça a escolha de Abel e aprenda com os erros de Caim a não cair nos mesmos erros.

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Adultos): Salvando Angola – 23 de Março 2019

Fazer DownloadImprimir  FAZER DOWNLOAD AQUI Download: Vídeo 120x720p (26 MB) Download: Vídeo 640x360p (8,5 MB) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal da Escola Sabatina Online

Seja Bem-Vindo(a), Estude diariamente as Lições da Escola sabatina da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

× Fale Conosco!