Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA ADOLESCENTES - 4° TRIMESTRE 2018 / Comentários para Adolescentes: Lição 05 – Armadilha – 27 de Outubro a 03 de Novembro 2018

Comentários para Adolescentes: Lição 05 – Armadilha – 27 de Outubro a 03 de Novembro 2018

Print Friendly, PDF & Email

 



SÁBADO A TARDE – 27 DE OUTUBRO 2018 – SAUDADES

“Quando o espírito deles se vai, eles voltam ao pó; naquele mesmo dia acabam-se os seus planos.” Salmo 146:4

Há pouco tempo fizemos uma viagem e ficamos uma semana longe de casa. Nós mantivemos contato com minha mãe todos os dias e ela nos passava as informações do que estava ocorrendo em casa.

Durante o período da viagem, ela nos disse que nosso gato, que se chama Teodoro, permanecia deitado em frente à porta de entrada todos os dias, esperando que fosse aberta. Apesar de estar sendo bem cuidado, ele aguardava que a qualquer momento aquela porta seria aberta por um de nós.

Quando retornamos de viagem, ele estava lá, nos esperando. Havia emagrecido meio quilo e por dois dias não saiu de casa, nos seguindo por onde andávamos.
Apesar do pouco tempo longe e por se tratar de um animal irracional, a dor da separação foi sentida intensamente por ele e confesso que sofri também. Não fomos criados para nos separar de quem amamos, nem presenciar a separação de outras pessoas. E quando falamos em separação pela morte, o sofrimento é bem maior.

A morte é assustadora e o mistério que envolve este assunto faz muitas pessoas sofrerem quando perdem alguém. Pensar que não poderemos mais desfrutar da companhia de pessoas queridas provoca angústia. Por outro lado, pensar que não poderemos realizar mais nada e ao mesmo tempo saber que as pessoas continuarão sua vida normalmente provoca medo em nós.

Apesar de não sermos imortais, Deus promete através da Bíblia Sagrada, que viveremos eternamente com Ele se tivermos uma vida guiada pelos Seus ensinamentos e mesmo passando pela morte, seremos ressuscitados quando Cristo voltar.

Pense: “Além do céu azul foi Jesus preparar. Um lar pra dar a quem, a vitória alcançar.”

Decisão: Que tal você se aproximar mais das pessoas queridas, valorizar mais seu dia a dia e até fazer as pazes com alguém? A vida passa rapidamente e nossa urgência está em vivê-la da melhor maneira possível.


DOMINGO, 28 DE OUTUBRO 2018 – DESCANSO

“Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos nada sabem; para eles já não haverá mais recompensa, e já não se tem lembrança deles.”

Aos dezoito anos de idade fui convidada por uma amiga para ir a uma sessão espírita. Quando chegamos ao local conheci pessoas muito especiais, todas muito simpáticas e preocupadas com o bem estar de todos os que estavam chegando.
Havia uma mesa grande com umas doze cadeiras onde algumas pessoas se sentaram. Em seguida outras doze pessoas se posicionaram atrás das que estavam sentadas e após alguns minutos deram início à sessão.

Algumas duplas iniciaram uma conversa e uma das conversas me chamou atenção. A pessoa que estava sentada começou a chorar, dizendo que não queria ter se matado e imediatamente foi consolada pela pessoa que estava ao seu lado. Havia interação entre elas, mas era estranho ver que as duas estavam vivas e conversavam como se uma delas estivesse morta.

Naquele instante eu olhei para a porta da sala e vi uma figura sinistra, com uma capa preta vindo em minha direção e gritei assustada pedindo para que tirassem aquela pessoa dali. Todos os que estavam ali ficaram preocupados comigo porque só eu vi a pessoa entrando e se aproximando.

Eu saí um pouco assustada daquela casa, mas com o desejo de saber um pouco mais sobre a vida após a morte. Depois de alguns anos, estudando a Bíblia Sagrada eu descobri que quando morremos é como se estivéssemos dormindo tão profundamente que não sabemos absolutamente nada do que ocorre ao nosso redor.
É importante sempre buscarmos esclarecimento na Palavra de Deus. A Bíblia é um livro completo que ensina de maneira íntegra e fiel a vontade de Deus para nossa vida.

Pense: “Os vivos, somente os vivos, Te louvam, como hoje estou fazendo.”

Decisão: Pegue sua Bíblia e estude profundamente este assunto para que você nunca seja iludido por tradições.


SEGUNDA-FEIRA, 29 DE OUTUBRO 2018 – CRENÇAS

No mundo há inúmeras religiões e creio que a maioria delas busca em primeiro lugar a felicidade. Já ouvi muitas pessoas falarem que sentem uma angústia ou um vazio e não tem explicação para esse sentimento. As pessoas saem em busca da felicidade acreditando que podem encontra-la de diversas maneiras: ajudando pessoas, viajando, ganhando ou gastando muito dinheiro, se drogando ou até mesmo fazendo parte de alguma denominação religiosa.

Há pessoas que associam a morte à felicidade resultando em suicídio. Mas isto é um engano, porque a morte traz tristeza, dor, choro, desespero, saudade, entre outros sentimentos que provocam infelicidade no ser humano.
Conhecemos uma família muito bem estabilizada financeiramente. Um casal com três filhas, que tinham tudo o queriam: passeios, viagens ao exterior, roupas de grife, melhores restaurantes, enfim, tudo o que o dinheiro pode proporcionar.

Mas dentro daquele lar havia sempre desentendimento entre o pai e a filha mais velha. Aos quinze anos, Ana* fumou seu primeiro cigarro de maconha e a partir daquele momento não parou mais. Sua vida era regada a festas, bebedeira, promiscuidade e por várias vezes morou sozinha em outros lugares.

Aos vinte anos, Ana foi diagnosticada com esquizofrenia que significa transtorno mental complexo que dificulta fazer a distinção entre as experiências reais e imaginárias. A vergonha perante a sociedade em ter uma filha desequilibrada, fez com que a família não tratasse de maneira correta essa situação e por muitos anos todos sofreram. Raramente o médico dos médicos, Jesus, era “acionado” para ajudar a resolver esse drama familiar.
A última tentativa da família foi instalar Ana no 9º andar de um flat em Curitiba, dando-lhe autonomia para estar à frente de alguns negócios da família. Aparentemente tudo corria bem até que um dia Ana ligou várias para sua mãe pedindo para voltar à sua casa e a resposta foi categórica: “Não, seu pai quer que você tenha responsabilidade”!
Dois dias depois a família recebeu a notícia do suicídio de Ana e com ele um bilhete dizendo: “Não sou mais um problema pra vocês. Hoje vai ter festa no céu, porque eu estou chegando!” Ana chegou ao fim da linha, sentindo-se um problema e em busca da felicidade, escolheu a morte para ser feliz.

Eu presenciei a chegada do corpo e o desespero dos pais em ver a filha morta. Quão triste é quando não cremos em um Deus que cura, liberta e nos livra da morte eterna. Até hoje os pais sentem remorso por não terem agido de forma diferente e sentem saudade por saberem que nunca mais verão sua filha.

Pense: A vida é tão passageira que cada segundo desperdiçado longe de Jesus pode nos tirar a real felicidade.

Decisão: Você está com algum problema familiar ou com algum amigo? Não perca tempo, resolva imediatamente. Pequenos problemas podem se tornar grandes tropeços na nossa vida ou na vida de outras pessoas.


TERÇA-FEIRA, 30 DE OUTUBRO 2018 – RESSURREIÇÃO

A morte foi comparada ao sono por Jesus Cristo em algumas situações na Bíblia e uma delas foi a morte da filha de Jairo. Quando procuraram Jesus afirmando que a menina estava morta, Jesus simplesmente respondeu: “Retirai-vos, porque não está morta a menina, mas dorme.” Mateus 9:24.

Durante o sono, normalmente não sabemos o que acontece ao nosso redor e a noite passa rapidamente. Fechamos os olhos e quando abrimos, já amanheceu e não nos lembramos de nada.

É impossível então aceitar que após a morte nossa “alma” sai a vaguear pelos ares ou que nosso “espírito” fica observando tudo o que nós fazemos. Lembrando que em Gênesis 2:7 está escrito: “Então, formou o Senhor Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente.” Este verso deixa bem claro que não temos uma alma, mas somos uma alma. Ou seja, uma alma é uma pessoa. Da mesma maneira, é inaceitável dizer que temos um espírito que reencarna para poder evoluir e se tornar uma pessoa melhor.

Imagine a cena: alguém muito querido morre, o espírito sai desta pessoa e fica observando os familiares e amigos chorando em desespero, sofrendo com a perda e sem poder fazer absolutamente nada. Como fica Deus nesta história? Como um Deus amoroso e justo, que foi crucificado numa cruz para termos vida eterna poderia permitir tanto sofrimento?

Deus enviou Jesus para morrer por nós e nos poupar de todo sofrimento que a morte pode nos causar. Basta sermos fieis a Ele, seguir seus ensinamentos e confiar que mesmo se um dia passarmos pelo “sono”, seremos acordados por Jesus e ressuscitaremos transformados para viver eternamente.

Pense: Não permita que doutrinas falsas te afastem da verdadeira fonte de vida que é Jesus Cristo.

Decisão: Pare o que está fazendo agora e ore : “Senhor, obrigado pelo Seu sacrifício na cruz, obrigado porque a morte eterna foi vencida e pelos Seus méritos, poderemos viver eternamente.”


QUARTA-FEIRA, 31 DE OUTUBRO 2018 – ÍDOLOS

No bairro em que morei quando criança havia perto da minha casa um local onde pessoas se reuniam para um ritual de adoração. Eu me lembro, que eles cantavam e dançavam ao som de alguns instrumentos e depois de alguns minutos havia um silêncio que durava algumas horas, seguido novamente da música e da dança.

Um dia eu tive a oportunidade de entrar neste local e por curiosidade quis saber por que eles se reuniam toda semana e faziam tanta festa? O que era tão importante para mobilizar tantas pessoas, toda semana em um local tão pequeno?

Quando eu tive a resposta, fiquei triste. Todas aquelas pessoas vestidas com roupas especiais se reuniam, cantavam, dançavam e adoravam alguns ídolos, além de invocarem a presença de mortos. Naquele local elas depositavam flores e perfumes aos pés de pequenas estátuas de gesso, além de reverenciarem os que “conversavam” com os mortos. Quando terminavam este ritual, cada um voltava para sua casa, com suas lamentações e tristezas, esperançosos de que uma daquelas estátuas iria fazer algo de bom por eles.

Eu saí de lá bem decepcionada e me perguntando por que uma estátua que não fala, não ouve e não vê, poderia receber tantas honras? E por que apenas uma pessoa tinha poderes para conversar com quem já havia morrido?
Eu não acreditava que pessoas vivas poderiam conversar com os mortos. Era estranho pensar que uma pessoa que havia sido sepultada ou morrido em alto mar pudesse estar ali, conversando normalmente. Toda aquela situação me ajudou, mesmo sendo criança ainda, a buscar verdades contidas na Bíblia.

Hoje eu sei que os mortos não falam e que pessoas não podem conversar com quem já morreu. Os que morreram aguardam em silêncio a volta de Cristo Jesus.

Pense: Enquanto estamos vivos temos que nos empenhar em pregar a Palavra de Deus. Explicar as verdades bíblicas para resgatar pessoas dos enganos sugeridos pelo inimigo de Deus.

Decisão: Ore, louve e agradeça a Deus pelo cuidado e amor que ele tem por cada um de nós, nos resgatando das garras do mal.


QUINTA-FEIRA, 01 DE NOVEMBRO 2018 – MEDO DE MORRER

“Todo mundo quer ir pro céu, mas ninguém quer morrer”. Essa frase faz parte de uma música que eu ouvia quando adolescente e até hoje eu a associo ao desespero sentido por pessoas que estão entre a vida e a morte.

Katia era uma moça bonita, simpática e sempre que nos encontrávamos ela estava com um sorriso nos lábios. Ela morava com seus pais e fazia planos para o casamento que já estava marcado para acontecer em breve.
Por causa dos preparativos para o casamento, Katia não deu muita importância a um incômodo que vinha sentindo há alguns meses no seu estômago e sua rotina seguia normalmente. Foi durante um almoço quando teve uma dor mais intensa que ela se sentiu obrigada a ir ao médico.

Após alguns exames Katia foi diagnosticada com câncer no esôfago e infelizmente havia metástase em outros órgãos do seu corpo. Os médicos foram categóricos em dizer que ela tinha apenas seis meses de vida, pois o tipo de câncer era muito agressivo.
Katia ficou arrasada com a notícia, mas não desistiu da vida. Junto com seu noivo e sua família, ela lutou contra essa doença por quase dois anos. Sua vontade de viver era muito grande e cada dia que passava a esperança da cura era seu principal remédio.
Nós tivemos a oportunidade de apresentar-lhe Jesus e falar do Seu grande amor por nós. Falamos que mesmo se ela não fosse curada, tínhamos a promessa da vida eterna. Ela ouvia com atenção todas as palavras, sorria e acreditava que Jesus em determinado momento faria aquela doença desaparecer.
A morte para ela era inadmissível, ela queria um Jesus Salvador para sua vida, mas não um Senhor para servi-Lo. Nos dias que antecederam sua morte, eu fiz um apelo para que ela aceitasse Jesus como seu único Senhor e Salvador, e Katia com um sorriso nos lábios me disse que não estava preparada. Ela associava a aceitação de Jesus como sentença de morte.

Katia faleceu em casa, pedindo desesperadamente para sua mãe não deixa-la morrer e em meio à dor e lágrimas ela se foi.
Nós não fomos criados para sofrer e muito menos morrer, mas o pecado, desde Adão, nos trouxe esse mal. Cabe a nós acreditarmos que Jesus já sofreu e morreu em nosso lugar para nos livrar da morte eterna, pois para quem crê, a morte é apenas um sono.

Pense: “Glória, glória, aleluia!! Vencendo vem Jesus!!

Decisão: Que tal você visitar um hospital ou quem sabe uma Casa de Repouso? Leve a mensagem da salvação! Muitas pessoas precisam ouvir e mesmo que não creiam, saberão que temos um Deus de amor


SEXTA-FEIRA, 02 DE OUTUBRO 2018 – VIDA ETERNA

“Então, vi descer do céu um anjo, tinha na mão a chave do abismo e uma grande corrente.

Ele segurou o dragão, a antiga serpente, que é o diabo, Satanás, e o prendeu por mil anos; lançou-o no abismo, fechou-o e pôs selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações até se completarem mil anos. Depois disto, é necessário que ele seja solto pouco tempo.
Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tanto quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão, e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos.
Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição.

Bem aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição, sobre esse a segunda morte não tem autoridade, pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos.” Apocalipse 20: 1-6

A promessa é que viveremos eternamente e mesmo se morrermos, seremos ressuscitados mediante a fé no sacrifício e ressurreição de Cristo Jesus.

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Comentários para Adolescentes: Lição 11 – O Fim do Mundo – 08 a 15 de Dezembro 2018

  SÁBADO A TARDE – 08 DE DEZEMBRO 2018 – FIM? Olá amigos espero que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!