Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA ADOLESCENTES / Comentários para Adolescentes: Lição 11 – Preso numa Ilha – 09 a 16 de Junho 2018

Comentários para Adolescentes: Lição 11 – Preso numa Ilha – 09 a 16 de Junho 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 



SÁBADO A TARDE – 09 DE JUNHO 2018 – POR TRÁS DOS BASTIDORES

Comentário por Sonia Rigoli Santos

O testemunho de João

“João foi lançado dentro de um caldeirão de óleo fervente; mas o Senhor preservou a vida de Seu fiel servo. Ao serem pronunciadas as palavras: ‘Assim pereçam todos os que creem nesse enganador, Jesus Cristo de Nazaré, João declarou: Meu Mestre Se submeteu pacientemente a tudo quanto Satanás e seus anjos puderam inventar para humilhá-Lo e torturá-Lo. Ele deu a vida para salvar o mundo. Considero uma honra o ser-me permitido sofrer por Seu amor. Sou um homem pecador e fraco. Cristo era santo, inocente, incontaminado. Não pecou nem se achou engano em Sua boca.’
Por decreto do imperador foi João banido para a ilha de Patmos, condenado ‘por causa da Palavra de Deus, e pelo testemunho de Jesus Cristo’”. Apocalipse 1:9.”(Atos dos Apóstolos, 570)
O testemunho de Estevão
“O Salvador falara a Saulo por intermédio de Estêvão. O erudito judeu tinha visto a face do mártir refletindo a luz da glória de Cristo, sendo sua aparência “como o rosto de um anjo”. Atos 6:15. Testemunhara sua clemência pelos inimigos e o perdão que lhes concedera. Tinha testemunhado também a animosa e alegre resignação de muitos de cujo tormento e aflição tinha sido causa. Tinha visto alguns deporem a própria vida com regozijo, por amor de sua fé. Todas estas coisas tinham apelado altamente a Saulo, e às vezes se lhe alojara na mente uma quase avassaladora convicção de que Jesus era o prometido Messias.” (Atos dos Apóstolos, 116-117)

O testemunho de Paulo
Em Listra “Paulo tornou a encontrar Timóteo, que havia testemunhado seus sofrimentos (apedrejamento) ao final de sua primeira visita a Listra, e em cuja mente a impressão então feita tinha-se aprofundado com o passar do tempo, até que se convenceu de que era seu dever entregar-se inteiramente à obra do ministério. Seu coração estava unido ao coração de Paulo, e ele ansiava por compartilhar das atividades do apóstolo, ajudando na medida das oportunidades.” (Atos dos Apóstolos, 202-203)

Pense: O testemunho de João encorajaria milhares de cristãos perseguidos em todos os tempos; o testemunho de Estevão levou convicção a Saulo, e o preparou para se tornar Paulo; e os sofrimentos de Paulo, despertaram a vocação pastoral no jovem Timóteo. Talvez seja por isso que, em II Coríntios 24:17, lemos como um deles, Paulo, enxergava seus sofrimentos: “E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento.”

Decisão: Você sabia que em muitos países onde não existe liberdade religiosa hoje, especialmente nos países islâmicos, muitas pessoas que tem testemunhado os sofrimentos e até a morte dos fiéis cristãos, tem escolhido ser um cristão?


DOMINGO, 10 DE JUNHO 2018 – A ALEGRIA NO SALVADOR

Bekang Tanyi Eyong Eta, da República dos Camarões, cresceu num estranho lar católico poligâmico, onde seu pai tinha quatro esposas, e ele, 13 irmãos. Por isso, sentia-se muito a distante do pai e da mãe.
Era católico, pois morava ao lado da igreja e porque a mãe queria ir a igreja, então tinha que levar as crianças à igreja também.
Bekang sempre via os padres e as freiras, pois estava sempre lá e conhecia a muitos deles. Aos 16 anos pensou em ser padre. Foi quando alguém roubou o aparelho de videocassete da igreja. O padre disse que a pessoa seria punida por Deus. Isso levou o rapaz que roubara a confessar e o padre quebrou o sigilo da confissão, denunciando-o para a polícia. Isso deixou Bekang muito decepcionado. Não queria mais ir à igreja. Começou a questionar a Deus e buscou respostas no espiritismo e nas religiões antigas.
Então, com dois amigos, saiu de Camarões, em busca de um mundo melhor. Atravessaram o Senegal, e foram para Mauritânia que fica no meio do deserto do Saara, e dali iriam para a Europa. À noite a temperatura era -3ºC, mas assim que o sol nasceu chegou logo a 55º C, e, como só tem areia, não tem para onde correr.
O medo de morrer devido ao calor insuportável, leva muita gente a buscar a Deus. Ele então começou a se lembrar da alegria que sentia quando queria ser padre, das histórias da infância, do Deus que ele enxergara na igreja. Buscaria esse Deus no deserto, mas resolveu parar e escutar, ouvir a voz do Espírito Santo.
Depois de 8 dias, há 20 quilometros da Mauritânia, foram pegos pelos policiais e levados de volta. No Senegal encontrou um amigo que não via há 2 anos, e que contou que se tornara adventista na Mauritânia, mas, como ali só funciona a ADRA devido a grande intolerância religiosa, ele voltara para o Senegal, onde a liberdade religiosa era maior, para ser batizado, e então retornaria para a Mauritânia.
Numa sexta-feira Bekang foi à casa do amigo e ele o convidou para ir à igreja. A pregação tocou seu coração. O que ele estava buscando encontrou ali.
Encantando e faminto pelas verdades de Deus, passava horas lendo a bíblia. Leu o Novo Testamento inteiro antes do seu batismo. Descobriu que Deus é o seu Criador, o ama e é o seu Pai. Hoje estuda no UNASP-EC.

Pense: Existem países, como a Mauritânia, onde o islamismo é a religião oficial, e o governo se encarrega de manter o cristianismo longe do povo, proibindo o proselitismo e a impressão e distribuição de materiais cristãos ou mesmo de qualquer outra religião que não a islâmica. A conversão de muçulmanos a outras religiões é estritamente proibida
A lei diz que a apostasia (abandono do islamismo) resultará na morte do convertido, embora essa sentença não tenha sido executada (formalmente) nos últimos anos.
Bekang “devorou” a Palavra de Deus ao conhecê-la. Um amigo seu, da Mauritânia, corre riscos ao aceitar o cristianismo, e a ADRA também.
O que eles têm em comum com João em Patmos? Os que desenvolvem um profundo amor por Jesus, nada os intimida. É por isso que João não se detém contando seus sofrimentos. Seu interesse está na “revelação de Jesus Cristo”. (Apocalipse 1:1).

Decisão: Se o conhecimento da Palavra de Deus leva a um amor que é mais forte do que a morte, que tal começar a estudá-la diariamente e orar pedindo a Jesus que O ajude a crescer neste amor?


SEGUNDA-FEIRA, 11 DE JUNHO 2018 – ESCOLHAS DIFÍCIES

Servet Dema nasceu na Albânia. Sua família é mulçumana, ora cinco vezes ao dia, mas não crê na bíblia, nem em Jesus. Aos 8 anos, Servet foi convidado por um amigo para fazer um curso bíblico e inglês numa sala alugada. Ele tinha princípios mulçumanos e não queria desobedecê-los, não queria estudar a bíblia, mas queria e precisava estudar inglês. Na primeira aula, o rapaz começou orando e Servet saiu batendo a porta indignado. “O curso” pensou ele, “é uma mentira. “Ele quer que estudemos a bíblia.”

Mas o rapaz era muito amigo do irmão mais velho de Servet e obrigou-o a voltar para a aula de inglês. Na primeira aula usou a história de Sansão para ensinar, e Servet gostou muito.
Ele não contou para família sobre o estudo da bíblia, para não ser castigado. A família unida é a maior honra de uma família albanesa. Se tornar um cristão é um caos para a família, é uma vergonha, é desertar.

Servet não queria desertar nem decepcionar a família, mas ao ler a bíblia resolveu se entregar a Cristo, e, aos 13 anos se batizou. Ao chegar à casa a mãe estava chorando porque ele quebrara os princípios mulçumanos. Seu irmão rasgou sua bíblia. Daí em diante, tinha que cozinhar sua comida, lavar e passar suas próprias roupas, comprar seus livros e tudo o que precisasse. Ele teria que cuidar de si mesmo. Então, o verso de Romanos 8:38-39 se tornou o seu predileto, lia-o quando estava feliz e quando chorava.
Era difícil conseguir um trabalho e depois de muito orar conseguiu um trabalho num supermercado. Um dia, viu que estava escalado para trabalhar no sábado e pediu para ser dispensado, mas o chefe não concordou. Servet pegou suas coisas e foi ao hotel onde um grupo de calebes brasileiros, da Associação Paulista Central estava hospedado e contou o que tinha acontecido.

Veio para o Brasil e hoje é estudante de teologia no UNASP –EC e diz que aceitar a Jesus e fazer teologia foram as melhores coisas que aconteceram na sua vida. Assista a sua história :

Pense: O verso especial para Servet Dema era: “Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor.” (Romanos 8:38-39). Você te esta mesma certeza? Sofreria e morreria por esta verdade assim como sofreram Paulo, João e sofrem hoje milhares de cristãos no mundo?

Decisão: Em breve será proibido ser cristão não apenas nos países islâmicos, mas aqui no Brasil e no mundo todo. Você será visto como um desertor diante dos amigos, familiares, escola, igreja, e sociedade. A bíblia lhe será tirada e você não poderá trabalhar, estudar, compra ou viver. Os dias serão difíceis até que Cristo venha nas nuvens te buscar e te levar para um lugar melhor. Hoje é o tempo de preparo para as grandes e difíceis decisões que estão à frente. Como você está se preparando? Servet preparou-se estudando a Palavra de Deus. Estudar não é ler apenas um versinho às pressas antes de sair de casa, ou já com os olhos se fechando na hora de dormir. Que tal decidir por levantar-se mais cedo todos os dias e dedicar um bom tempo para ouvir Deus através da bíblia e falar com Ele através da oração?


TERÇA-FEIRA, 12 DE JUNHO 2018 – BULLYNG

Pessoas que sofrem bullying não conseguem viver Lucas 6:22 que diz: “Felizes são vocês quando os odiarem, rejeitarem, insultarem e disserem que vocês são maus por serem seguidores do Filho do Homem”.
Também não é fácil seguir as sugestões de Jesus de como trata-los, em Lucas 6: 27-30, 35-36 , que diz: amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam; bendizei aos que vos maldizem, orai pelos que vos caluniam. Ao que te bate numa face, oferece-lhe também a outra; e, ao que tirar a tua capa, deixa-o levar também a túnica; dá a todo o que te pede; e, se alguém levar o que é teu, não entres em demanda. Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles. Amai, porém, os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem esperar nenhuma paga; será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo. Pois ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede misericordiosos, como também é misericordioso vosso Pai.”
Mas o interessante é que essa é exatamente a “receita” de como lidar com o bullying apresentada pelo site Educar Para Crescer, da Abril Cultural. (http://educarparacrescer.abril.com.br/comportamento/testes/acabar-bullying.shtml)

1.Respeito (trate como gostaria de ser tratado)
2. Denucie (é crime)
3. Exija (que na sua escola os alunos saibam que existem consequências para quem promove).
4. Explique (promova discussões na escola).
5. Lute (para que sua escola tenha um email para receber denúncias_.
6. Pesquise (a maioria não sabe o que é).
7. Tenha limites nas brincadeiras.
8. Ajude quem está passando por isso.
9. Defenda (combine com suas amigas para se unirem em defesa de quem sofre).
10. Tenha coragem (cuide de sua autoestima que será mais fácil não ser a vítima ou se livrar de ser).

Pense: Pensando de maneira prática, João e muita gente hoje, pode tratar os outros como gostaria de ser tratado, por exemplo, pode denunciar, pesquisar, ter limites nas brincadeiras, ajudar e defender que está passando por isso, mas é fácil exigir? Explicar? Lutar? E, finalmente, como ter coragem?
Quantas dessas opções João tinha ali na Ilha de Patmos? Podia ter seu direito de prioridade e tratamento especial reservado aos idosos? Ele devia ter uns 85 anos.

Decisão: O que salvou João do estresse do bullying e o levou a sobreviver, foi a coragem. João sabia quem era. Ele era o Discípulo Amado por Jesus. Ele queria ser como Jesus – amável e bom com todos, até mesmo com os que O crucificaram e torturaram. Ele queria perdoá-los como Jesus perdoara. E foi essa certeza que o livrou da morte, dos sentimentos de ódio e ressentimentos que poderiam levá-lo a desenvolver doenças psicossomáticas como alergias, pressão alta, asma, bronquite, doenças do coração, enxaquecas, dores no corpo e úlceras. Você sabe quem você é? O filho amado do Pai. Creia e viva isso e será feliz! (Felizes são vocês quando os odiarem, rejeitarem, insultarem e disserem que vocês são maus por serem seguidores do Filho do Homem”).


QUARTA-FEIRA, O SOFRIMENTO ALCANÇA  A TODOS

Jó “era bom e honesto, temia a Deus e procurava não fazer nada que fosse errado.”(Jó 1:1) e apesar disso, sofreu todo tipo de problemas que as pessoas enfrentam (perda dos bens, dos filhos, do respeito dos amigos, do amor da esposa, solidão).

Eliseu foi um profeta poderoso que fez muitos e diferentes milagres (ressuscitou morto, multiplicou pães, fez o machado flutuar, tirou o veneno dos alimentos, cegou um exército inimigo, etc), e morreu de uma enfermidade.
Por outro lado, muitos foram mártires.
Ninguém foi maior do que João Batista, mas ele foi decapitado numa festa de orgia.
Ninguém teve maior percepção do evangelho que Isaías e foi serrado ao meio…
Ninguém pregou tanto quanto Paulo e foi decapitado.
O sangue dos mártires era qual semente lançada e produzia uma colheita para Deus.
Por que isso aconteceu?
Muitos morreram perseguidos por pessoas que acreditavam estar fazendo o certo. Pense em Saulo de Tarso.

“Os sacerdotes e príncipes tinham esperado que por um esforço vigilante e severa perseguição a heresia pudesse ser suprimida. Compreendiam agora que deveriam prosseguir em outros lugares com as medidas decisivas tomadas em Jerusalém contra o novo ensino. Para o trabalho especial que desejavam fosse feito em Damasco, Saulo ofereceu os seus serviços…” Atos dos Apóstolos, 113-114

Pense: Quantos têm sido perseguidos em seu trabalho ou escola. Quantos adolescentes têm encontrado dificuldades para fazer sua prova do ENEM. Quantos tem dificuldade em conseguir fazer o vestibular depois do pôr-do-sol! E tantos outros não conseguem fazer um concurso público.
E tudo isso, porque muitos acreditam que os adventistas são folgados, esquisitos e teimosos, porque para eles, o domingo é o dia do Senhor.
Quantos têm sido ofendidos por não aceitar os valores equivocados e tem sido vistos como homofóbicos, ignorantes e preconceituosos!
Talvez você receba títulos desagradáveis por querer ser puro e virgem, por não usar alguns alimentos, ou por não experimentar álcool, fumo ou drogas, ou ainda, por escolher melhor as músicas que ouve, as roupas que usa, os lugares que frequenta.

Decisão: As dificuldades de hoje são muito pequenas, mas servem como preparo para as grandes dificuldades, as enormes provas que virão.
“Eu lhes tenho dito tudo isso para que vocês não venham a tropeçar. Vocês serão expulsos das sinagogas; de fato, virá o tempo quando quem os matar pensará que está prestando culto a Deus.” João 16:1-2
Se você não suporta os pequenos aborrecimentos, como estará pronto para a afronta, perseguição e morte?
Comece hoje a orar para que Deus te ajude a tomar as decisões certas agora.


QUINTA-FEIRA, 14 DE JUNHO 2018 – TESTEMUNHAR

É fácil falar de Deus, testemunhar aos amigos e aos desconhecidos?
Imagina que você é rico e famoso. Tem milhares de garotas que suspiram por você e querem ser sua namorada. Mas você é cristão. Você se envergonharia de “pagar o mico” e contar pra todo mundo que você é um garoto diferente?
Pois é, isso aconteceu com o Ricardo Izecson dos Santos Leite, o famoso Kaká, que joga futebol no Milan. Quando ele se casou, no dia 23 de dezembro de 2005 com Caroline Celico, Kaká tinha 23 anos e ela, 18, foi muito comentado o fato dele ainda ser virgem. Veja o depoimento na famosa Revista Vanity Fair:” Kaká declara que se casou casto e puro, sem nunca ter feito sexo antes. A ideia de um jogador de futebol virgem parece inaceitável e inacreditável num país em que a maioria das moças bonitas sonha namorar craques ricos e lindos como o campeão brasileiro. O jogador explicou que foi difícil resistir às tentações. Kaká explicou sua opção pela virgindade dizendo que “a Bíblia ensina que o amor verdadeiro só se alcança no casamento, com a troca de sangue, o sangue que a mulher perde com a virgindade. Para nós, a lua de mel foi lindíssima”
Você teria coragem de testemunhar como ele?
Fernanda Lima é paraplégica desde os 18 anos. Nos cinco anos que foi atleta paraolímpica, e começou a nadar por medalhas, teve muitas oportunidades de testemunhar, já que as competições acontecem principalmente aos sábados e ela não participava.
Fernanda tinha que explicar que o sábado está na primeira pagina da bíblia, etc. Mas as pessoas não entendiam, achavam que esse negócio de sábado era um atraso.
Com o passar do tempo foi ganhando respeito e alguns atletas até diziam: como diz a Fernanda, o sábado está na primeira página da bíblia…
Então veio seu primeiro Campeonato Pré-Mundial fora do país, na Argentina, em 2001. Ela não fazia ainda parte da Seleção Brasileira Paraolímpica, mas foi como convidada. Era sexta-feira e ela ganhou a medalha de ouro no estilo livre, 50 m. A próxima prova estava atrasada e ela não nadaria depois do pôr-do-sol. Mas deu tempo – nado livre, 100m – ganhou de 25 argentinas e… naquela tarde, o sol se pôs meia hora mais tarde!

Pense: Você viu dois exemplos de atletas porque eles têm grande visibilidade e tudo o que acontece com eles é notícia. Mas, como você está cumprindo o verso:
“Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” Marcos 16:15?

Decisão: Para testemunhar é preciso primeiramente acreditar. Depois é preciso amar. (Por que torcedores discutem acaloradamente tentando provar que seu time é o melhor?) E, por último é preciso conhecer. (os jogadores, campeonatos, prêmios, etc.)
João testemunhou com convicção mesmo ao ser ameaçado por que acreditava em Jesus, O amava e O conhecia.
Para que você seja uma testemunha precisa acreditar – a fé vem através da bíblia. Você só vai conhecer se estudar a bíblia. E, você só ama a quem conhece, portanto, precisa ler mais a bíblia para amá-lO mais. Isso mostra que uma testemunha precisa ler a bíblia diariamente. Nas cenas finais deste mundo, você precisará testemunhar sem a bíblia, e sem ajuda de pastores, e líderes da igreja. Como você vai se preparar para esse tempo?


SEXTA-FEIRA, 15 DE JUNHO 2018 – NADA PODE NOS SEPARAR DO AMOR DE DEUS

Os versos de Romanos 8:28-39 contém muitas lições maravilhosas e quero desafiá-lo a ler um ou dois versos por dia na próxima semana e meditar neles.
Vejamos alguns pontos sobre o tema do amor.
Paulo diz que nem “tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus.”
Leia por favor, novamente o parágrafo acima.
O que você entendeu? Nada que nos acontece pode nos separar de Deus. A pergunta é: Deus não se separa de nós ou nós não nos separamos dEle mesmo quando as circunstâncias são adversas?
João é distinguido dos outros apóstolos como o “discípulo a quem Jesus amava”. (João 21:20) A afeição do Salvador pelo amado discípulo foi correspondida em ardente devoção. Atos dos Apóstolos, página, 539)
A fervente e profunda afeição de João por seu Mestre não era a causa do amor de Cristo por ele, mas o efeito desse amor. João desejava tornar-se semelhante a Jesus; e sob a transformadora influência do amor de Cristo, tornou-se manso e meigo. (p. 544)

Pense: Quando João foi convidado por Cristo para ser um de Seus discípulos, Jesus o chamou de filho do trovão, pois era de espírito violento, temperamento ambicioso e vingativo.” (p. 557)
Mas agora, “a glória do Senhor se revelava em sua face. A beleza da santidade que o havia transformado irradiava de seu semblante com a glória de Cristo. Com adoração e amor contemplou ele o Salvador até que assemelhar-se a Ele e com Ele familiarizar-se, tornou-se-lhe o único desejo, e em seu caráter se refletia o caráter de seu Mestre.”
“Uma transformação de caráter como a que se vê na vida de João é sempre o resultado da comunhão com Cristo.“ (Atos dos Apóstolos, 559)
Ontem você conheceu um pouquinho da história da ex-atleta paraolímpica Fernanda Lima. Fernanda era uma linda garota de 18 anos cheia de amigos e de sonhos. Era feliz, tinha emprego, família, igreja e era saudável. Foi um acidente que a tornou paraplégica. E agora? Ela podia deixar de amar a Deus, afinal, Ele não impedira a tragédia. Veja seu depoimento em seu livro Um Passo a Mais (CPB):
“A dor, em vez de nos aproximar de Deus, pode endurecer o coração. No entanto, nenhuma dor está acima do nosso poder de decisão. Nenhuma circunstância pode nos obrigar a achegar a Ele. Tudo depende do que escolhemos. Nenhum milagre, nenhuma alegria ou dor é capaz de fazer o que é feito pelo relacionamento diário com Deus. Somente uma entrega e uma comunicação diária com Aquele que deseja nos fazer mais que vencedores podem mudar nossa experiência.
Nossa vida pode ser muito melhor do que tem sido até agora. Basta experimentar!”

Decisão: Existe alguma coisa em sua vida que esteja te separando do amor de Deus? Ou seu amor a Ele é mais forte do que a morte? Se você deseja aumentar esse amor, para que nada te separe dEle, siga o conselho da Fernanda. Mantenha comunhão diária com Jesus. Comece seu dia lendo a bíblia e orando. E cresça em amor até que como João, “a glória do Senhor se revele em sua face.”

Facebook Comments

sobre Escola Sabatina

Além disso, verifique

Comentários para adolescentes: Lição 12 – Marcas de Identificação – 16 a 23 de Junho 2018

    SÁBADO A TARDE- 16 DE JUNHO 2018 – GUERRA Olá amigos, espero que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!