Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA ADULTOS - 1° TRIMESTRE 2019 / Comentários para adultos: Lição 04 – Digno é o Cordeiro – 19 a 26 de Janeiro 2019

Comentários para adultos: Lição 04 – Digno é o Cordeiro – 19 a 26 de Janeiro 2019

image_pdfFazer Downloadimage_printImprimir

 



VERSO PARA MEMORIZAR

“Não chores; eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos” (Ap 5:5).


SÁBADO A TARDE – 19 DE JANEIRO 2019 – INTRODUÇÃO

No estudo da introdução do livro Apocalipse, até o terceiro capítulo, tudo acontece e se centraliza na Terra, mas, nos capítulos 4, 5 e 6 estudaremos cenas acontecidas e centralizadas no Céu, e que o profeta ouve a instrução que são cenas de fatos que “deve acontecer depois destas coisas”. (Apocalipse 4:1).

O local das visões desta parte futurística é a sala do trono celestial e simbolicamente nos assegura que Deus está no controle da história da Terra e do tempo. É nesse local que Cristo exerce sua função Sumo Sacerdotal a qual Lhe assegura a soberania sobre os acontecimentos na Terra e que são parte do plano de redenção da humanidade. A visão é uma introdução da revelação do ponto de vista celeste sobre o significado dos acontecimentos futuros que serão descritos no restante do livro.

A visão revela que há uma assembleia na sala do trono celestial, onde todas as criaturas de Deus estão representadas e há uma direção dos eventos por um grupo de criaturas, em números simbólicos de 4 seres viventes, 24 anciãos, Deus o Pai, Deus o Filhos como Sumo Sacerdote e Deus Espírito Santo e é apresentado ao profeta um livro selado por sete selos e que ninguém pode abrir exceto aquele que venceu para abri-lo “o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos”. (Apocalipse 5:5).

Estudaremos o local, a sala do trono celestial; a assembleia celestial que ali se reúne; o livro selado, suas mensagens, e seu impacto para o profeta e para a humanidade; a dignidade do Cordeiro para abri-lo e o significado da investidura de Cristo, o Cordeiro, como Sumo Sacerdote e o significado deste evento para a salvação da humanidade e o fim da era do pecado.

Pense: “Ao orar, penetramos na sala de audiência do Altíssimo, e devemos ir à Sua presença possuídos de santa reverência. Os anjos velam o rosto em Sua presença. Os querubins e os santos serafins aproximam-se de Seu trono com solene reverência. Quanto mais deveríamos nós, seres finitos e pecadores, apresentar-nos de modo reverente perante o Senhor, nosso Criador!”. (EGW, MDC, p. 106.2).

Desafio: Dedicar tempo em estudar o livro de Apocalipse para entendê-lo e explicitá-lo.


DOMINGO, 20 DE JANEIRO 2019 – NA SALA DO TRONO CELESTIAL

João vê a sala do trono celestial e um resumo da história da igreja, mundo e tempo. Desde Jesus até Seu retorno. É informado que a visão é sobre acontecimentos “depois destas coisas”.

O trono, símbolo de domínio e autoridade “é semelhante” ao brilho das pedras preciosas, rodeado por um arco-íris, representando a fidelidade de Deus.

Há 24 tronos, neles “anciãos vestidos de branco” com “coroas de ouro”, representação da humanidade vestida da justiça de Cristo e vitoriosa. Do trono “saem relâmpagos, vozes e trovões, e … ardem sete tochas de fogo, que são os sete Espíritos de Deus”, isto é, o poder e majestade de Deus. Há 4 seres viventes que têm olhos em todas as direções e seis asas. Isaias esclarece que duas asas cobrem os pés, duas os olhos e com outras duas voam. Diante de Deus proclamam Seu amor, santidade e glória ininterruptamente. Um é semelhante ao leão, outro a um novilho, outro com rosto de homem e o quarto como águia quando está voando. Diante do trono há um mar com aparência do vidro, semelhante a cristal.

Ezequiel descreve local e seres semelhantes ao Apocalipse, e o trono era como uma safira e semelhança de fogo e esplendor e diz que “Esta era a aparência da glória do SENHOR”.

Apocalipse 5, acrescenta que há um coral de “vozes de muitos anjos, dos seres viventes, dos anciãos“ e “de milhões e milhares de milhares” que proclamam “digno é o Cordeiro”. E a esse coro majestoso se juntou toda a criação louvando: “Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro”.

A visão confirma que Deus não mais destruirá a Terra por dilúvio. E a verdadeira adoração é reconhecer o poder, autoridade e dignidade de Deus e do Cordeiro de receberem toda honra, glória e domínios eternos.

Os seres viventes e os vinte e quatro anciãos com adoram numa entrega e reconhecimento de suas indignidades e da dignidade do Eterno e do Cordeiro, depositando suas coroas diante do trono.

Pense: “Que esperança o ensino de que Cristo é o Criador e também o ‘Cordeiro que foi morto’ nos proporciona neste mundo de dor e tristezas?” (LES-adultos [2019 1T L04, edição do Professor], p. 52.

Desafio: Estar preparado para ser um dos coristas que cantarão diante do trono celestial.


SEGUNDA-FEIRA, 21 DE JANEIRO 2019 – A ASSEMBLEIA CELESTIAL NA SALA DO TRONO

A assembleia na sala do trono tem como participantes Deus, o Cordeiro e os sete Espíritos de Deus, além de quatro seres viventes, representantes das criaturas sem pecado, conhecem Deus pessoal e intimamente e desconhecem as lutas da humanidade para vencer o pecado e suas atribulações. Os 24 anciãos vestidos de branco e coroados com a coroa da vitória, é símbolo da humanidade que venceu e vencerá totalmente o pecado.

O número doze representa o povo de Deus, e vinte e quatro são duas séries de doze, ou seja, os que foram vitoriosos pela fé nas promessas, antes que Cristo viesse, e o povo de Deus após o sacrifício de Cristo, que tiveram fé no sacrifício, ressurreição e promessas de Cristo.

Vinte e quatro também eram os grupos de sacerdotes para o serviço no templo terrestre. Como não são mencionados em nenhum texto bíblico anterior, é provável que sejam um grupo novo, formado pelos que ressuscitaram juntamente com Jesus em Sua ressurreição. Estarem assentados em tronos e coroados, mais a coincidência com o número de grupos de sacerdotes confirma 1 Pedro 2:9.

Os anciãos trajam vestidos brancos, como se vestirão todos os salvos no retorno de Cristo Jesus. E todos, como os anciãos, receberão uma coroa (stephanos) de vitória e não a coroa (diadema) real, de domínio e autoridade, que só Deus e o Cordeiro usarão.

E como já afirmamos ontem, os quatro seres viventes, com descrições ligeiramente diferenciadas, mas complementares, de Apocalipse 4, Ezequiel 1 e 10 e, denominados serafins em Isaias 6, são as mais destacadas criaturas a serviço de Deus e, entre suas mais nobres atribuições está serem guardiões do trono de Deus.

A adoração liderada pelos seres viventes e anciãos é por que o Cordeiro com Seu sangue nos limpou de nossos pecados. A assembleia na sala do trono está povoada pela representatividade da Terra e do Céu, pela graça, misericórdia e amor de Deus.

Pense: : “Cristo em breve virá pela segunda vez. Deveríamos falar sobre isso muitas vezes. Deveria ser o mais elevado pensamento de nossa mente. Ele vem, com poder e grande glória, e todo olho O verá. Todos os santos anjos O acompanharão”. (EGW, CD [MM 1992, 26/10], p. 308.2).

Desafio: Pense, ore, fale, trabalhe para você e todos os que você ama estarem com os salvos na sala do trono.


TERÇA-FEIRA, 22 DE JANEIRO 2019 – O LIVRO SELADO

João vê Deus tendo “na mão direita … um livro escrito por dentro e por fora … selado com sete selos”. Vê “um anjo forte” bradando “Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos?” Percebe que nenhuma criatura responde pois “nem no céu, nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém podia abrir o livro” e acrescenta “nem mesmo olhar para ele”, o que o faz chorar intensamente. (Apocalipse 5:1-4).

Livro selado impede o acesso à leitura pois o selamento só permite a quem de direito o possa desselar e abri-lo (Isaias 29:11-12), e por isso o anjo insiste “Quem é digno de abrir o livro e de lhe desatar os selos?” (Apocalipse 5:2).

Em Apocalipse 10:7 encontramos uma informação que afeta nossa tentativa de ler e compreender o significado real e pleno do livro selado e seus sete selos. Diz que quando o sétimo anjo for tocar a sua trombeta “cumprir-se-á, então, o mistério de Deus, segundo Ele anunciou aos seus servos, os profetas”. Isto é, compreensão completa somente após a volta de Jesus.

Um dos anciãos consolou João dizendo-lhe que havia alguém com dignidade e autoridade para romper os selos e abrir o livro e este era “o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos”. João viu no meio do trono e dos seres viventes e anciãos “um Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os sete Espíritos de Deus enviados por toda a terra. Veio, pois, e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono;” (Apocalipse 5:5-7)

Só o Cordeiro, Jesus Cristo, pode desatar os selos e abrir o livro que contém o mistério de Deus, porque foi morto e reviveu. E Ele tem plena autoridade – “sete chifres”, e conhecimento de Deus – “os sete Espíritos de Deus”.

Pense:O próprio eu é colocado ao dispor do Espírito Santo. Não andamos então ansiosos de ocupar o primeiro lugar. Não ambicionamos comprimir e acotovelar para nos pôr em destaque; mas sentimos que nosso mais alto lugar é aos pés de nosso Salvador”. (EGW, MDC, p. 15.1).

Desafio: : Jesus Cristo sendo o primeiro em seus pensamentos, suas palavras, seus atos e vida.


QUARTA-FEIRA, 23 DE JANEIRO 2019 – DIGNO É O CORDEIRO

Adão entregou a Satanás o domínio e governo deste mundo, contrariando o propósito de Deus de que humanidade fossem os ocupantes e desfrutadores das bênçãos criadas, acumuladas e disponibilizadas neste mundo, tornando esta parte da criação de Deus subordinada ao inimigo de Deus, o Diabo.

Somente com a morte e o sangue, símbolo da vida, o pecado e falha do ser humano poderia ser redimida. Satanás exigia o resgate, a vida do substituto, Jesus, Deus como o Pai, mas que se ofereceu para cumprir essa missão, a missão de Deus, salvar a todos os que cressem.

Com o advento do pecado, a desobediência – voluntária ou não, aos mandamentos de Deus, o mundo conheceu o lado negro da existência, com a morte, a dor, a inveja, o ciúme, todo sofrimento e angústia. E o mundo atual, em que vivemos, é uma exagerada exibição de enganos, mentiras, corrupção, traições, assassinatos, revoluções, guerras, enfermidades endêmicas e epidêmicas, muita miséria e fome.

Por isso, quando o Cordeiro toma o livro é adorado pelos circunstantes da sala do trono, que com harpas e incenso – a oração dos santos, entoam um novo cântico que declara o Cordeiro digno de tomar o livro e abrir os selos, por Seu sacrifício de morte e Seu sangue compraram para Deus todos os que creem em Seu nome e sacrifício, transformando-os de pecadores em reis e sacerdotes para Deus. Portanto, o Cordeiro é o único que é declarado digno. (Apocalipse 5:8-14)

O Cordeiro, Jesus Cristo, por Sua entrega e oferta é distinguido “acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro”. (Efésios 1:20-23) e Seu sacrifício é único, para sempre. (Hebreus 10:12).

Pense: : “Tempo virá em que os que amam a Deus acima de tudo, não mais poderão permanecer unidos aos que são ‘mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela’”. (EGW, GC, p. 390.1).

Desafio: Saber e confiar que só o Cordeiro tem a resposta e explicação sobre o mistério de Deus.


QUINTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO 2019 – O SIGNIFICADO DO PENTECOSTES

Se você pensa que nosso entendimento é muito pequeno para compreender a Trindade, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo, cada qual com Sua personalidade, função e ação junto às Suas criaturas, expande seus pensamentos e análises para a pessoa de Jesus Cristo.

Jesus é Deus, um com o Pai, totalmente Eterno, pois é antes que tudo, totalmente Poder, pois é o criador de tudo que existe e totalmente Conhecedor pois conhece o passado, o presente e o futuro como se fossem um só e único tempo à Sua vista. Mais que isso ainda, é oferta pelo pecado, o Cordeiro, ofertante, Sacerdote do santuário celestial, Sumo Sacerdote, pois apresenta diante de Deus pai, o sacrifício do Cordeiro e roga que se cumpra o perdão sobre todos os que colocaram suas mãos, em confissão, sobre a cabeça da oferenda.

Mas, na cena do derramamento do Espírito Santo no dia de Pentecostes, marca a investidura de Jesus Cristo como Sumo Sacerdote e Rei no santuário celestial, assegurando a Ele e a nós que o Seu sacrifício na cruz foi completa e plenamente aceito e suficiente para perdoar os pecados dos que cressem. Assim, para que nós pudéssemos ter certeza desse evento de investidura, é cumprida Sua promessa de batizar seus seguidores com o Espírito Santo.

E essa é a esperança que temos à nossa disposição, se Cristo ressuscitou, ascendeu ao Céu prometendo que virá outra vez, Ele pode nos dar o Espírito Santo por Suas atividades Sumo Sacerdotais no santuário Celestial.

Cada fase da igreja histórica ou da cristandade na atualidade podemos confiar e receber o Espírito Santo sobre e em nós para fazer a vontade de Deus e pregar o Seu evangelho eterno do modo que Ele quer que seja anunciado. Sem sectarismos ou segregações, mas com unidade, amor e compartilhamento de todas as bênçãos recebidas.

Pense:Nosso Salvador está no santuário intercedendo em nosso favor. Ele é nosso Sumo Sacerdote intercessor, fazendo por nós o sacrifício da expiação, apresentando em nosso favor os méritos de Seu sangue”. (EGW, FEC, p. 369.1)

Desafio: Bater nas portas do santuário celestial pedindo, buscando, insistentemente, o Espírito Santo.


SEXTA-FEIRA, 25 DE JANEIRO 2019 – PONTOS PARA REFLEXÃO

A mudança do cenário da visão joanina da Terra para o Céu, também coincide com o início da revelação de eventos que devem “acontecer depois destas coisas“. A cena ocorre na sala do trono, onde está Deus, 24 anciãos, quatro seres viventes e, posteriormente, é identificado no centro do trono e entre as criaturas o Cordeiro, o único que foi apontado como digno para abrir os sete selos que fechavam o livro que contem “o mistério de Deus”, cujo entendimento somente se iniciará na segunda vinda de Cristo.

Nessa ocorrência há uma adoração a Deus e ao Cordeiro e, que para os primeiro apóstolos e seguidores de Jesus se resume na pregação do evangelho a todo o mundo mediante a exaltação de Jesus como Sacerdote e Rei. (Hebreus 8:1).

Cristo é não só o Sacerdote, Sumo Sacerdote e Rei, e que embora desprezado pela intelectualidade da época – e ainda hoje o é entre muitos acadêmicos, sempre foi a pedra angular da pregação dos seguidores. tendo sido exaltado por Deus como Príncipe e Salvador, para remissão de pecados. (Atos 5:30-31).

Ser o único nome dado entre os homens pelo qual importa sejamos salvos, ser Sumo Sacerdote e Rei, Príncipe e Salvador, nos enche de fé quanto vem as dificuldades, sejam físicas, morais ou espirituais, acusados e condenados, o evangelho sempre nos motivará a temermos e darmos glória a Deus, “pois é chegada a hora do seu juízo; e adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas”. (Apocalipse 14:7), porque Jesus garante “eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”. (Mateus 28:20). E Ele é “Digno é o Cordeiro que foi morto de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor”. (Apocalipse 5:12).

Pense:Dedilha a harpa de ouro, e pelas abóbadas do céu ecoa o cântico triunfante: “Digno, digno, digno, é o Cordeiro que foi morto, e reviveu!” A família de Adão associa-se ao cântico e lança as suas coroas aos pés do Salvador, inclinando-se perante Ele em adoração”. (EGW, GC, p. 648.1)

Desafio: Viva de tal forma que seja um dos que cantarão “Digno é o Cordeiro” diante do trono.

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Adultos): Saudades de Deus – 04 de Maio 2019

Fazer DownloadImprimir  Quando foi abandonada pelo marido, Cecília sentiu-se devastada. Ela estava com 30 anos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal da Escola Sabatina Online

Seja Bem-Vindo(a), Estude diariamente as Lições da Escola sabatina da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

× Fale Conosco!