Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA ADULTOS - 3° TRIMESTRE 2018 / Comentários para Adultos: Lição 13 – Viagem em Roma – 22 a 29 de Setembro 2018

Comentários para Adultos: Lição 13 – Viagem em Roma – 22 a 29 de Setembro 2018

Print Friendly, PDF & Email

 



SÁBADO A TARDE – 22 DE SETEMBRO 2018 – INTRODUÇÃO

Finalmente Paulo viaja para Roma! Não se tratava do cumprimento de sua vontade já manifestada de ir para a Europa, mas a vontade do Senhor que declarou “É preciso que compareças perante César” (Atos 27:24).

Também não acontecia seu planejamento, porém, porque cedera aos argumentos e à força da liderança legalista da igreja de Jerusalém, Paulo recebia o resultado dessa cedência às sugestões que contradiziam até mesmo sua pregação. Sua permanência sob a custódia dos romanos por um período de quase cinco anos, entre Jerusalém e Cesareia, e ao fim desse tempo é enviado a Roma, não como missionário e plantador de igrejas, mas como prisioneiro. Sofria as consequências de ter falhado na defesa da teologia originada em Deus, ainda que, quanto saibamos, apenas nessa vez.

Em Roma, por seu proceder ético, cristão e pelas inconsistências das acusações que lhe foram impingidas, Paulo consegue liberdade que lhe proporciona ampliar sua atuação em prol do evangelho aos judeus e gentios, inclusive ao alto escalão da hierarquia sócio-política do Império.

No entanto, reconduzido à prisão por ordem de Nero, este o condena ao martírio no ano 67 d.C., deixando um legado de inumeráveis conversões, muitas igrejas novas ou confirmadas e, registradas no canon bíblico, nove epístolas à igrejas em que estivera, quatro a pessoas de seu relacionamento pessoal, líderes ou colaboradores em igrejas, e Hebreus, que lhe é atribuída por considerável número de estudiosos, e dirigida aos israelitas na época, mas, hoje reconhecidamente ao Israel atual, isto é, o povo de Deus na atualidade, todas escritas ao longo de 50 a 64 d.C.

Pense:Sua competência não estava em si mesmo, mas na presença e na operação do divino Espírito que lhe enchia a alma, e levava cativo todo o entendimento à vontade de Cristo. O fato de que sua própria vida exemplificava a verdade que proclamava dava convincente poder tanto a sua pregação como a sua conduta. Disse o profeta: “Tu, Senhor, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em Ti.” Isaías 26:3. Foi esta paz celestial expressa no semblante de Paulo que ganhou muitas almas para o evangelho”. (EGW, HR, p. 317.1).

Desafio: Estar com a vida nas mãos de Deus para que Ele o tenha para sempre ao Seu lado.


DOMINGO, 23 DE SETEMBRO 2018 – NAVEGANDO PARA A ROMA

O trajeto até Roma não foi um cruzeiro com conforto, segurança e atracação em portos de pontos turísticos. A viagem teve pelo menos três embarcações diferentes, enfrentou tempestades em alto mar e quando estacionados, houve um naufrágio com total destruição da embarcação. Ameaça de morte aos prisioneiros que estavam sendo conduzidos a Roma, incluindo Paulo.

Paulo recebera o aviso divino e comunicou ao comandante que a sequência da viagem seria muito arriscada e, por isso, deveriam acantonar-se no porto em que estavam para aguardar a passagem do inverno, estação muito perigosa para viagens marítimas. Não teve sua advertência ouvida nem pelo comandante da patrulha que escoltava os prisioneiros e nem pelos tripulantes do navio contratado. Uma tempestade violenta os impede de seguir a rota determinada, jogando-os à deriva por mais de sete dias em que não viram a luz do sol, enfrentando chuvas e ventos muito fortes, desconheciam sua localização e perderam todas as esperanças de salvação.

Paulo avisara e agora os adverte novamente “esta mesma noite, um anjo de Deus, de quem eu sou… esteve comigo, dizendo” que o navio seria destruído, mas ninguém sofreria dano algum de vida.

Pense:Os anjos são enviados em missões de misericórdia aos filhos de Deus. A Abraão, com promessas de bênçãos; às portas de Sodoma; … a Elias, quando se achava a ponto de perecer de cansaço e fome no deserto; a Eliseu, com carros e cavalos de fogo; … a Daniel, enquanto buscava sabedoria divina na corte de um rei pagão, ou abandonado para se tornar presa dos leões; a Pedro, condenado à morte no calabouço de Herodes; … a Paulo e seus companheiros na noite da tempestade no mar; a abrir a mente de Cornélio para receber o evangelho; a enviar Pedro com a mensagem da salvação ao desconhecido gentio — assim, em todos os tempos, têm os santos anjos ministrado ao povo de Deus. … Um anjo da guarda é designado a todo seguidor de Cristo. Estes vigias celestiais protegem aos justos do poder maligno. … O agente pelo qual Deus protege a Seu povo é apresentado nas palavras do salmista: “O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que O temem, e os livra”. (EGW, GC, p. 512, 513).

Desafio: Atenda aos avisos do SENHOR para a sua caminhada e segure se Nele.


SEGUNDA-FEIRA, 24 DE SETEMBRO 2018 – O NAUFRÁGIO

Tentaram aliviar o peso do navio, jogando sua carga ao mar, mas mesmo assim, a tempestade continuou sua ingerência sobre a condução da nave, até que os experientes marinheiros desconfiaram que se aproximavam de terra, conseguido avistar uma enseada e tentaram direcionar o navio para a praia dessa enseada, mas o navio encalhou e sendo açoitado pela violência da borrasca, partiu-se.

Antes, Paulo inspirado pelo Espírito Santo, aconselhou a todos que se alimentassem para terem energia para nadar nas marés violentas até a praia, após o naufrágio do navio, dando o exemplo para isso, tomando um pão em suas mãos dá graças a Deus pelo alimento e partindo-o, começa a comer, o que serviu de incentivo para que todos lhe seguissem o exemplo.

Os soldados da guarda planejaram matar todos os presos para que não fugissem, mas o centurião Julius ordenou que a ninguém matassem, pois desejava conservar a vida de Paulo. Após o navio principiar a afundar-se, o Centurião ordenou que todos os que soubessem nadar se lançassem ao mar e tentassem chegar à ilha e, os que não nadavam que se agarrassem a pedaços de madeira do navio e se esforçassem para também atingirem a terra. Nenhum deles se perdeu, como profetizara Paulo. Duzentos e setenta e seis pessoas salvas pela misericórdia e amor de Deus e pela intercessão de um servo Dele.

Deus fez o milagre da conservação da vida, mas cada um teve que fazer o seu próprio esforço para que a benção maior fosse derramada. Isto é, Deus não nos livrará de que façamos a nossa parte nas lutas e tempestades da vida, mas Ele atuará para que milagres aconteçam usando a força que Ele mesmo nos concede.

Pense:Deus fará grandes coisas por aqueles que nEle confiam. A razão pela qual Seu povo professo não tem maior força, é que confiam tanto em sua própria sabedoria, e não dão ao Senhor oportunidade para revelar Seu poder em favor deles. Ele auxiliará os Seus filhos crentes em toda a emergência, se nEle puserem toda a confiança, e fielmente Lhe obedecerem”. (EGW, PP, p. 359.4).

Desafio: Ainda que não enxergue com clareza o futuro, coloque-se completamente nas mãos de Deus.


TERÇA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO 2018 – EM MALTA

Somente após atingirem a praia é que os náufragos souberam que estavam na ilha de Malta, localizada ao sul da Sicília, mais de 800 Km de Bons Portos, em Creta, seu porto de origem. E, como garantira ao comandante e a todos seus companheiros de viagem, nenhum só deles perdeu a vida, seguindo as diretrizes apontadas por Paulo.

Todos foram muito bem acolhidos pelos habitantes da ilha. Essas pessoas são denominadas – quase que preconceituosamente – nas versões para a língua portuguesa como “bárbaros” (ARA, 2ª edição, 1999), “indígenas” (NTLH); e numa linguagem mais apropriada como “nativos” (BJ) e “habitantes” (NVI). Dessa forma demonstra-se como, muitas vezes, estamos despreparados para tratar com pessoas de outras culturas e costumes, diferentes dos nossos em linguagem, vestuário, alimentação, etc.

Paulo ainda enfrentou um outro problema em sua chegada. Ao auxiliar no acendimento de uma fogueira, teve uma picada por uma serpente (“víbora”), o que levou os circunstantes a expressarem o julgamento de “este homem é assassino, porque, salvo do mar, a Justiça [Deus] não o deixa viver” (Atos 28:4). Mas, Paulo não morre e nem sofre nenhuma consequência e isto faz os habitantes da ilha concluírem que ele era um Deus. Depois, conduzidos para a casa do chefe da ilha, Publio, cujo pai estava enfermo e Paulo, com oração e imposição de mãos, o cura.

Pense:O Senhor quer ter Seu povo no mundo, mas não do mundo. Devem procurar levar a verdade aos homens que estão em posições elevadas, e dar-lhes boa oportunidade de receber e pesar as evidências. … A última mensagem dada por Cristo aos Seus discípulos antes que deles Se separasse e fosse elevado aos Céus, foi uma mensagem para levar o evangelho a todo o mundo, e foi acompanhada da promessa do Espírito Santo. O Senhor disse: “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-Me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da Terra””. (EGW, TMOB, p. 198.1).

Desafio: Permanecer fiel e confiante em Deus, ainda que pareçamos entregues à morte.


QUARTA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO 2018 – PAULO FINALMENTE CHEGA A ROMA

Em Malta Paulo ainda fez muitas outras curas, o que motivou a população local os tratarem a todos com muita atenção e cuidados, inclusive abastecendo-os para a continuação da viagem após três meses de espera.

Nessa etapa têm a mão de Deus, dando-lhes vento favorável no percurso até Putéoli, na baia de Nápoles, dali indo por terra até Roma, recebendo recepção de irmãos em ambas as localidades. Paulo recebeu ânimo da recepção dos irmãos em Roma, a ponto de levá-lo a agradecer a Deus e sentir-se mais animado, na avaliação de Lucas.

É bastante provável que o relatório oficial de Festo tenha assegurado que perante a lei romana Paulo era inocente e, por isso, tenha sido autorizado a alugar uma casa para morar, sob a guarda de um soldado, até seu comparecimento frente ao imperador. Tendo se estabelecido, convocou os líderes judaicos para expor-lhes sua posição de respeito a tudo que diz respeito às reais exigências de Deus, Sua palavra e Seus profetas.

E, aparentemente, não foi seu objetivo apenas defender-se e declarar sua inocência, mas estabelecer um clima de confiança para poder pregar o evangelho, para poder demonstrar a todos que a ressurreição de Jesus era o cumprimento da esperança de Israel, o Messias redentor.

Paulo não se esquivou de informar o que realmente acontecera, desde Jerusalém até o momento em que falava aos líderes da sinagoga de Roma. Assegura-lhes que suas cadeias não são as de um criminoso, mas sim, as de um pregador de uma verdade que se confirma e confunde com as mensagens proféticas conhecidas dos judeus e que Paulo afirma ser a esperança de Israel. Por isso, os convida a uma nova reunião, onde estejam todos os que desejassem, para lhes falar sobre isso.

Pense:Fidelidade, economia, cuidado, esmero devem caracterizar todo o nosso trabalho, seja onde for que estejamos: na cozinha, na oficina, … ou em qualquer posição que ocupemos na vinha do Senhor”. (EGW, Ex [MM 1992, 19/08 in The Review and Herald, 22 de Setembro de 1891] p. 281.3).

Desafio: Pregar a Palavra, ainda que seja uma mensagem de pesada advertência.


QUINTA-FEIRA, 27 DE SETEMBRO 2018 – A VITÓRIA DO EVANGELHO

Em data agendada, compareceram à casa de Paulo grande número de judeus para ouvi-lo. Nesse encontro, Paulo argumentou desde a manhã até à tarde, falando sobre o evangelho, a verdade sobre Jesus, sua morte e ressurreição, utilizando-se da Torá e dos profetas. E como acontece até hoje, alguns acreditam, outros deixam passar a oportunidade.

Como parte de seus visitantes não aceitou sua mensagem e começaram a tumultuar, Paulo os despede citando Isaias 6:9 e 10, mensagem acusativa que Deus determina ao profeta que diga aos judeus: “Vai a este povo e dize-lhe: De ouvido, ouvireis e não entendereis; vendo, vereis e não percebereis. Porquanto o coração deste povo se tornou endurecido; com os ouvidos ouviram tardiamente e fecharam os olhos, para que jamais vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, para que não entendam com o coração, e se convertam, e por Mim sejam curados”. E Paulo confirma a eles que o evangelho recusado será dispensado aos gentios, que o aceitarão e receberão a salvação.

E, de sua prisão domiciliar Paulo dispendeu todos os esforços para a pregação e o ensino, transformando sua casa em um centro evangelístico, de onde emanavam águas para saciar a sede espiritual e pão que extingue a fome de justiça e concede o perdão eterno. A facilidade que Paulo obtém para trabalhar por seu sustento, bem como para difundir a mensagem assinalam a vitória do evangelho sobre os poderes judaicos e romanos e que Deus jamais permite que Seu plano de redenção da humanidade seja interrompido ou cancelado. Não há força maior que a vontade divina e a liberação que Ele faz dessa força aos seres humanos que se colocam sob Sua condução e em prol de Seu Plano.

Pense:É erro fatal supor que a obra da salvação dependa só do ministério. O humilde e consagrado crente sobre quem o Senhor da vinha colocou a responsabilidade pelas pessoas, deve receber encorajamento daqueles a quem o Senhor delegou maiores responsabilidades. Os que ocupam lugar de líderes na igreja de Deus devem sentir que a missão do Salvador é dada a todos os que crerem no Seu nome”. (EGW, AA, p. 61.1).

Desafio: Disponibilize a favor do evangelho a sua vontade e esforços. Deus assegura a vitória.


SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO 2018 – PONTOS DE REFLEXÃO

Algumas lições do trimestre:
1. O Espírito Santo no empodera para sermos testemunhas entre familiares, vizinhos, amigos. Conhecidos distantes, de cultura igual ou diversa da nossa e até pessoas desconhecidas;

2. O Espírito Santo é concedido para que sermos transformados e compartilharmos bênçãos e bens que Deus nos concede;

3. A igreja é organizada e dirigida por Deus. A intervenção humana deve estar subordinada à vontade divina para trazer crescimento;

4. Deus conhece pessoas e potencialidades, sabe como cada um poderá melhor servi-Lo. Assim Ele chamou Paulo para sua missão, dando-lhe conversão e instrução;

5. Nenhum dos que Deus chama é dispensado, embora muitas vezes permita que passem por transformações de mente e coração, para melhor servirem. Foi assim com Pedro;

6. Paulo teve anos de preparo até sua primeira missão, para alcançar resultados que o entusiasmassem para futuros eventos. Novas igrejas, conversões e, também, a celeuma sobre a salvação pela graça ou obras;

7. Deus formava líderes e organizava Sua igreja, por isso solicitaram a opinião dos apóstolos em Jerusalém, e submeteram-se ao que o Espírito indicou como correto;

8. Discípulos se aglomeravam em Jerusalém contrariando a ordem: “serão minhas testemunhas em Jerusalém, como em toda a Judeia, e Samaria e até os confins da Terra”. Deus permite a perseguição que os espalha. Para aumentar as atividades missionárias, permite o desentendimento entre Barnabé e Paulo, resultando duas duplas missionárias. E em sua segunda viagem, Paulo aprende que na missão Deus dirige os passos de seus ministros;

9. Atos relata Paulo na terceira viagem, ficando em Éfeso dois anos, passando depois por outros sítios onde prega e realiza milagres. Enfrenta oposição de judeus e em Jerusalém é preso. Para não ser morto, é recolhido pela autoridade romana, o que o conduzirá a mais dois anos de sofrimentos e testemunho desde a prisão;

10. Atos termina com Paulo em Roma, prisioneiro e mensageiro. Mas, Lucas não relata a história além desse ponto. Porque? Provavelmente, como na parábola do filho pródigo, Deus deixa o capítulo final para ser escrito por nós, a igreja de Deus hoje. Cabe-nos terminar a história da igreja de Deus na Terra para que comece a história do povo de Deus na eternidade.

Pense:Nossa divisa deve ser: Para a frente, sempre para a frente! Anjos do Céu irão adiante de nós, a preparar-nos o caminho. Nosso cuidado pelas regiões distantes nunca poderá ser deposto enquanto a Terra inteira não for iluminada com a glória do Senhor”. (EGW, OE, p. 470.3).

Desafio: Terminar a pregação do evangelho para que venha o fim.


sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Crianças): Oração Pelos Pais – 20 de Outubro 2018

Johrel frequentou quatro escolas em quatro anos. Cada vez que mudava de escola, precisava fazer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!