Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA JOVENS - 1° TRIMESTRE 2019 / Comentários para Jovens: Lição 03 – O Povo de Deus nas Cidades – 12 a 19 de Janeiro 2019

Comentários para Jovens: Lição 03 – O Povo de Deus nas Cidades – 12 a 19 de Janeiro 2019

Print Friendly, PDF & Email

 



SÁBADO A TARDE – 12 DE JANEIRO 2019 – PRÉVIA DA SEMANA

Semana passada descobrimos que a revelação que é o livro Apocalipse é “de Jesus” e “sobre Jesus”, pois o apresenta como sacerdote em suas “vestes talares” e como rei e senhor por seus adereços e postura, mas principalmente, por, como líder da igreja que criou, Ele é o principal Pastor dela e caminha entre elas e tem um mensageiro – anjo, a vigiar cada uma delas.

As mensagens são dirigidas ao “anjo” de cada igreja e contem mensagens individualizadas, cujos formatos são uma “saudação” específica a igreja destinatária e em seguida Se apresenta na forma que melhor possa dar credibilidade e força à Sua mensagem. Na construção seguinte, demonstrando Seu total conhecimento da situação de cada igreja e também Sua capacidade, como líder supremo da igreja, de ter a solução para cada tribulação ou angústia pela qual ela esteja passando.

Na sequência apresenta uma avaliação e um conselho à igreja à qual a carta se dirige e conclui com um apelo para que ela ouça o que o Espírito diz e revela uma promessa aos que consigam manter fidelidade e vencer suas tribulações.

No capítulo 1 Jesus se apresenta de forma inconfundível e inegável como eterno (v. 4), testemunha fiel de tudo o que ocorreu desde na história passada, está ocorrendo no presente e acontecerá no futuro e que em Seu amor, Se entregou à morte para com Seu sangue nos livrar do pecado (v. 5), aquele que nos faz reis e sacerdotes (v.6), Todo-Poderoso (v. 8), Sacerdote divino entre Suas igrejas (v. 13), com aparência única e destacada de ser humano-divino (vv.14, 15), tem sob Seu controle as igrejas, literais e simbolicamente, e Sua palavra é penetrante, com autoridade (v. 16), pois é o princípio e o fim de todas as coisas, pois as julgará e tem domínio sobre o último inimigo do homem, a morte (vv. 17, 18), e Sua grande promessa é que nós nos assentaremos, com Ele, em Seu trono (Apocalipse 3:21).

Estudemos as mensagens a cada igreja.

Pense: “Ao passo que João recebia a revelação das últimas grandes lutas da igreja com as potências do mundo, foi-lhe dado também contemplar a vitória final e o livramento dos fiéis”. (EGW, TS, v. 2, p. 351.1).

Desafio: Desenvolva o desejo de assentar-se com Cristo em Seu trono.


DOMINGO, 13 DE JANEIRO 2019 – MENSAGEM DE CRISTO A ESMIRNA E PÉRGAMO

Esmirna, porto e centro comercial no mar Egeu, hoje território turco, na época sob domínio romano, centro de adoração ao imperador. Não obedecer poderia significar a morte.

Jesus envia a mensagem à igreja de Esmirna, que representa o período entre 303, quando eclode a perseguição determinada por Diocleciano cujo edito determinava a prática da religião tradicional, de adoração politeísta, incluindo a adoração ao imperador, termina em 313 pelo Edito de Milão de Constantino. Os dez dias (anos) do v. 10.

Jesus diz que conhece a situação da igreja, sofre tribulação, é pobre aos olhos humanos, mas rica para Ele, e sofre com pessoas ditas como portadoras de luz e que são trevas (v. 9).

Adverte sobre a perseguição, intensificada com prisões e sofrimentos, mas a fidelidade seria recompensada, pois o diabo nunca causaria a segunda morte. É o que o Espírito diz e quem vencer esse período, receberá a coroa da vida.

A terceira carta se dirige a Pérgamo, cidade grega, cuja igreja enfrentaria provas de dentro da igreja. Período que a igreja, aliviada da perseguição externa, seria fortemente pressionada a conceder “liberdades” a doutrinas e práticas anticristãs. Termina em 538 com o reconhecimento da supremacia papal sobre a cristandade.

Não derrotando a igreja com a dor e a morte, Satanás cria núcleos de disseminação de erros no seio da igreja. Por isso, Cristo se apresenta como “aquele que tem a espada afiada de dois gumes” e revela que a igreja se tornou o lugar “onde está o trono de Satanás”, e Jesus acusa a igreja de manter os que como Balaão, incentivam o povo a pecar com a adoração de ídolos, usarem alimentos impróprios e manter na igreja pessoas que defendam a frouxidão na vida cristã, os nicolaitas (v. 14). Jesus tem um conselho à essa igreja e aos que estão nesse período histórico: “arrepende-te” (Apocalipse 2:12-16).

Pense: “O Senhor revelou-me que, se o coração está limpo e santificado, e os membros da igreja são participantes da natureza divina, sairá da igreja que crê a verdade um poder que produzirá melodia no coração”. (EGW, Ev, p.512.3).

Desafio: Enfrente a perseguição que venha de fora ou de dentro da igreja para receber seu novo nome.


SEGUNDA-FEIRA, 14 DE JANEIRO 2019 – MENSAGEM DE CRISTO A TIATIRA

Cidade e igreja pequena e irrelevantes, Tiatira simboliza o período da supremacia papal de 538 a 1565, em a igreja verdadeira se tornou insignificante.

Cristo se apresenta ao anjo de Tiatira como Filho de Deus e Seus olhos são chama de fogo e Seus pés como bronze polido. A imagem é a de Deus, parte da Trindade, cujos olhos podem distinguir todo e qualquer fato que ocorra entre as criaturas, bem como, de um guerreiro cujos pés, protegidos por polainas de bronze não serão feridos nem pelas setas do inimigo nem pelas dificuldades do caminho. A visão tem semelhança com o homem que apareceu a Daniel (Daniel 10:5-6).

A igreja de Tiatira era formada por pessoas que amavam a Deus, ao próximo e a si mesmas, conforme o mandamento, tinham fé que as levava ao serviço do Mestre, sendo perseverantes e conseguindo aumentar suas obras.

No entanto, eram tolerantes como pessoas que, como Jezabel, esposa do rei Acabe, se denominavam profetas, ensinando na igreja, seduzindo os seguidores de Jesus a se prostituir com os ídolos e servirem-se de alimentos impróprios. Jesus lhes concedera tempo para arrependimento, mas recusaram. Por isso, O Senhor acometeu essa mulher – igreja falsificada, com uma enfermidade para que se arrependesse, mas ela recusou, assim como os que se tornaram adeptos de suas doutrinas. Deus trará juízo sobre todas essas pessoas.

Mas, aos demais cristãos de Tiatira, que não quiseram obter o conhecimento das “as coisas profundas de Satanás”, Jesus só lhes pede fidelidade naquilo que conhecem. Esses, se vencedores até o fim, receberão “autoridade sobre as nações”. (Apocalipse 2:20-29).

Pense: “A igreja de Tiatira — Tiatira significa “perfume suave de labor” ou “sacrifício de contrição”. Este nome descreve bem o estado da igreja de Jesus Cristo durante o longo período de triunfo e perseguição papal. Este tempo que foi de terrível tribulação sobre a igreja, como nunca houve … Daí o receberem por suas obras, caridade, serviço, fé e paciência, o elogio dAquele cujos olhos são como chama de fogo. As obras são de novo mencionadas como dignas de duplo elogio, visto que as últimas são melhores do que as primeiras.”. (Uriah Smith, CDA, p. 377.2).

Desafio: Seja fiel naquilo que você conhece de Jesus e Seu evangelho e viva conforme sabe.


TERÇA-FEIRA, 15 DE JANEIRO 2019 – MENSAGEM DE CRISTO A SARDES

Sardes fora capital da Lídia, construída 500m acima da planície, era uma encruzilhada de rotas comerciais. Considerava-se inexpugnável, rica e próspera por produzir ouro, prata, pedras preciosas, adquirindo prestígio, até que em 546 a.C. Ciro o Grande a capturou. Passou pelo domínio greco-macedônico, siríaco e, finalmente, já sem todo o prestígio e riqueza que ostentara, foi submetida à gestão da “pax romana” em 129 a.C. Vivendo de seu passado glorioso e sem despertar interesse nem como capital da província da Lídia, nem como centro comercial ou político.

A igreja de Sardes é, simbolicamente, ilustração dessa situação. Jesus, representado como possuidor dos sete Espíritos de Deus e dos sete anjos das igrejas, isto é, tudo que pode dar vida e sobrevivência aos que estão mortos, embora creiam que estão vivos.

É uma igreja que vive do passado glorioso, combatente, militante, mas necessita atender o apelo de vigiar e confirmar a vida daqueles que estão sob os estertores da morte espiritual. Jesus assevera que Seu testemunho sobre esta igreja é de um serviço de infidelidade, falsidade e parcialidade. Outro apelo de Jesus é que sob a luz que veem, ouçam e arrependam-se, pois é chegado o “grande e terrível dia do Senhor” (Joel 2:31).

Há um remanescente em Sardes, morna e sem brio. Poucos incontaminados e que andarão com Jesus, em vestiduras brancas da justiça de Cristo. Assim, os vencedores da contaminação que mancha as vestes de justiça, além de usarem vestiduras brancas, andarão com Jesus na eternidade e terão seus nomes gravados diante de Deus o Pai (Apocalipse 3:1-6). O apelo contido no discurso do Mestre é “ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá”. (Mateus 24:44).

Sardes é, historicamente, a igreja pós-reforma, que substituiu o estudo, a oração e o testemunho por formalidades, separando-a da comunhão com Cristo e Sua Palavra. Refere-se a 1565-1740.

Pense: “O pecado especialmente atribuído a essa igreja era que deixara de confirmar os que estavam prestes a morrer. … Examinemos individualmente nosso coração à luz da Palavra Divina e seja todo o nosso empenho pôr em ordem nossa vida diante de Deus com o auxílio de Cristo”. (EGW, TI, v. 5, p. 610.1).

Desafio: Ligar-se ao céu pelo estudo, oração e testemunho e receber as vestiduras brancas de Jesus.


QUARTA-FEIRA, 16 DE JANEIRO 2019 – MENSAGEM DE CRISTO A FILADÉLFIA

Filadélfia, que significa “amor fraternal” era a cidade que permitia entrar em amplo e fértil planalto. Por isso “porta aberta”. Era centro de saúde e cura. Sofreu repetidos terremotos, que afastou seus habitantes para o campo, morando em cabanas.

Em 1740 principia um reavivamento no protestantismo, com os membros se dedicando ao estudo da Bíblia, especialmente profecias e a volta de Jesus. Por isso, Jesus é o que abre a porta que não será fechada.

Jesus conhece Sua igreja, seja quando ou onde estiver, sabe de sua pouca força, mas que não negou sua ligação com Ele e que lhe abre a porta da oportunidade à pregação do “evangelho eterno”. Essa porta ninguém fecha, nem as forças do inimigo, pois ele sempre se opõe aos propósitos Divinos. Jesus garante que servos de Satanás se dobrarão às verdades e testemunho dos filhos de Deus.

A mornidão da igreja da reforma, iludida pelo formalismo, rompe-se ao chamado para o reavivamento, que resulta em pregação corajosa e de grandes movimentos, chamados ao estudo da Bíblia.

Muitos se dedicaram a estudar, pregar e testemunhar, expandindo a mensagem da breve volta de Jesus. Ele assegura que serão identificados como “coluna no santuário do meu Deus”, eternamente .

Filadélfia enfatiza a revelação da profecia. Inicialmente entendida como a volta de Jesus, mas depois compreendida como o início do juízo, começando pelos filhos de Deus. E, como as dez virgens, todos devemos estar preparados.

Com o nome de Deus, e o nome da nova Jerusalém, e o novo nome de Jesus gravados nas mentes e corações, não seremos confundidos ou esquecidos.

A preparação não é obra humana, mas, com a permissão humana, Deus efetuará toda transformação, correção e mudança que se faça necessária, de forma que “aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus”. (Filipenses 1:6). Amém!

Pense: “pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são”. (1 Coríntios 1:27-28).

Desafio: Ainda que em desvantagem, Jesus é quem abriu a porta e ninguém a frecha.


QUINTA-FEIRA, 17 DE JANEIRO 2019 – CRISTÃOS EM LAODICEIA

Laodiceia é símbolo adequado à situação da igreja que hospedava. Bem estabelecida numa rota comercial, rica, fabricante de derivados da lã, sede de bancos guardadores de grandes fortunas em ouro e abrigando uma escola de medicina que produzia famoso colírio, a cidade se orgulhava de seus cidadãos e autossuficiência.

A igreja participava desse sentimento, e Jesus se identifica como “o Amém, a testemunha fiel e verdadeira”, isto é, Ele é quem confirma, conhece e revela toda verdade e quem valida toda a obra para Deus.

A igreja de Laodiceia era abençoada material e intelectualmente, sentindo-se autossuficiente. Na atual Laodiceia, esse sentimento é acrescido pelo orgulho da possuir a revelação da profecia selada de Daniel e ter recebido o Espírito de Profecia.

É advertida de que seria vomitada, porque a mornidão é o resultado de querer manter a fé que salva misturada a autossuficiência de bênçãos recebidas e não santificadas a Deus. Como a adultera Israel, se gloria de ter adquirido conhecimento, realizações, crescimento numérico. Para Jesus isto tudo é nada, é infelicidade, miséria, pobreza, cegueira e nudez, pois aceita nada que tenha, ainda que mínimo, mistura com o pecado.

O conselho da Testemunha Fiel é que Laodiceia se enriqueça na comunhão com Jesus, adquirindo fé (ouro), justiça (vestiduras brancas) e colírio (Espírito Santo), o que realmente lhes dará verdadeira riqueza. E se vier a sofrer alguma consequência de suas escolhas anteriores, saiba que, como o pai amoroso, Deus repreende e disciplina Sua igreja por amá-la.

O apelo para que Laodiceia se arrependa e abra a porta de seu coração é dramático. Jesus está à porta do seu coração, aguardando que abra e O convide a entrar em sua vida. Isso o fará seu Senhor tornando-o Seu servo, mas também o fará rei e sacerdote com Ele.

Pense: “Alguns se apoiam numa velha experiência que tiveram anos atrás, mas quando chega o tempo de provar o coração, quando todos precisam ter uma experiência diária, eles não têm nada que dizer a respeito. Pensam que uma mera profissão da verdade os salvará. Quando eles vencerem os pecados que Deus odeia, Jesus entrará e ceará com eles e eles com Ele. Apocalipse 3:20”. (EGW, TI, v. 1, p. 188.2)

Desafio: Aceitar e receber o que Jesus nos quer dar, fé, justiça e o Espírito Santo.


SEXTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO 2019 – PONTOS DE REFLEXÃO

As mensagens enviadas a cada uma das sete igrejas, e todas elas, pois foi ordenado que as escrevesse em um livro, para que todos as lessem, tem como tema geral o pensamento divino de urgência à necessidade de que Sua igreja esteja preparada para encontrá-Lo. As mensagens refletem o amor e o cuidado do Bom Pastor para com todas as Suas ovelhas, o Seu rebanho. São mensagens que têm individualidades a cada grupo de pessoas, local e influências, mas também refletem uma notícia geral de amor, graça, misericórdia de Deus por cada pessoa que nasça neste mundo.

As mensagens são para endereços geograficamente indicados, mas também tem aplicação universal. São para as pessoas que formavam aquelas comunidades, para se aplicam a todas as comunidades. Destinavam para culturas e hábitos dos tempos em que foram escritas, mas, atemporalmente atingem a todas as épocas.

O cerne das mensagens é a pessoa de Jesus e o modo como se apresenta tem muito a iluminar nosso conhecimento sobre Ele, com Ele e por Ele. Juntamente o chamado ao arrependimento é nota repetida à maioria das comunidades visadas, bem como os apelos indicam um chamado insistente para que o rebanho, como um todo, mas cada ovelha, como indivíduo, experimente um crescimento em comunhão e vida junto ao Bom Pastor.

E, ainda que Ele precise disciplinar Suas ovelhas, será por amor e para que todas cheguem à salvação e alcancem as glórias e riquezas que Ele deseja conceder, inclusive “sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono”. (Apocalipse 3:21)

Pense: “A Testemunha Verdadeira declara que, quando se julga numa situação realmente boa de prosperidade, você necessita de tudo. Não basta aos pastores apresentarem assuntos teóricos; cumpre-lhes apresentar também os que são práticos. Precisam estudar as lições práticas dadas por Cristo aos discípulos, e fazer íntima aplicação das mesmas ao próprio coração e ao povo”. (EGW, TI, v. 3, p. 257.3).

Desafio: Ouvir o que o Espírito diz a você que é a igreja de Deus diante de seus contemporâneos.’

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

52 Dicas Para Professores da Escola Sabatina

  Querido(a) professor(a) da Escola Sabatina, reconhecendo que nosso primeiro dever para com Deus e …

um comentário

  1. gilciane pinheiro correa

    amo eses comentarios e aprendo muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!