Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA JOVENS / Comentários para Jovens: Lição 05 – O Ministério de Pedro – 28 de Julho a 04 de Agosto 2018

Comentários para Jovens: Lição 05 – O Ministério de Pedro – 28 de Julho a 04 de Agosto 2018

Print Friendly, PDF & Email

 



SÁBADO A TARDE – 28 DE JULHO 2018 – PRÉVIA DA SEMANA

“De sorte que crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se multiplicava rapidamente o número dos discípulos, e grande parte dos sacerdotes obedecia à fé” (Atos 6: 7, Almeida Edição Contemporânea).

Bons exemplos mudam o mundo, mas pessoas consagradas o convertem para Cristo. Essa frase me faz no papel de pessoas que fizeram a diferença para a sociedade na qual viveram. Lembro-me de Abraham Linchon e a escravidão nos EUA; penso na revolução estadunidense realizada por Martin Luther King; eles e tantos outros mudaram a história, tudo por que tinha ideais, valores e princípios justos.

Ao pensar em Cristianismo penso em Jesus antes de qualquer outra pessoa. O que Ele fez é digno de ser lembrado pela eternidade. Seu exemplo influenciou multidões no vale da decisão. Seu exemplo dividiu a história. Contudo, quando o mestre ascendeu ao céu, deixou um modelo que muitos outros homens adotaram. Os primeiros líderes da igreja cristã são moldes fortes da própria pessoa de Cristo. Líderes que agiram de acordo com a vontade de Deus, de tal maneira, que marcaram a história da igreja cristã.

Na realidade, só temos as verdades do cristianismo hoje, graças, primeiramente, a Deus que conserva o necessário para a salvação da humanidade, e desses homens que não amaram a própria vida mais do que a verdade a qual defendiam. Minha decisão e espero que seja a sua também, é aprender cada dia mais com os feitos maravilhosos desses homens de fé e ter na mente cada vez mais aberta para que o Espírito Santo o transforme em alguém mais apto a ser um verdadeiro exemplo de Jesus.

Nesta semana estudaremos o exemplo da vida e ministério desses líderes e como podemos aprender com seus erros e acertos. Afinal, sábio é aquele que copia bons exemplos e usa o erro de outros como uma forma para não errar. Ore desde já para que Deus possa falar profundamente com você nesta nova liçrrdão, para que assim, você desfrute das bênçãos de Deus. Bos!

Pense: “Todo obreiro que segue o exemplo de Cristo, estará apto a receber e empregar o poder que Deus prometeu a Sua igreja para a maturação da seara da Terra. Manhã após manhã, ao se ajoelharem os arautos do evangelho perante o Senhor, renovando-Lhe seus votos de consagração, Ele lhes concederá a presença de Seu Espírito, com Seu poder vivificante e santificador” (Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, p. 31).

Desafio: Você conhece a história dos líderes da igreja cristã do primeiro século? Separe alguns momentos durante a semana para conhecê-las mais. O livro “Atos dos Apóstolos”, da escritora Ellen White, narra alguns feitos desses homens, aproveite.


DOMINGO, 29 DE JULHO 2018 – PERSEGUIDOR E ACUSADOR

O personagem central da lição desta semana, antes de se tornar o grande apóstolo Paulo, teve a oportunidade de estudar em Jerusalém com um mestre chamado Gamaliel, homem sábio e de grande respeito naqueles dias. Paulo se tornara um fariseu aplicado à causa. Pelo que conhecemos nos escritos de Paulo, toda a educação recebida foi importante para seu ministério após sua conversão. Esse é o primeiro ponto a considerar: Não devemos deixar de lado nossa preparação, empenho e disciplina de estudo pessoal achando que a presença do Espírito é o único fator importante para a missão da igreja, não mesmo! Sabemos que a principal arma da pregação é o Espírito, todavia, Deus quer que seus filhos se prepararem diariamente para servirem melhor a igreja e a sociedade.

Muitos cristãos podem condenar Paulo por sua postura perseguidora, podem afirmar que muitos fieis foram mortos por sua causa, porém, o que não podem deixar de considerar é que Saulo não tinha planos de mudar de vida, ele não sabia que estava errado, ele prosseguia naquilo que achava que era certo. Acredito que Paulo, depois de sua conversão poderia ter sentido um pesar enorme pelas vidas de cristão perdidas com consentimento seu, contudo, ele se arrependeu de tudo o que havia feito antes de conhecer plenamente o messias. A estrada de Damasco leva a assinatura de um chamado verdadeiro de Deus. Quando caíra no chão e ouvira a voz do Senhor, Paulo não poderia ficar indiferente, seu coração que sempre fora sincero e fiel ao que aprendera, não estava fechado à nova luz que Deus poderia dar, foi nessa estrada que a vida de Paulo mudou. Não quero que me entenda mal, mas não sei em que estrada você está caminhando, mas se você ouvir a voz de Deus, não se esconda ou fuja, corra para os seus braços, pois Ele fará de você um gigante na fé como Paulo.

Pense: “Naquela hora de iluminação celestial, o espírito de Saulo agiu com notável rapidez. Os registros proféticos das Escrituras Sagradas abriram-se lhe a compreensão. Viu que a rejeição de Jesus pelos judeus, Sua Crucificação, ressurreição e ascensão, tinham sido preditas pelos profetas e demonstravam ser Ele o Messias prometido” (Ellen White. Atos dos Apóstolos, p.64 )

Desafio: Separe o dia de hoje para meditar em alguma circunstância em que você sentiu que ouviu a voz de Deus, como foi a sensação?


SEGUNDA-FEIRA, 30 DE JULHO 2018 – AS MARCAS DA CONVERSÃO

A conversão de Paulo foi algo marcante para a história da igreja, mas só foi possível, pois a luz da verdade brilhou sobre um solo sincero e pronto a frutificar. Paulo fazia parte do grupo das pessoas erradas, mas sinceras, ou seja, pessoas que por algum motivo ainda não ouviram a verdade ou se convenceram dela, mas que estão com o coração aberto a atuação de Deus. Talvez, muitas delas tomam atitudes precipitadas e fazem as pessoas, até mesmo cristãos, sofrerem, todavia, ainda há esperança para elas. Talvez seja por esse motivo, que Estevão orou por aqueles que estavam o apedrejando, e adivinha quem presenciou sua morte! Isso mesmo, o próprio apóstolo Paulo.

Falando em Estevão, um encontro interessante que ocorrerá quando Jesus voltar será entre ele e o apóstolo Paulo. Não sei se Estevão ficará surpreso, mas posso enxergar um abraço de perdão entre esses heróis da fé que viveram não pra si, mas para Cristo.
Os indivíduos que seguem Jesus e são sinceros não permitem que o orgulho os impeça de conhecer mais da verdade. A partir do momento que descobrem a verdade da palavra de Deus eles a aceitam sem presunção ou desculpas. Na realidade, o que mais importa para eles é o conhecimento de Deus. Eles se submetem a plena vontade divina, mesmo que nela esteja envolvida perda, renuncia e sacrifício. Paulo sabia que era a voz de Deus que ele ouvira na estrada para Damasco, e mesmo que isso lhe custasse deixar tudo o que ele conquistara na vida, ele estava disposto a fazê-lo. O que Deus tem falado para você deixar que tem impedido de segui-lo de maneira plena? A sua decisão e resposta decidirá o seu futuro.

Pense: “Quando se retirou a glória e Saulo se levantou do chão, achou-se completamente despojado da visão. O Brilho da glória de Cristo fora por demais intenso para seus olhos mortais e, desaparecido esse brilho, a escuridão da noite invadiu lhe a visão” (Ellen White, Atos dos Apóstolos, p. 65).

Desafio: Faça uma lista de coisas que você acha que não deveria fazer e tem te afastado de Deus, depois ore para que o Senhor lhe ajude a vencê-las.


TERÇA-FEIRA, 31 DE JULHO 2018 – A INTERVENÇÃO DE CRISTO E A CONVERSÃO DE PAULO

Como já enfatizamos tantas outras vezes nessa nova série de estudos da Bíblia: A conversão não acontece por direção humana, mas divina. O exemplo de Paulo revela essa realidade. Até o momento que Deus falou com Paulo e agiu pela sua conversão e chamado (por intermédio da visão Ananias) o apóstolo estava decidido em seu antigo ministério, o de perseguidor de Cristãos.

Para que a obra de Deus aconteça em sua plenitude na igreja todos devem estar atentos e serem obedientes à palavra do senhor. Se Paulo ficasse indiferente ao chamado de Jesus, toda a sua vida posterior teria sido diferente. Essa possível atitude de Paulo, poderia ter afetado a mensagem do cristianismo? Não sabemos, o que podemos ter a certeza é que Paulo poderia estar perdido, mas Deus criaria um outro meio. Não quero desmerecer o trabalho de Paulo, mas também não quero valorizá-lo tanto, que sua imagem ocupe o lugar de Deus. Deus convida a todos para o seguirem e trabalharem em sua obra, porém, se alguém rejeita, Deus faz o chamado a outro, nesse sentido ninguém é insubstituível, o mesmo Deus que chamou é o Deus que capacita.

Uma pessoa só muda de atitude, depois que aceita uma nova compreensão das coisas, Isso foi o que aconteceu com Paulo. As pessoas somente irão aceitar o evangelho de Jesus se a palavra de Deus lhes for comunicada com tanta ênfase, que seja capaz de fazê-las repensar a ordem das coisas, o mundo a sua volta. O evangelho para ser relevante precisa impactar o individuo, para que a postura de tal agente seja correspondente com essa realidade. Nenhum cristão que ama, verdadeiramente, a verdade do evangelho consegue ficar indiferente com ela, ele conta aos outros com tanto entusiasmo e amor que as pessoas sentem o peso de suas palavras e testemunho. Deus quer fazer grandes obras em nós e através de nós, você está disposto?

Pense: “Durante as longas horas em que Saulo estivera fechado a sós com Deus, relembrou muitos textos das Escrituras referentes ao primeiro advento de Cristo. Com a memória aguçada pela convicção de que estava possuído, cuidadosamente seguiu o fio das profecias. Ao refletir no significado dessas profecias, ficou pasmado ante a cegueira de entendimento de que estivera possuído, bem como a dos judeus em geral, que os levara em rejeição de Jesus como o Messias prometido” (Ellen White, Atos dos Apóstolos, p. 65).

Desafio: Escreva num pequeno papel a seguinte frase: “Senhor, me ajude a ser cada dia mais parecido contigo, e como Paulo, eu esteja apto a ser um grande missionário”. Depois coloque em sua Bíblia para que sempre essas palavras estejam em sua mente.


QUARTA-FEIRA, 01 DE AGOSTO 2018 – 180°

A mudança operada por Deus em nossa vida nunca será incompleta, mas alcançará a plenitude. Podemos conhecer a Deus tão profundamente, que poderemos ter as mesmas experiências dos heróis da fé, Abraão, Jacó, Davi, Daniel etc, você já imaginou? Ou melhor, você já desejou a mesma coisa?

Deus não nos faz um chamado para pregar o evangelho sem nos dar o poder para vencer os desafios criados por satanás; podemos ter tudo o que quisermos se Deus for nosso amigo, se nosso coração for sincero e se for Sua vontade. Deus não nos oferece a consagração plena sem antes nos dar o poder para vencer nossas falhas e fraquezas, pois elas são o maior empecilho que nos afasta Dele.

No processo da mudança precisamos ter algumas coisas bem claras em nossa mente, entre elas está a paciência pessoal de entender que tudo tem o tempo determinado para acontecer. Muitas vezes, queremos tudo rápido e não estamos dispostos a esperar. Aprender a esperar é a chave principal para o crescimento na vida cristã, entender que as mudanças necessárias acontecem em tempos certos. Essa realidade também nos ajuda a sermos tolerantes conosco mesmo e nossos erros, e principalmente, com o nosso próximo. Queremos que pessoas que conheceram a verdade há menos tempo que nós, tenham a obrigação de serem como nós. Nos colocamos como padrão e esquecemos que a experiência pessoal conta muito na compreensão da verdade e que cada um tem seu tempo de aprender e entender a verdade em sua plenitude. A verdade é progressiva e o tempo é o seu grande amigo. Nesse contexto é muito fácil condenar nosso irmão e esquecermo-nos de nossos próprios erros.

Não devemos jamais condenar o nosso próximo pelo erro que comete. Não sabemos suas lutas e seu interior, a nossa postura é ajuda-lo a se erguer, mas nunca apoiar seus erros. Os erros não devem ser desculpas, mas lembranças da misericórdia divina. Está você desejoso de desfrutar as mudanças operadas por Deus? Aceite e viva uma vida abundante.

Pense: “A maravilhosa luz que iluminara as trevas de Saulo era obra do Senhor; mas havia também um trabalho a ser feito em favor dele pelos discípulos. Cristo tinha realizado a obra de revelação e convicção. Agora, o penitente estava em condições de aprender daqueles a quem o Senhor tinha ordenado que ensinassem a Sua verdade” (Ellen White, Atos dos Apóstolos, p. 66).

Desafio: Procure lembrar alguma vez que você condenou alguém por um ato errado e em seguida percebeu que você cometeu algo parecido. Reflita sobre as consequências do julgamento e da condenação.


QUINTA-FEIRA, 02 DE AGOSTO 2018 – VENCENDO OS DESAFIOS

Todo o individuo que aceita o chamado de Deus deve estar disposto a enfrentar desafios. Todas as barreiras que aparecem devem ser vistas como permissões divinas para moldar o nosso caráter e nos fazer mais semelhantes a Jesus. O próprio Senhor, quando esteve entre os seres humanos, enfrentou tantas batalhas pessoais, e tantas vezes achamos que não deveria passar pelas mesmas situações. Nenhum discípulo é maior que seu mestre, o caminho traçado pelo Senhor deve ser o mesmo por seus discípulos.

Os desafios enfrentados pela igreja apostólica foram intensos; satanás tentou sufocar a semente de algo que alcançaria uma extensão mundial e poderia mudar o mundo inteiro. Os cristãos foram mortos, perseguidos, mas não desanimaram e por causa dessa fé, nós temos a verdade. Mas não pense que os desafios desses cristão se limitavam apenas nisso, eles alcançavam o âmbito mais importante da vida: o interior e as escolhas.

Eles diariamente enfrentavam a tentação de não estudar a Bíblia e orar, eles lutavam consigo mesmo para não deixar de se aproximar de Deus. Sua luta interior talvez tenha sido mais feroz que a luta externa. E nesse ponto satanás luta hoje, ele não nos persegue pela fé que temos (não como o primeiro século), mesmo que enfrentemos muitos desafios em ser fiel num mundo que não tem as ordens de Deus como principal. Ele percebeu que ao deixar de buscar a consagração diária e constante, através do estudo da Bíblia e oração, ele é mais eficaz que nos ameaçar com a morte, pois um servo fiel é forte e firme até diante dela. Como está sua busca diária? Reflita sobre ela e decida seguir o caminho que nos aproxima de Deus.

Pense: “Dessa maneira confirmou Jesus a autoridade de Sua igreja organizada, e pôs Saulo em contato com seus instrumentos apontados na terra. Cristo tinha, agora, uma igreja como Sua representante na Terra, e a ela pertencia a obra de dirigir os pecadores arrependidos no caminha da vida” (Ellen White, Atos dos Apóstolos, p. 67).

Desafio: Faça um cronograma semestral de estudo da Bíblia e oração. Escreva numa planilha seus objetivos e metas para todo o período. No fim, avalie se seu desenvolvimento foi positivo, negativo ou neutro.


SEXTA-FEIRA, 03 DE AGOSTO 2018 – RESULTADOS DA CONVERSÃO

Será que somos realmente convertidos? Pois afinal, nossos atos refletirão essa realidade. O exemplo de Paulo é bem eficaz para discutirmos sobre esse assunto. O que de fato faz alguém convertido? Tudo o que pensarmos hoje não limitará todas as possibilidades.

O cristão convertido ama a Deus de maneira apaixonada, mas também racional. A paixão pode nos fazer prometer muitas coisas, porém, somente o amor verdadeiro nos estimula a cumpri-las, principalmente, quando somos forçados ou tentados a não realizá-las. O verdadeiro convertido se preocupa com a salvação de outras pessoas, isso inclui não apenas sua família ou amigos, mas até mesmo quem não conhecem ou os inimigos. A vontade de pregar o que conhecemos é tão forte que aproveitamos todas as oportunidades para fazê-lo. Essa atitude leva a um crescimento não apenas pessoal do cristão, mas toda a igreja cresce: a igreja se desenvolve e pessoas são salvas.

O verdadeiro cristão cuida da igreja e das coisas de Deus com muito amor e zelo, aliás, elas são prioridade para eles, e o melhor que fazem ainda é pouco para eles. Força de vontade, lealdade e dedicação são qualidades de quem realmente descobriu o evangelho. Paulo não apenas fundava igrejas e pregava as pessoas, ele tinha interesse de vê-las felizes e em desenvolvimento constante.

O exemplo de Paulo deve continuamente estar em nossa mente e mover o nosso coração a ser cada dia mais parecidos com ele, na realidade, não com ele, mas com Jesus, pois no fim das contas, todos aqueles que aceitarem o chamado de Deus e serem fieis a Ele, serão transformados a imagem daquele que os chamou. Essa é sua vontade? Então ore a Deus pedindo para que o Espírito esteja sobre a sua vida, a transformado até que nosso Senhor apareça nas nuvens do céu.

Pense: “Quando, em meio ao erro e cego preconceito, Saulo recebeu uma revelação de Cristo, a quem estava perseguindo, foi ele colocado em comunicação direta com a igreja, a qual é a luz do mundo”. (Ellen White, Atos do Apóstolos, p. 67).

Desafio: Escreva numa folha de papel quais foram os resultados obtidos por você ao aceitar o evangelho. Se sentir dificuldade, faça o teste com outra pessoa e reflita sobre suas descobertas.

Comentários do Facebook

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Whatsapp: (027) 99777-2514 - Thiago Oliveira

Além disso, verifique

Comentários para Adolescentes: Lição 08 – As Duas Testemunhas – 18 a 25 de Agosto 2018

  SÁBADO A ATARDE – 18 DE AGOSTO 2018 – O TOM DE VOZ DE …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!