Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA JOVENS / Comentários para Jovens: Lição 10 – Estados Unidos e Babilônia – 02 a 09 de Junho 2018

Comentários para Jovens: Lição 10 – Estados Unidos e Babilônia – 02 a 09 de Junho 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 



SÁBADO  A TARDE – 02 DE JUNHO 2018 – PRÉVIA DA SEMANA

Comentário por Gleyston Max

“E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro. ” (Daniel 12:1, Almeida Corrigida Fiel)

A interpretação Escatológica Adventista (Termo teológico que trata do destino final do homem e do mundo) apresenta alguns personagens com papéis significativos no futuro. Entre eles está a Besta que emerge do mar, identificada como Roma Papal, vista também em Daniel 7:4-6 (o chifre pequeno). Outro personagem ainda é a besta que emerge da terra, a qual os adventistas do sétimo dia associam à aos Estados Unidos da América (EUA).

Essas figuras representadas em Apocalipse 13 são os instrumentos usados pelo dragão (Satanás) para “tentar” obter sucesso contra Deus e contra os planos do Eterno. O capítulo em questão forma uma unidade temática com o 12. OS dois instrumentos constituem todo o conteúdo do capítulo 13, onde a primeira parte apresenta a besta que emerge do mar (vv. 1-10) e a besta que emerge da terra (vv. 11-18).

Se você ler o texto com atenção perceberá que no fim do capítulo 12 (De acordo com algumas versões) o dragão propõe guerra contra a descendência da mulher, ou seja, as bestas do capítulo 13 entram em ação após a declaração de batalha feita pelo dragão ao povo de Deus. Devemos entender a construção dessa narrativa como um desdobramento do grande conflito que alcança a igreja verdadeira nos últimos dias.

Nesta semana iremos estudar o capítulo 13 do livro do Apocalipse, entender seu significado e acima de tudo, perceber como esses eventos descritos podem nos ajudar a estar preparados para os últimos acontecimentos dessa terra. Bons Estudos!

Pense: “E esta é a religião que os protestantes estão começando a encarar com tanto agrado e que finalmente se unirá com o protestantismo. Esta união não será, porém, efetuada por uma mudança no catolicismo, pois Roma não muda. Ela declara possuir infalibilidade. É o protestantismo que mudará. A adoção de ideias liberais, de sua parte, o conduzirá ao ponto em que possa apertar a mão do catolicismo” (Ellen G. White, Eventos Finais, p. 130).

Desafio: Separe o dia de hoje para ler e meditar no capítulo 13 do livro do Apocalipse, se precisar leia mais de uma vez a passagem para que seu estudo fique mais atrativo!


DOMINGO, 03 DE JUNHO 2018 – O REI SUPREMO

Sem nenhuma dúvida, um dos países mais desenvolvidos do mundo (se não o maior) é o EUA. Muitos elementos da cultura estadunidense são exportados para outros lugares do mundo. Seu status e poder permitem que a nação ocupe a atenção do mundo inteiro. Sua economia e política interferem em muitas decisões mundiais. Entendendo o papel que esse país irá desempenhar nos acontecimentos dos últimos dias nos ajuda na preparação para tempo do fim. Todavia, antes de qualquer coisa, é necessário decodificar o papel da primeira besta (emergiu do mar).

Lemos no primeiro verso do capítulo 13 a afirmação que a besta surgiu do mar. Em profecia o termo “águas” significa povos, multidões, nações (17:15). Percebendo a figura como Roma Papal, podemos afirmar que esta besta surgiu de uma região grandemente povoada, situação que descreve a Europa da Idade média. Esta besta associasse com o chifre pequeno de Daniel 7, porém, alguns estudiosos afirmam que vai além disso, ela incorpora todos os elementos contrários a Deus. Por exemplo, a besta é semelhante ao leopardo, com pés de urso, boca de leão, dez chifres, sete cabeças, possui uma boca que profere blasfêmias, age por 42 meses, combate e vence os santos. A visão de Daniel 7 apresenta os animais que constroem a besta de Ap. 13. (1) Leopardo, (2) Urso, (3) leão, e sem falar no quarto animal que, a princípio, possui dez chifres no qual o chifre pequeno profere blasfêmias, ele age por três tempos e combate e vence os santos. Percebeu as semelhanças?

O livro de Daniel, logicamente, não possui todos os elementos apresentados em Apocalipse, pois afinal, o livro profético do NT tem o objetivo de expandir o que foi revelado à Daniel. O profeta escreveu num contexto e época diferente de João e isso clarifica essas diferenças. Porém, uma coisa fica clara em ambos os textos: Deus como soberano do universo revela o futuro para que Seu povo não se perca, mas seja sábio e descubra como lidar com os acontecimentos dos últimos dias. Acredite na profecia e seja salvo!

Pense: “Na conclusão do conflito, todo o cristianismo ficará dividido em dois grandes grupos: Os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, e os que adoram a besta e sua imagem, e recebem o seu sinal” (Ellen White, Conselhos para a Igreja, p. 39).

Desafio: Leia hoje o capítulo 7 de Daniel e tente perceber os paralelos existentes entre a visão do livro e a besta que emerge do mar.


SEGUNDA, 04 DE JUNHO 2018 – ACONTECIMENTOS INESPERADOS

Diferentemente da primeira besta, a segunda emerge da terra, ou seja, aparentemente uma região menos povoada da terra, que se encaixa perfeitamente na América do fim do século XVIII. É perceptível que essa besta faz parte da trindade falsa (visto nas lições anteriores), pois ela é apresentada como parecendo um cordeiro, porém, falando como um dragão.

A figura exerce o mesmo poder da primeira besta e faz com que todos a adorem. Segundo alguns estudiosos, a referência aos últimos dias é apropriada a besta da terra, pois sua atuação se torna mais intensa depois de 1800. Foi precisamente em 1798 quando a primeira besta sofreu uma ferida mortal. Os EUA também começaram a ser guiados por sua constituição depois da declaração dos direitos em 1791.

Essa besta possui ainda uma característica importante que deve ser lembrada. Desde o descobrimento das Américas e criação do que veria a ser os EUA, existe no imaginário coletivo dos Estadunidenses, a imagem de que eles foram surgiram como nação para serem os guias do mundo e protetores da ordem. Em outras palavras, essa nação acredita que possui um papel importantíssimo a desempenhar no tempo do fim.

São muitas outras coisas que poderiam mostrar como os EUA se encaixa na profecia de Apocalipse 13, porém, prefiro encerrar a lição de hoje relembrando como o estudo dessas profecias ajudarão você a estar preparado para os acontecimentos finais da história. Essas mensagens de Deus vão manter firmes em seu coração a fé, a coragem e o conforto necessário para vencerem a prova e estarem em pé na vinda do verdadeiro cordeiro de Deus. Deus o abençoe e o faça amar a Bíblia e as profecias.

Pense:Há necessidade de um estudo mais acurado da Palavra de Deus; especialmente Daniel e Apocalipse devem merecer atenção, como nunca dantes na história de nossa obra. Talvez tenhamos menos a dizer a certos respeitos, quanto ao poder romano e ao papado, mas devemos chamar atenção ao que os profetas e apóstolos escreveram pela inspiração do Espírito de Deus” (Ellen White, Evangelismo, p. 577).

Desafio: Há necessidade de um estudo mais acurado da Palavra de Deus; especialmente Daniel e Apocalipse devem merecer atenção, como nunca dantes na história de nossa obra. Talvez tenhamos menos a dizer a certos respeitos, quanto ao poder romano e ao papado, mas devemos chamar atenção ao que os profetas e apóstolos escreveram pela inspiração do Espírito de Deus” (Ellen White, Evangelismo, p. 577).


TERÇA, 05 DE JUNHO 2018 – PRESERVANDO ATÉ O FIM

Uma questão que não pode ser esquecida no estudo da passagem de Apocalipse 13 é a adoração. Como já foi dito anteriormente, o dragão, a besta do mar e a da terra são figuras que tem por objetivo falsificar a imagem da trindade, e fatalmente receber a adoração destinada somente à Deus. Na realidade, esse é o ponto central do grande conflito, fato que dividirá a humanidade entre os que adoram a Deus ou o dragão.

Alguns estudiosos apresentam o capítulo 3 do livro de Daniel possuindo muitos paralelos com Apocalipse 13. A narrativa construída no livro profético do AT é sobre o tema da adoração sobre a imagem do rei Nabucodonosor no campo de “Dura”. Alguns termos apresentados indicam elementos escatológicos que também aparecem em Apocalipse 13, como: o verbo “adorar”, o termo “decreto”, o termo “nações, nações e língua”. Ao estudar a profecia descobrimos a adoração envolvendo todas as nações, a humanidade inteira, vemos um decreto onde ninguém poderá comprar ou vender se não tiver a marca da besta (decreto dominical). Além disso, esse mesmo decreto estabelece morte para quem não adorar a imagem da besta. Percebe como há paralelos entre um capítulo e o outro?! Quando o decreto dominical for implantado, será levantada a imagem da besta e o fôlego de vida lhe será comunicado. Esteja preparado!

Quem você quer adorar? A Deus ou a Satanás? Naquele momento decisivo na história final onde teremos que escolher entre a vida e a morte, só decidirá por Jesus, quem fica ao seu lado hoje. Escolhemos Jesus hoje quando fazemos a sua vontade, mesmo que isso signifique negar nossos próprios desejos. Espero que o Espírito Santo trabalhe com você nesta semana e que sua decisão seja por Deus. Se for difícil, persevere e você receberá a coroa da vida, Deus o abençoe!

Pense: “Muitos têm deixado o convite evangélico passar desatendido; foram provados e experimentados; mas enormes obstáculos, qual montanhas, pareciam avolumar-se diante deles, obstruindo-lhes o progresso. Por meio de fé, perseverança e coragem, muitos transporão esses entraves e avançarão para a gloriosa luz” (Ellen White, Evangelismo, p. 692).

Desafio: Leia o capítulo 3 de Daniel e procure perceber os paralelos que ele possui com Apocalipse 13.


QUARTA, 06 DE JUNHO 2018 – EM DIREÇÃO AO FIM

Outro componente importante no contexto do tempo do fim é a união do poder civil e religioso. O termo “imagem”, que significa “semelhança” da besta (Ap. 13:15), nos revela essa conexão, pois quando o protestantismo na América procurar instrumentos para obrigar determinada postura religiosa estará copiando a primeira besta. Lembra como o catolicismo utilizou o poder civil para realizar suas vontades na história?! Isso vai voltar a acontecer, o protestantismo promoverá uma ação que ratificará o poder do papado, que como já apresentado anteriormente, pretenderá mudar os tempos e as leis.

A história tem mostrado como os elementos que distinguiam o catolicismo do protestantismo têm sido superados. A igreja católica alega que o que os separou desde o tempo da reforma pode ser superado pela graça que Jesus oferece. Não se enganem, o poder de Roma Papal, pode parecer pretender uma inclinação para a paz mundial e erguimento do mundo, porém, essa roupagem esconde seus verdadeiros desejos, que a profecia desmascara: ela procura o domínio, a autoridade e o poder, ser semelhante ao altíssimo. Perceba como a atual liderança papal parece transparecer uma imagem popular, criando assim vínculo com as nações. O contexto está sendo construído para a concretização final da profecia.

Você está preparado para o que, em breve, surgirá. Está preparado para enfrentar, junto com o poder do Espírito Santo, a força do dragão agindo por meio da atuação das bestas? Eu espero e oro para que sim, pois acredite jovem, dentro de pouco tempo, muito pouco tempo, isso vai acontecer, “aquele que há de vir, virá e não tardará” (Hb 10:37). A imanência da volta de Jesus não deve nos trazer medo, mas confiança na mão que sustentou os três jovens diante de Nabuconodor e também nos susterá diante do dragão, acredite!

Pense: “Quando as principais igrejas dos Estados Unidos, ligando-se em pontos de doutrinas que lhes são comuns, influenciarem o Estado para que imponha seus decretos e lhes apoie as instituições, a América protestante terá então formado uma imagem da hierarquia romana, e a inflição de penas civis aos dissidentes será o resultado inevitável. ” (Ellen White, Eventos Finais, p. 131)

Desafio: Separe o dia de hoje para orar por sua preparação, peça a Deus que o ajude a estar em pé no dia em que todas as coisas começarem a acontecer.


QUINTA, 07 DE JUNHO 2018 – PRONTOS OU NÃO, AQUI VAMOS NÓS!

Mais importante do que reconhecer o que deve ocorrer no futuro é estar preparado quando tudo começar a acontecer, não é verdade?! Alguns amigos meus ficam preocupados (até assustados) quando leem alguma notícia sobre reuniões, envolvendo os líderes religiosos mundiais, que apresentam como pauta a união das igrejas e algumas decisões para um possível decreto dominical. Por mais que devemos ficar atentos com os acontecimentos, precisamos lembrar de que a preparação é mais importante. Fiquemos atentos para não espalhar o sensacionalismo, ao invés das mensagens angélicas. Não interessa se Jesus vai voltar amanhã, daqui uma semana, mês, ano, ou década, mas o que vale realmente é estarmos prontos quando isso acontecer. A profecia foi dada não apenas para nosso conhecimento, mas para nossa preparação.

Nossa fé será provada tão ferozmente num futuro próximo e talvez nunca tivemos um conhecimento adequado sobre isso, tal postura indiferente diminui nosso desejo constante de preparação. Talvez hoje percamos nosso emprego por causa do sábado, sejamos abandonados por pessoas que amamos por decidirmos por Cristo. Talvez até mesmo a morte seja nos apresentada quando escolhemos seguir a Deus, porém, por mais que isso seja duro e difícil de suportar, virá um momento de prova futuro incomparável e somente aqueles que estiverem preparados se manterão firmes. Gosto de pensar que as provas que suportamos hoje, além de mostrar para o mundo e o universo que confiamos em Deus independente do que enfrentamos, também nos auxilia na preparação para momentos difíceis no futuro. As provações nos revelam a realidade do mal, estimulam nosso desejo pelo bem e nos aproximam de Cristo.

A proximidade com Cristo é o único caminho possível para a vitória na provação. Temos força e coragem do céu para caminhar, mas acima de tudo, entendemos que Ele está no controle do universo, nada escapa à Sua a mão. Em breve, Ele irá concluir a obra que começou desde a queda. Gosto de pensar na imagem de Deus como um Pai ansioso em se encontrar conosco, seus filhos amados. Ore ao Espírito Santo para que seu coração também anseio por encontrar com o seu criador e Senhor.

Pense: “Individualmente e como um povo temos uma solene obra perante nós. Há uma preparação diária do coração e mente a ser conseguida a fim de que sejamos preparados para cumprir os propósitos de Deus para nós. Os perigos dos últimos dias estão sobre nós, e neste tempo estamos determinando qual será nosso destino para a eternidade. Individualmente devemos formar caráter que suporte o teste do juízo. ” (Ellen White, Olhando para o Alto, p. 302).

Desafio: Separe o dia hoje para meditar no que estudou durante a semana, e perceba como essa verdade aquece seu coração e o motiva.


SEXTA, 08 DE JUNHO 2018 – O CORDEIRO QUE AGE COMO DRAGÃO

A autora do trecho da lição dos jovens Arlene Thomson, afirmou: quem diria que um país como os EUA, que desde suas origens apoiou a liberdade e a igualdade religiosa, chegaria a um ponto de limitar as decisões pessoais de indivíduos que escolhem posições diferentes as suas, e pior ainda, os persegue. Olhar por essa perspectiva fortalece nossa fé na palavra e na profecia, pois mesmo que tudo pareça contrário, se a palavra de Deus disse devemos confiar.

Como já apresentado, o EUA se unirá ao catolicismo para estabelecer um dia de descanso constituído pelo dragão e não por Deus. Talvez você esteja vivo quando isso acontecer, você deve decidir por Deus e obedecer suas ordens. A palavra de Deus aconselha que quando tudo começar a ocorrer, os cristãos verdadeiros devem ouvir a voz “sai dela, povo meu” e obedecer.

Não devemos fazer parte do grupo que almeja destronar a Deus e colocar Satanás em Seu lugar. Não somos enganados com o cordeiro que, na realidade, é um dragão (Ap 13:11). Fomos resgatados pelo verdadeiro cordeiro que tira o pecado do mundo e é a Ele que obedecemos. Somos filhos de Deus, seus herdeiros e jamais nos curvaremos aos ditames do inimigo, mas seguiremos o cordeiro aonde for, mesmo que o caminho seja o vale da sombra e da morte, não temeremos, pois a nossa frente está o rei dos reis, o Senhor dos Senhores, e com ele não precisamos ter medo de nada, pois a vitória é certa.

Pense: “Deus tem na Terra uma igreja que está erguendo a lei pisada a pés, e apresentando aos homens o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (Ellen White, Eventos Finais, p. 43).

Desafio: Esse é o dia da preparação, medite nas lições aprendidas da semana e se prepare para ir à igreja amanhã, adorar o verdadeiro digno de receber toda honra, glória e a adoração.

Comentários do Facebook

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Whatsapp: (027) 99777-2514 - Thiago Oliveira

Além disso, verifique

Comentários para Adolescentes: Lição 08 – As Duas Testemunhas – 18 a 25 de Agosto 2018

  SÁBADO A ATARDE – 18 DE AGOSTO 2018 – O TOM DE VOZ DE …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!