Novidades
Início / COMENTÁRIOS PARA JOVENS - 3° TRIMESTRE 2018 / Comentários para Jovens: Lição 12 – Babilônia e o Armagedom – 16 a 23 de Junho 2018

Comentários para Jovens: Lição 12 – Babilônia e o Armagedom – 16 a 23 de Junho 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 



SÁBADO A TARDE – 16 DE JUNHO 2018 – PRÉVIA DA SEMANA

“E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra” (Apocalipse 17:5, Almeida Corrigida Fiel).

O livro do Apocalipse mostra, a partir do capítulo 15, sete flagelos que consumam a cólera de Deus, as quais devem acontecer nos últimos dias. Quando o sexto flagelo (Capítulo 16) é apresentado a batalha do Armagedom aparece junto na narrativa do livro. Os reis do mundo inteiro serão ajuntados pelo dragão, pela besta e pelo falso profeta no lugar que significa “montanha onde as tropas se reúnem”, ou como a lição descreve “monte de Megido”.
Aparentemente, é revelado que o poder civil mundial estará a disposição de satanás e do sistema religioso levantado por ele. O mundo inteiro será ajuntado para a batalha do “grande Dia do Deus Todo-poderoso”. O único lugar em que a expressão em questão aparece é no Apocalipse. Há certa especulação entre estudiosos com respeito a batalha, e por isso, torna-se necessária uma explicação mais ponderada entre as interpretações existentes.
Nesta semana, iremos estudar sobre a batalha do Armagedom e suas consequências para aqueles que estiverem vivendo no tempo do fim. Como já estudamos: nossa preparação para a crise que virá é tão importante quanto conhecer o que vai ocorrer, todavia, o conhecimento correto das profecias aviva nosso coração, nossa fé, nos aproxima de Deus e nos faz estar mais alicerçados na palavra de Deus.

Pense: “Todo o mundo estará em um ou no outro lado da questão. Será travada a batalha do Armagedom. E nesse dia nenhum de nós deverá estar dormindo. Precisamos estar bem despertos, como as virgens prudentes, tendo azeite em nossas vasilhas com nossas lâmpadas. O poder do Espírito Santo deve estar sobre nós, e o Capitão do exército do Senhor estará à frente dos anjos do Céu para dirigir a batalha” (Ellen G. White, Eventos Finais, p. 250).

Desafio: Aproveite o dia para se situar no contexto bíblico da lição, lendo cuidadosamente, e mais de uma vez, o capítulo 15 e 16 do livro do Apocalipse.


DOMINGO, 17 DE JUNHO 2018 – FIM DOS DIAS?

Um dos elementos inseridos na profecia apocalítica é a certeza de uma perseguição, a qual deverá ser suscitada pelo dragão contra o povo remanescente de Deus. Os profetas antigos, os apóstolos do Senhor do primeiro século e os heróis da reforma na Europa enfrentaram fortes atrocidades por aceitarem ser fieis a Deus e a Sua palavra.

Mas será que devemos esperar até o “fim dos dias”, para sermos perseguidos? Todo o cristão verdadeiro responderia a essa pergunta com um contundente: não! Pois os que são fiéis, atualmente já enfrentam lutas e provas criadas por satanás. Muitos perdem o respeito da família e dos amigos, pois decidiram seguir uma denominação religiosa que guarda os ensinamentos da Bíblia; outros perdem o emprego e o sustento de sua família por causa da aceitação do selo de Deus, aliás, alguns deixam até sonhos passados pois decidiram seguir a palavra de Deus. Nesses momentos difíceis, o inimigo tenta constantemente para que o cristão desista da escolha. Hoje enfrentarmos muitas perseguições, porém, será nos últimos dias que elas se tornaram muito mais agressivas. Você está preparado? Acredite, as provações enfrentadas hoje com fé, nos estão preparando para as descritas na profecia. Me torno forte hoje vencendo as tentações para ser forte amanhã.

Outra verdade preciosa é a de que nosso inimigo já está vencido e julgado. Em breve, o senhor do Universo dará um fim as calamidades e perseguições; logo a dominação romana (a grande meretriz e a primeira besta) será destruída para sempre. Isso é uma promessa divina. Diante das lutas e provas, se mantenha firme na palavra, pois em breve, tudo irá terminar e a promessa se transformará em realidade. Pois quem fez a promessa é fiel.

Pense: “Os poderes do mal não capitularão no conflito sem uma luta. Mas a Providência Divina tem uma parte a desempenhar na batalha do Armagedom. Quando a Terra for iluminada com a glória do anjo de Apocalipse 18, os elementos religiosos, bons e maus, despertarão do sono, e os exércitos do Deus vivo pôr-se-ão em campo” (Ellen White, Eventos Finais, p.251).

Desafio: Aproveite o dia para meditar na leitura adicional recomendada pela lição: Ellen G. White, O grande conflito, capítulo 37, “Nossa única salvaguarda”. Disponível pela internet no Centro de Pesquisa Ellen G. White.


SEGUNDA-FEIRA, 18 DE JUNHO 2018 – ARMAGEDOM

Muitas guerras horríveis já ocorreram no decorrer da história do planeta, um exemplo bem próximo a nós foi a Segunda Guerra Mundial, marcando o extermínio de milhões de judeus e inumeráveis atos satânicos. No entanto, a batalha do Armagedom será incomparável. No Apocalipse, Armagedom não é um determinado local na Palestina, mas o mundo inteiro. Alguns até defendem a ideia de que essa batalha será a luta entre duas montanhas: Sião e Armagedom, refletindo assim o caráter de contrafação. Será uma luta religiosa e não uma batalha política e econômica. O povo de Deus estará no centro da batalha, e muitos serão mortos.

A narrativa da batalha do Armagedon iniciasse citando três espíritos imundos, que saem da boca do dragão, da besta e do falso profeta. São esses seres que ajuntam os reis do mundo inteiro. Um paralelo entre os capítulos 13 e 14 do livro, mostra que esses três espíritos seriam anjos caídos, uma contrafação dos anjos das três mensagens angélicas. Eles representam as religiões que difundem um sistema de culto contrário ao estabelecido por Deus. Tanto em Apocalipse 13:14 e 16:14 os sinais e prodígios realizados pela besta e pelos demônios, criam paralelos entre eles. Ambas marcam a iniciativa do poder religioso buscando união com o poder político.

Existe certa discordância em quando acontecerá essa batalha, se antes ou depois das pragas. O doutor Vanderlei Dorneles afirma que a batalha do Armagedom começará antes das pragas com a segunda besta e se estenderá até a volta de Jesus. A batalha será difícil para os santos; muitos deles não resistirão e descansarão no Senhor, porém, a verdade que defendem e guardam, por fim, será restaurada. Logo, os santos desempenharão um papel importante na batalha, eles têm o objetivo de restaurar a verdade de Deus. De que lado você quer está? Do Lado dos justos ou ímpios? A preparação para o fim deve começar hoje, pois será tão feroz que somente uma entrega ao Senhor genuína e constante poderá nos permitir estar de pé naquele dia.

Pense: “Em breve será travada a batalha do Armagedom. Aquele em cuja vestimenta está escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores, conduz os exércitos do Céu montados em cavalos brancos e vestidos de linho fino, branco e puro. Apocalipse 19:11-16” (Ellen White, Eventos Finais, p. 251).

Desafio: Aproveite o dia de hoje para meditar na leitura adicional recomendada pela lição: Ellen G. White, O Grande Conflito, capítulo 38, “O último convite divino”. Disponível pela internet no Centro de Pesquisa Ellen G. White.


TERÇA-FEIRA, 19 DE JUNHO 2018 – UMA ALEGORIA DO FIM

Muitos especialistas têm utilizado a história de Elias no Monte Carmelo como referência à batalha do Armagedom. No monte, Elias era o único representante do Deus verdadeiro e centenas de profetas representavam o dragão. Ele conhecia o Deus a quem servia e ali ficou revelado para todo o povo Aquele que deveria ser adorado.

A batalha do Armagedon, da mesma maneira, será uma batalha onde a adoração estará no centro. De um lado o cordeiro e do outro o dragão. Na narrativa de 1 Reis 18 o povo havia abandonado a lei de Deus e estava seguindo deuses falsos. Elias foi levantado por Deus para mostrar quem de fato é o Senhor. Como dito anteriormente, o povo remanescente de Deus desempenhará um papel crucial no Armagedom, o de restaurar a verdade e o de desmascarar Babilônia. O povo remanescente pode ser considerado estando no mesmo lugar de Elias.

Não devemos ter medo das coisas que devem sobrevir sobre a terra, mas confiar na operação de Deus sobre os acontecimentos. Como ele livrou Elias e condenou os falsos profetas, assim será no fim. O fogo que caiu do céu, marcando quem era o Deus verdadeiro, é uma clara certeza de que a mão do Senhor estará sobre seus filhos nos últimos dias. Deus está conosco hoje e sempre, confie e lute para estar sempre ao Seu lado.

Pense: “Satanás empenhava-se em dissipar do mundo a luz divina, e pôs em jogo sua máxima astúcia para destruir o Salvador. Mas Aquele que não dorme nem tosqueneja, velava por Seu amado Filho. Aquele que fizera chover maná do Céu para Israel, e alimentara Elias em tempo de fome, providenciou em terra pagã um refúgio para Maria e o menino Jesus. E, mediante as dádivas dos magos de um país gentílico, supriu o Senhor os meios para a viagem ao Egito, e a estadia em terra estranha” (Ellen White, Desejado de Todas as Nações, p. 36).

Desafio: Escreva uma lista de atividades que em sua opinião podem ser realizadas no sábado!


QUARTA-FEIRA, 20 DE JUNHO 2018 – ARMAGEDOM: O FIM DOS TEMPOS

O povo fiel de Deus deve estar sempre alerta e vigilante para os enganos que podem aparecer. O inimigo de Deus procura sempre apresentar quadros que pervertem a palavra de Deus, incluindo a profecia. Satanás se utiliza de todos os meios possíveis para desviar nossa atenção do “assim diz o Senhor”. Quando consegue atingir esse objetivo, tem maior força para nos destruir.
Em todas as épocas, satanás procura maneiras mais eficazes para manifestar sua ira contra Deus. Em todos os momentos, o povo escolhido de Deus está no centro, pois é fazendo o remanescente desprezar a palavra e duvidar de seu criador, satanás alcança vitória. E sem falar que longe de Deus, o ser humano encontrasse vulnerável.
Porém, não tenha medo, pois em Cristo somos mais que vencedores. O dragão pode tentar destruir o corpo, mas, não consegue destruir a alma de alguém que se mantém aos pés do cordeiro. Temos a nossa disposição uma força, que muitas vezes não compreendemos. A palavra de Jesus, “eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos”, no monte da ascensão, nos relembra diariamente a certeza de nossa vitória, pois quem batalha por nós é o Senhor dos exércitos. Confie e busque o Senhor continuamente e desfrute das bênçãos da vida eterna.

Pense: “Sou instruída a dizer aos adventistas do sétimo dia em todo o mundo: Deus chamou-nos como um povo para sermos-Lhe particular tesouro. Ele designou que Sua igreja na Terra esteja perfeitamente unida no Espírito e conselho do Senhor dos exércitos até ao fim do tempo” (Ellen White, Eventos Finais, p. 55).

Desafio: Aproveite o dia de hoje para orar por alguém que você conhece e gostaria que estivesse no céu ao seu lado.


QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO 2018 – PRONTOS E ALERTAS!

O exemplo de Elias no monte Carmelo diante dos falsos profetas pode ensinar outras lições além daquelas apresentadas ontem. Entre elas, está a aparência do mal diante do poder de Deus. Muitas vezes, nosso olhar não consegue enxergar além das dificuldades, provas e sofrimentos. Às vezes pensamos que estamos sozinhos quando na realidade temos um exército celestial a nossa disposição. Mesmo que Elias estivesse diante de um exército de falsos profetas, ele sabia que a quantidade nem sempre significa muito, pois Deus não vê como o homem vê. Consequentemente, o servo fiel de Deus aprende a olhar como o Seu senhor, com os olhos da fé.

Outra lição é a convicção de que todos os sinais e prodígios ocorridos sobre o monte Carmelo não foi obra humana, mas divina, e por isso, toda glória e honra deve ser dada a Deus, o verdadeiro autor de toda benção. Não devemos nos gloriar com os presentes que a vida nos concede, muito pelo contrário, precisamos entender a misericórdia de Deus e usar nossa benção para abençoar outros.

Mas como ser tão fiel e corajoso como Elias? Essa pergunta incomoda a muitos, porém, todos nós podemos ser como ele foi, na realidade, podemos fazer mais coisas do que o profeta fez. O primeiro passo é orar em todo o tempo, pois é assim que nos aproximamos de Deus e das outras pessoas. O passo seguinte é estudar as Escrituras para conhecermos a vontade de Deus e receber poder. Em seguida, devemos compartilhar o que aprendemos para assim, pela graça de Deus, conseguirmos ser fiéis em tudo. Acredite jovem, você pode vencer as tentações, provas e lutas, pois todo o poder não é seu, mas do Eterno.

Pense: “Aquele que tem confiança em Deus estará apto a dizer com Paulo: “Posso todas as coisas nAquele que me fortalece.” Filipenses 4:13. Quaisquer que tenham sido os erros ou insucessos do passado, podemos, com o auxílio de Deus, levantar-nos acima deles. Podemos dizer com o Apóstolo” (Ellen White, Ciência do Bom Viver, p. 516).

Desafio: Aproveite o dia para reler o capítulo 16 de Apocalipse e memorizar as verdades aprendidas ali.


SEXTA-FEIRA, 22 DE JUNHO 2018 – BABILÔNIA E O ARMAGEDOM

Vivemos num momento crítico da história do mundo. Alguns se sentem privilegiados por terem nascido nos dias de hoje, porém, outros temem o futuro e preferem não estarem vivos quando tudo começar a acontecer. Qual o seu sentimento diante disso?

Um fato incontestável é a certeza de que o mundo vai de mal a pior. Os noticiários nos jornais, revistas, televisão e rádio desdobram todos os dias, que os dias são maus. Para estarmos preparados para o futuro em que o povo de Deus será perseguido, onde haverá uma batalha contra as força do mal, o maior de todos os segredos é estar vigilante e preparado para não ser pego de surpresa.
Deus deu a profecia para não ficarmos desavisados quanto ao futuro, e de nenhuma maneira devemos ficar indiferentes quanto à situação que vivemos. O contexto para o fim da história, incluindo a batalha do Armagedom está sendo montado, devemos estar preparados, sempre atentos.
O meu desejo é que você aprenda a amar a Deus constantemente e que seu conhecimento sobre a pessoas de Jesus e o seu ministério cresça em seu coração e naquele dia, quando as forças do mal forem vencidas, você esteja do lado de Cristo, a parte vitoriosa, e todos juntos, cantemos o cântico e Moisés e do Cordeiro. Deus te abençoe!

Pense: “Por que duvidas de Meu poder? Por que arrazoas em contradição às Minhas ordens? Tens a Minha palavra. Se creres, verás a glória de Deus. Impossibilidades naturais não podem impedir a obra do Onipotente. Ceticismo e incredulidade não são humildade. A crença implícita na palavra de Cristo, eis a verdadeira humildade, a verdadeira entrega de si mesmo” (Ellen White, Ciência do Bom Viver, p. 375).

Desafio: Esse é o dia da preparação, medite nas lições aprendidas da semana e se prepare para ir à igreja amanhã e levar um amigo junto.

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Menores): Guardas de Vestes Brancas – 24 de Novembro 2018

  Numa tarde de sábado, trinta desbravadores e seus líderes juntamente com outros adultos se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!