Novidades
Início / INFORMATIVO CRIANÇAS - 1° TRIMESTRE 2018 / Informativo das Missões (Crianças): Ele Venceu o Egoísmo – 28 de Abril 2018

Informativo das Missões (Crianças): Ele Venceu o Egoísmo – 28 de Abril 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 



Lucky ainda se lembra da discussão tensa em que se envolveu por causa de um pirulito de uva. Certo dia, ele queria muito comer um doce, embora estivesse resfriado. Por isso, pediu dinheiro à mãe que lhe deu um dólar. Em seguida, o garoto de 13 anos se dirigiu à confeitaria mais perto de sua casa, em Ebeye. Ele olhou em volta e escolheu seu doce favorito: um pirulito de uva pelo qual pagou 25 centavos.

Voltando para casa, Lucky desembrulhou o pirulito. Porém, quando ia colocá-lo na boca, Evan o impediu. “Ei, me dá seu pirulito!”, gritou o menino de três anos. O pedido não era incomum. Nas Ilhas Marshall, os amigos compartilham tudo, sendo considerado falta de cortesia recusar um pedido. Mesmo a goma de mascar que já foi mastigada é compartilhada. É comum que alguém masque e depois passe para outra pessoa.

Lucky, no entanto, não sentiu vontade de compartilhar o pirulito. Lembrando-se de que estava tossindo, disse com um tom de voz grosseiro:

– Não posso dividir, porque você pode ficar doente! Evan ficou chocado e furioso com o tom de voz de Lucky.

– Não gostei quando você falou de maneira tão grosseira, -reclamou, murmurando ainda algumas palavras ruins sobre Lucky e insistindo no pedido.

Então, foi a vez de Lucky ficar irritado. Sabia que havia se expressado mal, porém pensou: “É meu pirulito. Além disso, estava sendo legal porque não queria que Evan se contagiasse com a tosse.”

*A decisão de Lucky*

Um ano se passou. Certo dia, um convidado especial chegou à Escola Adventista de Ebeye. Walter John, pastor adventista em outra ilha, dirigiu uma Semana de Oração que tocou o coração de Lucky. O pastor falou sobre o Céu, onde Lucky viveria para sempre com Jesus. No fim da semana, o pastor apelou para que os alunos entregassem o coração a Jesus, e distribuiu algumas folhas de papel onde poderiam marcar seu interesse pelo batismo.

Lucky pensou: “Não quero morrer eternamente. Quero viver para sempre, especialmente viver com Jesus, Deus e outras pessoas.” Então, escreveu no pedaço de papel que queria ser batizado. Os professores ficaram felizes com sua decisão, mas disseram que precisavam da permissão dos pais dele, porque ele era muito jovem. Lucky ficou ansioso em perguntar aos pais que não pertenciam à Igreja Adventista. Porém, ambos disseram que ele poderia ser batizado, se acreditasse que estava fazendo o que era certo.

Lucky foi batizado com outros seis alunos em abril de 2017. Ao sair da água, Lucky se sentiu uma nova pessoa. “Eu me senti novo e leve!” disse Lucky, agora um estudante de segundo ano, de 15 anos, na escola adventista. “As pessoas me dizem que eu sou uma pessoa diferente. Antes eu era um garoto briguento e, às vezes, provocador. Mas agora não faço mais isso.”

*Nova chance*

Muitas vezes, quando as pessoas cometem erros, Deus lhes dá uma segunda chance. Lucky entendeu que cometeu um erro ao falar rudemente com seu amigo sobre o pirulito, e logo após o batismo ele teve uma segunda chance de responder de maneira mais gentil. Estava partindo pedaços de um pão e comendo-os, e sua melhor amiga, Eoata [pronuncia-se: YO-ta], perguntou se poderia ter um pouco de pão. As mãos estavam sujas, e ele se preocupou pensando que Eoata poderia ficar doente. Então, lembrou-se do pirulito e disse com um tom de voz amável: “Desculpe-me, mas não lavei as mãos.”

Eoata não se ofendeu. Apenas sorriu e mudou o tema da conversa. Feliz por ter sido batizado, Lucky também se diz alegre por poder viver para sempre com Jesus. “Jesus é meu Salvador, minha pedra angular”, disse ele. Lucky é um dos 240 alunos, principalmente de lares não-adventistas, que estudam na Escola Adventista de Ebeye. Parte da oferta do trimestre ajudará a escola a reformar as salas de aula para que outras crianças conheçam Jesus. Ficamos agradecidos por sua solidariedade.

*Assista ao vídeo sobre Lucky, no link: bit.ly/Lucky-Laik

*Resumo missionário*

• As Ilhas M

When a Boy Refused to Share His Partly Sucked Lollipop
Read story: http://bit.ly/lollipop-ebeye arshall têm poucos recursos naturais, e suas importações excedem às exportações em quase três vezes. Os produtos agrícolas incluem coco, tomate, melão, fruta-pão, frutas e galinha. A indústria consiste na produção de artigos de polpa de coco e artesanato, processamento de atum e turismo.

• Meninas e meninos de cerca de cinco anos desempenham tarefas domésticas. Idosos cozinham, fazem trabalhos manuais ou consertam ferramentas, moradias e embarcações.

Facebook Comments

sobre Escola Sabatina

Além disso, verifique

Jovens: Lição 08 – Adorem o Criador – 19 á 26 de Maio 2018

    “Então vi outro anjo, que voava pelo céu e tinha na mão o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chat-Online!