Novidades
Início / INFORMATIVOS DAS MISSÕES (CRIANÇAS) - 1° TRIMESTRE 2019 / Informativo das Missões (Menores): Ritual de Purificação – 02 de Fevereiro 2019

Informativo das Missões (Menores): Ritual de Purificação – 02 de Fevereiro 2019

Print Friendly, PDF & Email

 



O tio de Isaltina não estava nada feliz. Ele tinha muitos problemas no trabalho em Maxixe, Moçambique, e tentava descobrir o motivo pelo qual nada na vida parecia dar certo. Por isso, decidiu visitar um curandeiro. A resposta desse curandeiro foi simples: o avô, falecido há muitos anos, durante a guerra civil em Moçambique, desejava que seus ossos fossem removidos do túmulo e colocados na casa da família. Ele precisava reunir seus parentes para uma cerimônia especial. O curandeiro disse que, depois disso, o avô deixaria de incomodá-lo e seus problemas no trabalho terminariam.

O tio chamou os sobrinhos e outros parentes, e todos foram ao túmulo emprestado onde o avô estava enterrado. Ele cavou muito, mas não conseguiu encontrar os ossos. Finalmente, desistiu e resolveu continuar a cerimônia na casa da família. “Então, minha família organizou a cerimônia tradicional, embora não houvesse ossos em casa”, disse Isaltina, sobrinha de 19 anos.

Por ser a mais nova da família, Isaltina não pôde participar da cerimônia completa. Mas os pais lhe disseram que precisava participar da última parte: um banho especial. Os membros da família deviam despejar sobre o corpo baldes de água contendo folhas mortas e gravetos. O feiticeiro disse que, no futuro, esse banho protegeria cada membro da família contra a ira do avô.

Entretanto, Isaltina recusou-se a tomar o banho. Recentemente ela havia sido batizada na Universidade Adventista de Moçambique, onde estudava e não fazia sentido algum tomar o tal banho. A mãe ficou furiosa. “Algo ruim acontecerá a você porque recusou se banhar nessa água, disse. E não vou ajudá-la!”

Isaltina não se preocupou. Havia aprendido na escola que os mortos não causam problemas aos vivos: “Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos nada sabem; para eles não haverá mais recompensa, e já não se tem lembrança deles. Para eles o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram; nunca mais terão parte em nada do que acontece debaixo do sol” (Ec 9:5, 6).

“Acreditar que há vida após a morte contradiz a Bíblia que ensina que os mortos não sabem nada”, diz. “A morte é como um sono profundo. De qualquer forma, um banho não pode proteger ninguém de nada. O único que pode proteger as pessoas é Deus.”

Algo ruim aconteceu com Isaltina depois que ela se recusou a tomar banho. A sua família disse que não mais custearia seus estudos na Universidade Adventista, localizada a nove horas de carro da sua casa na cidade da Beira. Foi avisada de que, quando não pagasse pelos estudos, ela seria expulsa do residencial da universidade onde morava e acabaria morando na rua.

Isaltina não sabia como conseguir dinheiro para continuar os estudos e orou a Deus pedindo ajuda. Ela também disse a seus colegas e professores sobre a decisão de sua família de não mais pagar as mensalidades. Ao chegar a época de fazer o pagamento, o diretor da universidade disse a Isaltina para não se preocupar. A universidade tinha decidido lhe conceder uma bolsa de estudos. Um casal que estudava na universidade convidou Isaltina para morar de graça em sua casa.

Isaltina agradeceu a Deus por haver providenciado meios para que ela permanecesse na universidade. Ela diz que sua vida nem sempre tem sido fácil, mas não culpa o avô por nenhum problema. “Qualquer coisa ruim que tenha acontecido comigo não é por causa do meu avô morto”, disse ela. “Essas coisas aconteceram como uma lição. Quando nos deparamos com desafios, nossa fé cresce e minha fé teve um crescimento significativo.”

Parte da oferta deste trimestre ajudará a ampliar a Universidade Adventista de Moçambique para que mais estudantes, como Isaltina, possam estudar lá. Muito obrigado por sua oferta.

COMO ISALTINA TORNOU-SE ADVENTISTA

Isaltina não sabe como chegou à Universidade Adventista de Moçambique. Quando a família a enviou para estudar em Beira, pensava que a universidade pertencia à religião da família. Por isso, ficou um pouco surpresa ao descobrir que estava num campus adventista.

Os alunos devem assistir aos cultos vespertinos, matutinos e do sábado. Inicialmente, ela se rebelou contra as regras. “No primeiro domingo que estava na universidade, queria ir à minha igreja, mas não recebi autorização da faculdade”, diz. “Eu estava muito zangada com a universidade e a igreja. Não tinha escolha a não ser ir à igreja no sábado e frequentar dois cultos diários.”

Passado algum tempo, ela pediu que um teologando a ajudasse a entender melhor a Bíblia. Recebeu uma série de estudos bíblicos de 20 lições e foi batizada no fim do segundo semestre. “Eu temia a reação dos meus pais, por isso demorei um mês para contar a novidade”, ela diz.

Seus pais aceitaram a decisão até ela se recusar participar do ritual de purificação do curandeiro. Recentemente, a mãe desistiu do propósito de não ajudá-la, e ajuda a comprar alimento.

“Oro por minha família”, diz. “Espero que algum dia todos aceitem Jesus.”

DICAS

• Encontre Moçambique no mapa.

• Enfatize às crianças que os mortos dormem e não podem interferir na nossa vida, ao contrário do que mostram os meios de comunicação, ou o que aprendem em casa.

• Assista ao vídeo sobre Isaltina no link: bit.ly/Isaltina-Homo.

 

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

8ºSáb (1°Trim19) Materiais Primários

  Contém 2 PPTs: 1 com a lição, 1 com o Informativo Mundial das Missões, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!!