Novidades
Início / INFORMATIVOS DAS MISSÕES (CRIANÇAS) - 1° TRIMESTRE 2019 / Informativo das Missões (Menores): Uma Mulher Chamada Pedro – 09 de Março 2019

Informativo das Missões (Menores): Uma Mulher Chamada Pedro – 09 de Março 2019

image_pdfFazer Downloadimage_printImprimir

 



Christine vive em Zâmbia. Quando os membros da igreja a veem vendendo roupas e louças ao lado da estrada, gritam: “Oi, Pedro! Como você está?” Os estranhos se espantam e perguntam: “Por que você se chama Pedro, sendo mulher?” Ela então conta sua história. Seus pais lhe deram o nome de Christine, mas ela se envolveu em um tipo diferente de trabalho antes de se encontrar com Jesus. Ela costumava fazer kachasu, uma cerveja caseira feita de açúcar e fermento, e vendê-la em sua cidade natal, Mazabuka, no sul de Zâmbia. Também tinha um segundo negócio: emprestar dinheiro a juros.

Notando que algumas pessoas tinham dificuldade em pagar o empréstimo no prazo, ela criou uma roupa especial a que chamou de “equipamento de luta”. Quando alguém não pagava, ela ia para casa e vestia uma camiseta e uma bermuda. Ela prendia firmemente a bermuda com um cinto, para que não caísse se ela tivesse que lutar. Então pegava uma faca afiada e um facão de aparência ameaçadora.

Vestindo seu equipamento de luta, Christine ia até a casa do devedor e batia na porta. Assim que o devedor via seu rosto sisudo e as armas, imediatamente permitia que ela entrasse em sua casa. Se ele não tivesse dinheiro, ela pegaria o que quisesse e o manteria consigo até que o empréstimo fosse pago. “Nunca precisei lutar com ninguém”, disse ela. “As pessoas tinham medo de mim. Quando me viam com a faca e o facão, deixavam que eu pegasse o que eu queria”, conta.

Christine se mostrava imponente em seu equipamento de luta. As pessoas a seguiam e aplaudiam quando ela deixava as casas dos devedores com aparelhos de som, televisão e motocicletas. Ela acreditava que fazia a coisa certa. “Quando via as pessoas aplaudindo, pensava que isso era muito bom”, diz. Christine fazia o mesmo ritual quando as pessoas não lhe pagavam a cerveja. Vestia o uniforme de luta e seguia para as casas. Após confrontar os devedores, voltava para casa, vestia seu traje normal, voltava a vender cerveja e a oferecer empréstimos.

Assim era a vida de Christine até que um evangelista adventista chegou à cidade. Christine assistiu às reuniões todas as noites e aceitou Jesus como Salvador pessoal. Mas, de repente, ela adoeceu. Não conseguia andar e ficou na cama por seis meses. Então, ouviu sobre outra série evangelística sendo realizada e ela desejou ser batizada, mais do que qualquer coisa. Incapaz de andar, pediu aos dois filhos adolescentes que a levassem para as reuniões em um carrinho de mão. Após as reuniões e estudos bíblicos, ela foi batizada.

“No dia seguinte ao batismo, consegui ficar de pé e andar. Foi impressionante”, relembra Christine.

Ela foi curada. Então, lembrou-se de sua velha vida de empréstimos a juros, fabricação de cerveja, e seu equipamento de luta. Sentiu-se envergonhada disso tudo, jogou fora a faca, o facão e os substituiu pela Bíblia. “Agora minha faca e facão são a Bíblia”, disse ela. “Os versos da Bíblia se tornaram instrumentos para ajudar os outros.” As pessoas ficam surpresas de que Christine possa ler a Bíblia. Ela estudou apenas até o 7º ano e fala Tonga, a língua nativa desse povo do sul da Zâmbia. Contudo, ela consegue ler a Bíblia em inglês.

“Quando conheci a Deus, pedi que me ajudasse a trabalhar para Ele”, disse ela, com ajuda de um intérprete. “Deus me ajudou a começar a ler em inglês embora não soubesse nem ainda saiba falar outra língua, além da minha. Mas, graças a Deus, posso ensinar e fazer qualquer trabalho da igreja.” Foi então que os membros da igreja começaram a chamá-la de Pedro. Quando estranhos perguntam por que ela é chamada de Pedro, ela os lembra da noite em que Jesus foi preso no Jardim do Getsêmani. “Simão Pedro, que trazia uma espada, tirou-a e feriu o servo do sumo sacerdote, decepando-lhe a orelha direita. (O nome daquele servo era Malco) Jesus, porém, ordenou a Pedro: ‘Guarde a espada! Acaso não haverei de beber o cálice que o Pai me deu?’” (Jo 18:10, 11).

“Assim como Pedro, no passado, eu usava uma espada”, disse Christine. “ porém, a coloquei de lado, pois, agora, eu uso a Bíblia.”

Dicas

• Encontre Zâmbia e a cidade de Christine Mazabuka, no mapa. A cidade de 35 mil habitantes no sul do país.

• Pergunte às crianças que personagem bíblico gostaria de ser e por quê.

• Assista ao vídeo sobre Christine no link: bit.ly/Christine-Mwiinga.

• Veja a foto de Christine (Pedro) na página 22.

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Adultos): Salvando Angola – 23 de Março 2019

Fazer DownloadImprimir  Paulo deixou a mãe extremamente zangada, quando abandonou o emprego e decidiu evangelizar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal da Escola Sabatina Online

Seja Bem-Vindo(a), Estude diariamente as Lições da Escola sabatina da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

× Fale Conosco!