Novidades
Início / LIÇÃO JOVENS - 1° TRIMESTRE 2019 / Jovens: Lição 01 – O Evangelho de Patmos – 29 de Dezembro 2018 a 05 de Janeiro 2019

Jovens: Lição 01 – O Evangelho de Patmos – 29 de Dezembro 2018 a 05 de Janeiro 2019

image_pdfFazer Downloadimage_printImprimir

 



ÍNDICES DOS TEMA DO 1° TRIMESTRE 2019

 

  1. O EVANGELHO DE PATMOS
  2. ENTRE OS CANDELABROS
  3. O POVO DE DEUS NAS CIDADES
  4. A ENTRONIZAÇÃO DO CORDEIRO
  5. OS SETE SELOS
  6. O SELAMENTO
  7. AS SETE TROMBETAS
  8. SATANÁS, UM INIMIGO DERROTADO
  9. SATANÁS E SEUS ALIADOS
  10. O EVANGELHO ETERNO
  11. AS SETE ÚLTIMAS PRAGAS
  12. JUÍZO SOBRE BABILÔNIA
  13. “FAÇO NOVAS TODAS AS COISAS”

“Feliz aquele que lê as palavras desta profecia e felizes aqueles que ouvem e guardam o que nela está escrito, porque o tempo está próximo” (Ap 1:3).


PRÉVIA DA SEMANA

O prólogo do Apocalipse introduz os temas principais do livro numa linguagem relativamente simples, descreve a revelação dada a João e como esses eventos se desdobrarão. Ele expressa a centralidade de Jesus Cristo em toda a obra e prepara o leitor para o que vai acontecer.


LEITURA ADICIONAL

Ezequiel 33:13; Mateus 18:21-35; 24:13; Lucas 8:12, 13; João 15:1-6; Colossenses 3:4; Hebreus 10:38; Apocalipse 3:5. Ellen G. White, Atos dos Apóstolos, capítulo 57: “O Apocalipse”


DOMINGO, 30 DE DEZEMBRO 2018 – O LEÃO, A FEITICEIRA E O GUARDA-ROUPAS

Em 2005, foi lançado o filme “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupas”, de C. S. Lewis, para o público infantil. O leão foi apresentado entre as comunidades cristãs como uma representação de Jesus, embora o intuito dos produtores tenha sido dar ao animal uma representatividade mais ampla. No filme, o leão dá a vida para salvar Edmundo, o traidor, e desfazer a maldição do inverno sem fim que havia sido lançada pela feiticeira sobre Nárnia.

O livro do Apocalipse foi escrito com analogias que claramente se dirigem à igreja cristã em todas as épocas. Ele tem sido considerado o livro mais enigmático da Bíblia. Ao longo dos séculos, diferentes interpretações têm sido apresentadas por diferentes denominações, o que tem causado bastante confusão na comunidade cristã. Algumas igrejas escolheram ignorar totalmente esse importante livro pelo fato de considerá-lo demasiadamente misterioso e difícil de entender.

Para compreender o Apocalipse e seus símbolos, primeiramente é preciso ter um bom conhecimento dos outros livros da Palavra de Deus. Somente no contexto das Escrituras podemos interpretar corretamente o simbolismo do Apocalipse. O apóstolo João escreveu esse livro para a igreja, ou seja, para os cristãos que já conheciam os ensinos básicos das Escrituras.

O Apocalipse pode ser compreendido? Sim! Se o estudarmos dispostos a cavar mais fundo as preciosidades das Escrituras. Dessa forma, a mensagem divina será compreendida e nos tornará mais sábios e fortalecidos na fé para enfrentar os eventos finais que sobrevirão ao nosso mundo.

Ellen White escreveu: “Aqueles que desejam luz precisam pesquisar as Escrituras comparando uma passagem com outra e suplicando a Deus a iluminação do Espírito Santo. A promessa é que aqueles que buscarem, encontrarão.”* E, nas bem-aventuranças, Jesus prometeu satisfazer os que têm fome e sede de justiça.

Que você e eu possamos ser satisfeitos ao nos alimentarmos da Palavra de Deus, e que nossos olhos sejam abertos para os mistérios do Apocalipse através de um estudo diligente e da iluminação do Espírito Santo.

* Ellen G. White, The Review and Herald, 6 de julho de 1911.

Paul Clarke › Orlando, FL, EUA

MÃOS À BÍBLIA

*1. De acordo com Apocalipse 1:1, 2, qual é o significado do título completo do livro? Tendo como base o título, sobre quem realmente fala o livro?*
___________________________________________________________________________

O texto de Apocalipse 1:1 declara o título do livro: “Revelação de Jesus Cristo”. A palavra revelação vem do termo grego apokalupsis (apocalipse), que significa “descobrir” ou “revelar”. O Apocalipse é uma revelação de Jesus Cristo; é tanto da parte Dele quanto sobre Ele. Embora ela tenha vindo de Deus por meio de Jesus Cristo (veja Ap 22:16), o livro testifica que Jesus também é o foco de seu conteúdo. O Apocalipse é Sua autorrevelação para Seu povo e uma expressão de Seu cuidado para com ele.


SEGUNDA-FEIRA, 31 DE DEZEMBRO 2018 – CORAGEM PARA OS DESANIMADOS

*Objetivo do livro (Ap 1:9).* Pessoalmente, vejo o Apocalipse como uma carta pastoral apaixonada cujo objetivo é dar esperança ao povo de Deus no tempo do fim. A revelação das coisas que em breve devem acontecer (Ap 1:1) foi transmitida ao apóstolo João na ilha de Patmos. João ficou exilado nessa ilha devido à perseguição do imperador romano aos cristãos. Lá, ele se preocupou com seus irmãos de fé. O livro é frequentemente mencionado como “a revelação de João”, contudo a identificação que o livro dá de si mesmo é “a revelação de Jesus Cristo”. Isso é significativo porque a revelação da Pessoa de Jesus em nossa vida nos transforma e afeta o destino de cada pessoa que a recebe.

Embora, inicialmente, João tenha endereçado sua mensagem às sete igrejas da Ásia Menor, na verdade, o livro todo pode ser visto como uma carta única que deve ser conhecida e lida por todos os cristãos em todos os tempos. Essa carta é de natureza apocalíptica. A palavra grega αποκάλυψη (apokalipso) significa descoberta, manifestação ou revelação das coisas previamente ocultas. A literatura apocalíptica não se ocupa apenas em revelar o que irá ocorrer no futuro desconhecido, mas também o que está ocorrendo no presente tempo em esferas desconhecidas para nós. O livro é mais do que uma revelação das coisas ocultas. Ele é essencialmente de natureza profética. As razões predominantes para seu estilo profético são proclamar o juízo iminente de Deus e promover a certeza de Sua promessa salvífica.

*Coisas escondidas e vistas (Ap 1:19; 2:3).* O livro do Apocalipse revela estruturas profundas do Universo. Essas estruturas não podem ser vistas nem mesmo com o mais poderoso telescópio espacial ou o mais poderoso acelerador de partículas. O Apocalipse as revela ao abrir a cortina e nos mostrar o mundo espiritual que não pode ser visto somente com os olhos humanos, um mundo de desespero e dor, mas também de esperança e promessa. Isso nos encoraja a perseverar e a permanecer fiel em tempos de conflito, guerras, escolhas e decisões entre a fidelidade a Deus ou a negação da fé em meio a uma cultura materialista, secularizada e ateísta. Há três verdades ocultas que todos devem reconhecer nas coisas presentes. A primeira é que para Deus não há nada escondido. Ele conhece tudo a nosso respeito: nossas lutas, nossos fracassos e nossos triunfos. A segunda é que a vitória é imperativa, e que ela é possível pelo sangue de Cristo. E, finalmente, que é importante dar ouvidos à direção do Espírito Santo em nosso viver.

Vemos também essas estruturas no início das visões de João, quando ele foi arrebatado até o Céu e lhe foram mostradas as coisas que ainda iriam acontecer (Ap 4:1). Ali no Céu, João viu um trono e nele Alguém estava assentado. Tudo o mais é descrito em relação a esse trono. Ao redor dele havia quatro querubins que repetiam: “Santo, santo, santo” (Ap 4:8) e 24 anciãos que se prostravam diante do trono e diziam: “Tu […] és digno” (Ap 4:11). Há um Deus Todo-Poderoso que rege o Universo, o Ocupante desse trono tem o direito de receber adoração porque Ele é o Criador de todas as coisas. O mundo não está fora de controle. Aquele que o criou ainda é Seu Soberano.

Depois, João viu um Cordeiro, em pé, no centro do trono, “que parecia ter estado morto” (Ap 5:6). Esse Cordeiro é o Leão de Judá, que venceu, e, portanto, tem a chave do plano de Deus para a História. Aqui está a segunda verdade estrutural profunda: a chave da História é essa metáfora mista do Leão vencedor que é o Cordeiro que foi morto: Jesus Cristo. Ele venceu a morte dando Sua vida para nos salvar. Ele ressuscitou porque é o Autor da vida. Aos Seus pés, os querubins e os anciãos também se prostravam e exclamavam: “Tu és digno” (Ap 5:9). Uniram-se, então, a ele

s todos os anjos: “Digno é o Cordeiro que foi morto” (Ap 5:12). Há uma verdade oculta que todos devem reconhecer nas coisas que estão por vir, e essa é que o trono de Deus ainda é o centro do Universo. Aquele que nele está assentado é poderoso para destronar e destruir todos os outros deuses que o mundo adora ou venha a prestar adoração.

*Abrir espaço para o Reino (Ap 11:19).* Para compreender o Apocalipse é preciso entender a natureza da esperança profetizada nele. Para os cristãos, a esperança não é um mero desejo; não é um dente que se coloca embaixo do travesseiro nem um cruzar de dedos. A esperança cristã é a certeza do cumprimento de uma promessa divina, firme e inalterável. Não é um sentimento, é um fato. Essa esperança não depende das circunstâncias e nunca será vencida pelo mal. Mesmo que o inimigo pareça estar vencendo, a batalha já foi ganha na cruz. Ela é um fato alicerçado na realidade da natureza profética do livro: “O reino do mundo se [tornará] de nosso Senhor e do Seu Cristo, e Ele reinará para todo o sempre” (Ap 11:15).

Gordon S. Jones › Houston, TX, EUA

 

MÃOS À BÍBLIA

O livro do Apocalipse também nos declara que seu propósito é revelar eventos futuros (Ap 1:1), a partir da época em que o próprio livro foi escrito.

*2. Leia Deuteronômio 29:29. Por que algumas coisas não são reveladas a nós? Qual é o propósito das coisas reveladas? Veja também Ap 22:7.*
___________________________________________________________________________

As profecias do Apocalipse relacionadas ao tempo do fim não são reveladas para satisfazer nossa obsessiva curiosidade quanto ao futuro. O livro revela somente os aspectos do futuro importantes ao nosso conhecimento. Eles são revelados para nos impressionar em relação à seriedade do que ocorrerá, a fim de que possamos perceber nossa dependência de Deus e, nessa dependência, obedecer a Ele.PENSE NISTO

  • Quais são alguns dos desafios desanimadores que você enfrenta como cristão?
  • Como você encontra encorajamento nas promessas divinas?

TERÇA-FEIRA, 01 DE JANEIRO 2019 – LIVRO SELADO?

“Muitos têm nutrido a ideia de que o livro do Apocalipse é um livro selado, e não dedicam tempo nem estudo aos seus mistérios. Dizem que devem continuar olhando para as glórias da salvação, e que os mistérios revelados a João na ilha de Patmos merecem menos consideração do que elas.

“Mas não é assim que Deus considera esse livro. Ele declara: ‘Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro; e, se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa e das coisas que se acham escritas neste livro. Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora’ (Ap 22:18-20, ARA).

“O livro do Apocalipse abre ao mundo o que já aconteceu, o que está acontecendo e o que irá acontecer; ele é para instrução nossa, sobre quem tem chegado o fim dos tempos. Deve ser estudado com reverência. Somos privilegiados por saber o que é para nosso conhecimento. Mas temos tratado a Palavra de Deus com a reverência que ela merece e com a gratidão que Deus gostaria de ver em nós? ‘Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra’ (2Tm 3:16, 17, ARA).

“O próprio Senhor revelou a Seu servo João os mistérios do livro do Apocalipse, e é propósito Seu que eles estejam abertos ao estudo de todos. Nesse livro são retratadas cenas que agora já estão no passado, e algumas cenas de interesse eterno que estão ocorrendo ao nosso redor; outras de suas profecias só terão cumprimento completo no final dos tempos, quando ocorrer o último grande conflito entre os poderes das trevas e o Príncipe do Céu.”*

* Ellen G. White, The Review and Herald, 31 de agosto de 1897

Dawn Forde Murphy › Weirsdale, FL, EUA

MÃOS À BÍBLIA

*3. O que as visões de Apocalipse 13:1, Daniel 7:1-3 e Ezequiel 1:1-14 têm em comum? Assinale a alternativa correta:*

A. ( ) Elas falam de quatro animais
B. ( ) Elas têm uma linguagem simbólica

Apocalipse 1:1 também declara: “Ele enviou o Seu anjo para torná-la [a revelação] conhecida ao Seu servo João” (NVI). Encontramos aqui uma expressão muito importante no livro. A expressão tornar conhecida é uma tradução da palavra grega semainō, que significa “mostrar por sinais simbólicos”. Essa palavra é usada na tradução grega do Antigo Testamento (a Septuaginta), na qual Daniel explicou ao rei Nabucodonosor que, pela estátua feita de ouro, prata, bronze e ferro, Deus “fez saber ao rei o que [haveria] de ser futuramente” (Dn 2:45).

PENSE NISTO

  • No mundo em que vivemos, o que você pode fazer para compartilhar o livro do Apocalipse de uma forma inovadora?
  • Se somos aconselhados sobre a importância de estudar o Apocalipse, por que vemos tão poucos interessados em estudá-lo?

QUARTA-FEIRA, 02 DE JANEIRO 2019 – VISÃO RECEBIDA EM UM VULCÃO

A paisagem rochosa de Patmos, uma ilha vulcânica situada na costa sudoeste da moderna Turquia, experimentou sua mais poderosa “erupção” na recepção sobrenatural de uma mensagem do Filho de Deus. Nessa ilha, no extremo norte do Dodecaneso (doze ilhas), no Mar Egeu, o discípulo que fez parte do círculo íntimo de Jesus esteve exilado por causa de sua inabalável fidelidade ao Senhor. Ali, João foi uma ilha figurada aprisionado numa ilha literal; solitário, separado dos outros onze apóstolos porque era o único que ainda estava vivo.

A maioria dos historiadores acredita que o Apocalipse tenha sido escrito em 95 d.C., perto do fim do reinado do imperador Domiciano. Diferentemente dos imperadores de sua época que esperavam ser aclamados como deuses depois que morressem, Domiciano já queria ser adorado em vida. Na tentativa de fazer os cristãos renunciarem a fé, ele se deparou com esse baluarte do evangelho que se recusou a prostrar-se perante um governante terreno.

Tácito menciona que era praxe romana exilar prisioneiros nas pequenas ilhas. Na época de seu exílio, João já era muito idoso e lhe seria difícil andar pelo terreno de Patmos. Mas ele confiou no Senhor crendo que Ele o ajudaria a passar pela provação (Ap 1:9).

Os cristãos que estavam sofrendo perseguição clamavam por algo que lhes desse esperança, e por meio do idoso discípulo, Cristo lhes enviou uma mensagem de vitória. Apocalipse 1:3 é a primeira promessa em uma série de sete “bem-aventuranças” ao longo do livro. Jesus estende essa oportunidade a todos. Ele convida o pecador a dar ouvidos às Suas palavras. Elas podem abrir nossos olhos espirituais e nos levar a desfrutar uma restauração permanente.

Tamra Clarke › Weirsdale, FL, EUA

MÃOS À BÍBLIA

*4. Leia Apocalipse 1:4, 5 e Romanos 1:7. Qual saudação comum encontramos em ambos os textos? Da parte de quem a saudação foi dada? Assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:*

A. ( ) “Graça e paz”; da parte de Deus.
B. ( ) “Felicidade e prosperidade”; da parte de Paulo.

Como podemos ver, a partir desses textos, os Doadores da graça e da paz são as três Pessoas da Divindade. Deus, o Pai, é identificado como Aquele “que é, que era e que há de vir” (veja Ap 1:8; 4:8). O Espírito Santo é referido como os “sete espíritos” (compare com Ap 4:5; 5:6). Sete é o número da plenitude.Jesus Cristo é identificado por três títulos: “a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o Soberano dos reis da Terra” (Ap 1:5).

PENSE NISTO

  • Quais são algumas das formas de decodificar os símbolos bíblicos?
  • A mensagem misteriosa do Apocalipse ainda é relevante para os cristãos de hoje?

QUINTA-FEIRA, 03 DE JANEIRO 2019 – SEU CORAÇÃO ESTÁ PRONTO?

O plano da salvação é oferecido a todo aquele que crê. A Palavra de Deus não volta vazia. O Senhor é fiel em cumprir Suas promessas (Is 55:11; 2Pe 3:9). João 14:1-3 apresenta a promessa da segunda vinda de Cristo a este mundo para buscar todo o que Nele crer. Os salvos terão o privilégio de morar em um lugar de paz, santidade e beleza. Isso está em contraste com a condição atual da Terra: um lugar que perdeu a harmonia, a cor e a esperança. Assim como no outono as folhas mudam de cor, murcham, secam e caem, o pecado tem causado o mesmo efeito na humanidade pecadora ao longo dos séculos.

Somente as plantas que estão enraizadas em solo fértil conseguem resistir aos ventos fortes, às chuvas e condições climáticas severas. Da mesma forma, nós precisamos estar enraizados e firmados em Cristo. Ele é o Único Ser que pode nos manter inabaláveis em meio às tempestades da vida.

Um pouco de poda é bom para nossos “galhos”. Tirar o excesso de folhas de uma árvore ajuda para que a luz solar possa trazer melhores benefícios à sua estrutura. Precisamos permitir que Cristo, o Sol da justiça, remova nossos pecados e tudo que esteja impedindo Sua luz em nossa vida. Jesus nos ordena amar nossos semelhantes, mas não amar as coisas deste mundo (1Jo 2:15-17). A poda é necessária para o crescimento espiritual. Ela remove o que é mau e nos mantém ligados ao Salvador. Por meio da oração e do estudo da Bíblia podemos produzir bons frutos e revelar Cristo às pessoas.

Opal Leighvard › Orlando, FL, EUA

 

MÃOS À BÍBLIA

A conclusão do prólogo do Apocalipse indica o verdadeiro foco de todo o livro: o retorno de Jesus em poder e glória.

*5. Leia Apocalipse 1:7, 8. O estilo das palavras desse texto é derivado de vários textos proféticos: Daniel 7:13, 14; Zacarias 12:10; Mateus 24:30. O que esses textos revelam sobre a certeza da segunda vinda de Cristo?*
___________________________________________________________________________

“Mais de dezoito séculos se passaram desde que o Salvador prometeu voltar. Ao longo dos séculos, Suas palavras têm enchido de ânimo o coração de Seus fiéis. A promessa ainda não foi cumprida: a voz do Doador da vida ainda não chamou os santos adormecidos de suas sepulturas; mas nem por isso deixa de ser segura a palavra proferida. Em Seu tempo, Deus cumprirá Sua palavra. Ficaremos fatigados hoje?” (Ellen G. White, The Advent Review and Sabbath Herald, 13 de novembro, 1913).

PENSE NISTO

  •   Apocalipse 22:16 diz que Jesus é “a resplandecente Estrela da Manhã”. Como você pode deixar que Sua Palavra entre na densa copa da árvore da sua vida e resplandeça através dela?

SEXTA-FEIRA, 04 DE JANEIRO 2019 – A SEGUNDA VINDA DE JESUS

Muitas vezes, ouvimos: “Estamos vivendo no fim dos tempos!” No entanto, talvez a maioria dos cristãos não entenda bem o conceito expresso nessas palavras. Alguns até questionam esse evento e dizem: “O que houve com a promessa da Sua vinda? Desde que os antepassados morreram, tudo continua como desde o princípio da criação” (2Pe 3:4).

O que torna o tempo de hoje diferente? Bem, a diferença está no fato de que o livro do Apocalipse é um dom que Deus promete àqueles “que leem e que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas” (Ap 1:3, ARA).

Na profecia, a História é exclusivamente revelada ao Seu povo, capacitando-o a entender o passado, reconhecer o presente e se preparar para o futuro. Jesus nos deixou várias profecias na Bíblia, mas uma que me chama a atenção é aquela em que Ele confortou os discípulos antes de Sua crucifixão. Ele os tranquilizou, dizendo que não ficassem angustiados porque Ele voltaria. Mencionou que estava dizendo tudo aquilo para que, quando acontecesse, eles pudessem crer e não duvidar (Jo 14:29). Deus nos deu as profecias para fortalecer nossa fé e confiança Nele.

Em uma visão, Cristo mostrou ao apóstolo João o lar dos remidos. Além disso, por meio das cartas às sete igrejas e das profecias apocalípticas, o Salvador profetizou que enfrentaremos provações, tribulações e perseguições antes de Sua volta. O livro também nos revela que esta Terra será renovada e transformada no lar eterno dos que perseverarem até o fim.

Cristo deseja que todos nós sejamos salvos. Ele não quer que estejamos em trevas nem que sejamos enganados. Sua missão foi nos garantir isso quando Ele esteve aqui. Portanto, hoje o Salvador nos oferece a oportunidade de conhecer o futuro, para que quando essas coisas acontecerem não só creiamos, mas estejamos preparados.

Ugochi Nkoronye › Orlando, FL, EUA

MÃOS À OBRA

  •  Mantenha-se conectado com as coisas espirituais. Compartilhe suas experiências nas redes sociais.
  •  Crie um blog para falar das bênçãos e da recompensa que aguardam aqueles que vencerem pelo sangue do Cordeiro.
  • Quando encontrar dificuldades, lembre-se de que Cristo prometeu estar conosco até o fim dos séculos. Pense: “Quando essa provação terminar, terei um testemunho para dar.”
  • Estude as profecias sempre acompanhado de oração. Peça que o Espírito Santo ilumine sua mente a fim de poder compreendê-las. Anote as coisas que surpreendem você e os detalhes-chave que são úteis para interpretá-las.

PENSE NISTO

  •  Se você tivesse uma visão que lhe revelasse como iria ser sua semana, você estaria mais bem preparado para enfrentar os desafios que porventura surgissem?

sobre Portal da Escola Sabatina Online

O Portal da Escola Sabatina Online, Foi criado no dia 31 de Dezembro 2016 com o único intuito é incentivar a todos interessados a estudarem a LES e lhe concedendo a oportunidade de terem acessos diariamente pela via online. Todos os conteúdos do Portal é extremamente de máxima qualidade! Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Informativo das Missões (Adultos): Salvando Angola – 23 de Março 2019

Fazer DownloadImprimir  FAZER DOWNLOAD AQUI Download: Vídeo 120x720p (26 MB) Download: Vídeo 640x360p (8,5 MB) …

2 Comentários

  1. AMEI ESSE SITE…DEUS ABENÇOE EM NOME DE JESUS!

  2. Bruna

    Gostaria muito que vocês enviasse por email a lição de jovens estou precisando muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal da Escola Sabatina Online

Seja Bem-Vindo(a), Estude diariamente as Lições da Escola sabatina da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

× Fale Conosco!