Novidades
Início / LIÇÃO DA SEMANA: ESTUDE AQUI / Jovens: Lição 07 – Mateus 24 e 25 – 12 á 19 de Maio 2018

Jovens: Lição 07 – Mateus 24 e 25 – 12 á 19 de Maio 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 



“Aparecerão falsos cristos e falsos profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível, enganar até os eleitos” (Mt 24:24).


PRÉVIA DA SEMANA

As últimas palavras de Jesus antes da crucifixão são sérias advertências de juízo que têm a ver com os últimos dias e com o destino do mundo.


LEITURA ADICIONAL

Jó 19:25-27; Is 66:22, 23; 1Ts 4:13-18; Jd 24, 25; Ap 14:1-5; 22:12-14. Ellen G. White, História da Redenção, capítulo 61, “O Livramento dos Santos”


DOMINGO, 13 DE MAIO 2018 – PRONTOS PARA A VOLTA DE CRISTO!

No dia 6 de agosto de 1945, às 8h16, uma bomba atômica foi jogada sobre a cidade de Hiroshima. Naquela trágica manhã, enquanto seguiam sua rotina diária, as pessoas estavam desapercebidas do iminente ataque. Os sobreviventes se recordam da terrível cena de devastação que aniquilou a cidade. Para eles, pareceu o “fim do mundo”.

O que poderia ter alertado a população? Será a mesma coisa para nós que aguardamos a volta de Jesus? A Bíblia declara que “nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis” (2Tm 3:1). Jesus alertou quanto aos sinais que sobreviriam ao mundo antes de Sua volta (Mt 24; Lc 21). Ele declarou: “Vejam que Eu os avisei antecipadamente” (Mt 24:25).

Porém, alguns podem perguntar: “Podemos confiar nas palavras de Jesus?” Sim. A Bíblia diz que “é impossível que Deus minta” (Hb 6:18). Assim, Cristo virá novamente para aqueles que creem no Seu nome.

O apóstolo Pedro escreveu: “O Dia do Senhor, porém, virá como ladrão. Os céus desaparecerão com um grande estrondo, os elementos serão desfeitos pelo calor, e a Terra, e tudo o que nela há, será desnudada. Visto que tudo será assim desfeito, que tipo de pessoas é necessário que vocês sejam? Vivam de maneira santa e piedosa, esperando o dia de Deus e apressando a Sua vinda. Naquele dia os céus serão desfeitos pelo fogo, e os elementos se derreterão pelo calor. Todavia, de acordo com a Sua promessa, esperamos novos céus e nova Terra, onde habita a justiça” (2Pe 3:10-13).

Nosso Salvador logo virá! Meu desejo é que permaneçamos fiéis a Ele até aquele dia. Jesus disse: “Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora!” (Mt 25:13).

Hazel Guthrie › St. Michael, Barbados

MÃOS À BÍBLIA

1. Leia Mateus 24:1 a 25. Qual foi a mensagem de Jesus aos Seus seguidores sobre os últimos dias?

O texto de Mateus 24:1 a 25 deixa claro que, entre outras coisas, Cristo estava preocupado com os enganos que confundiriam Seu povo ao longo dos séculos, até o tempo do fim. Um desses enganos são os falsos profetas e falsos cristos. Alguns falsos profetas alegarão representar Cristo; outros reivindicarão ser o próprio Jesus. E algo terrível é que muitas pessoas acreditarão neles.

Temos visto uma triste, mas poderosa confirmação da Palavra de Deus. Ao longo da História, e até mesmo em nos nossos dias, têm surgido enganadores dizendo: “Eu sou o Cristo”. Que profecia extraordinária! Vivendo neste tempo, podemos examinar os longos séculos da História e ver, de uma forma que os que viveram no tempo de Cristo não puderam observar, exatamente como essa profecia foi precisa! De igual maneira, não devemos ficar surpresos se enganos como esses se intensificarem à medida que nos aproximamos da crise final.


SEGUNDA, 14 DE MAIO 2018 – INESQUECÍVEL

Aquele foi realmente um Ano Novo do qual jamais vou me esquecer. Eu tinha acabado de participar de uma fantástica conferência sob o tema “Jovens Para Cristo”, em Orlando, na Flórida. Enquanto voltava para casa, em Toronto, Canadá, começaram a surgir complicações. Quando o avião pousou em Washington, D.C., fui informada de que meu voo para Toronto havia sido cancelado devido às más condições climáticas, e eu teria que passar uma noite em Washington.

Comecei a pensar em uma forma sábia de aproveitar meu tempo ali. Decidi visitar o Museu do Holocausto. Enquanto observava várias exposições e relatos, e lia histórias comoventes, um misto de diferentes emoções tomaram conta de mim: incredulidade, ira, tristeza e dor. Não conseguia entender como podia ter ocorrido tudo aquilo (milhões de pessoas morreram ou foram aprisionadas). Foi doloroso imaginar aquelas vidas brutalmente tiradas e as insubstituíveis gerações de judeus cruelmente eliminadas da face da Terra.

O fim do mundo (2Tm 3:1-4). Não é fácil ignorar o Holocausto e o sofrimento resultante dele. De lá para cá, o número de homicídios, genocídios, assassinatos em massa e outros crimes horríveis têm aumentado cada vez mais ao redor do mundo. A situação está se agravando devido à degeneração da natureza humana, que tem se tornado mais perversa e corrupta. A pergunta que fica é: Ainda existe esperança?

Para a grande maioria, a expressão “fim do mundo” evoca uma série de imagens e pensamentos terríveis – pessoas gritando e correndo, fogo e caos. Nós mesmos, quando decepcionados, às vezes, exclamamos: “Bem, não é o fim do mundo!” Mas o “fim do mundo” não deveria ser uma coisa boa? Certamente! Ele trará libertação deste mundo de dor, sofrimento e morte, e o recomeço de tudo o que foi perdido como consequência da entrada do pecado. Deus renovará esta Terra, e tudo ficará belo e harmonioso como antes.

Força na adversidade (Pv 24:10; Tg 1:2-4; 1Pe 5:10). Enquanto eu andava pelo Museu do Holocausto, deparei-me com alguns relatos sobre as Testemunhas de Jeová. Durante a opressão nazista eles foram chamados de “prisioneiros voluntários”. Diferentemente dos judeus, que eram forçados a ir para os campos de concentração em condições das quais não parecia haver saída, às testemunhas de Jeová era oferecido o perdão. Para tanto, precisavam apenas se retratarem de suas crenças e se submeterem à autoridade da liderança nazista. Mas poucos deles fizeram isso.

É durante as ocasiões de adversidade que se revela o caráter. “Se você vacila no dia da dificuldade, como será limitada a sua força” (Pv 24:10). Porém, se escolhermos nos apoiar em Cristo, podemos ser vencedores. Apegando-nos a Ele e confiados em Seus méritos, demonstramos que estamos prontos para permanecer firmes naquele grande Dia.

Tenho lido histórias de pessoas que permaneceram firmes na fé, apesar de tudo conspirar contra elas. Esses destemidos homens e mulheres enfrentaram corajosamente seus perseguidores e não temeram enfrentar a morte ao defender seus ideais. Ao fazer isso, testemunharam do evangelho de Cristo. Embora haja muita perversidade e escuridão no mundo, os que se demonstrarem fiéis a Deus serão como luzes e brilharão mais e mais.

Um quadro mais belo (Mt 28:20; 1Jo 3:2, 3). No capítulo 24 de Mateus, Cristo mencionou os sinais que precederiam Sua vinda. A versão Almeida Revista e Corrigida diz que haverá “guerras e rumores de guerras”, “fomes”, “pestes”, “terremotos” e “falsos profetas”; e diz que “o amor de muitos esfriará”. O quadro é trágico. No entanto, Cristo também deixou palavras de conforto: “Não tenham medo” (v. 6).

Em Seu amor e misericórdia, Cristo nos deixou esses sinais. Embora Ele não tenha revelado o dia exato da Sua volta, os sinais nos ajudam a estar vigilantes (v. 42, 44), pois “aquele que perseverar até o fim será salvo” (v. 13). No final da história terrestre, o que mais importa não é como começamos, mas como terminamos.

Quando penso no que ainda pode sobrevir a este mundo, fico temerosa ao imaginar que os seres humanos vão se tornar cada vez mais corruptos com o passar do tempo, e que um tempo de grande perseguição aguarda os seguidores de Cristo (Mt 24:4-13, 15-22). Entretanto, apesar das provas e tribulações que nos aguardam, creio que Cristo deseja que sintamos que Ele está no controle. Ele deseja que testemunhemos de Seu amor aos perdidos. Martin Luther King disse: “As trevas não podem expulsar as trevas; só a luz pode fazer isso. O ódio não pode expulsar o ódio; só o amor pode fazer isso”.

Algumas vezes, não será fácil testemunhar de Cristo. Pode ser que passemos por situações que vão requerer sacrifício e lágrimas. Mesmo assim, quando medito no amor do Salvador e em Sua promessa de estar sempre ao meu lado (Mt 28:20), meu coração se enche de esperança.

Estar ciente do que nos reserva o futuro é uma razão ainda maior para buscar mais intensamente o poder do Espírito Santo. Devemos servir a Cristo por amor. No fim, este mundo será queimado, e ele não tem nada a nos oferecer.

Alexandra Yeboah › Toronto, Ontário, Canadá

MÃOS À BÍBLIA

3. Leia Mateus 24:13. Qual é o segredo para ser salvo e se manter fiel, mesmo em meio à oposição mundial? Assinale a alternativa correta:

  • A. ( ) Devemos parar de pecar e garantir nossa salvação.
  • B. ( ) Devemos perseverar na fé em Cristo até o fim.

“Nenhuma pessoa, a não ser os que fortaleceram a mente com as verdades da Escritura, poderá resistir no último grande conflito” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 593).

4. De acordo com Mateus 7:24 a 27, o que é fundamental para que permaneçamos fiéis a Deus? Assinale a alternativa correta:

  • A. ( ) Apoiar-se na sabedoria das pessoas mais inteligentes.
  • B. ( ) Firmar-se na Rocha, que é Cristo e Sua Palavra, e obedecer.

PENSE NISTO

Que lição podemos tirar das parábolas que Jesus contou sobre Sua breve volta(Mt 25)?

Como você está se preparando para esse grandioso evento?

Podemos transmitir confiança nas promessas de Deus pelo nosso testemunho? De que maneira?


TERÇA, 15 DE MAIO 2018 – PRONTOS OU NÃO, AÍ VAMOS NÓS!

Um grupo de jovens estava sentado em círculo no chão do aeroporto. Cada um procurava se concentrar no jogo de cartas em andamento. Tentavam se distrair um pouco, já que seu voo estava atrasado. Não perceberam que a sala de embarque foi ficando vazia. De repente, um dos rapazes levantou a cabeça e exclamou: “O que está acontecendo? Onde está todo mundo?” Quando os outros amigos olharam ao redor, perceberam que eram as únicas pessoas que ainda estavam ali.

Correram para o balcão da empresa aérea para pedir informações. A funcionária disse que havia feito várias chamadas para o embarque e anunciado o nome deles. “Não consigo acreditar que vocês estavam o tempo todo sentados bem ali”, ela exclamou, “e não ouviram a última chamada para o embarque! Sinto muito, mas o voo já partiu. Como vocês não notaram todos os outros passageiros indo e vocês ficando?” Todos ficaram mudos, até que um deles quebrou o silêncio: “Acho que estávamos muito envolvidos no jogo.”

Será que somos como esses jovens, jogando com “o mundo” em vez de vigiar e orar (Mc 13:32, 33)? O avanço da tecnologia e o desenvolvimento de novos aplicativos tem estimulado a conveniência e a impaciência. Hoje, é possível preencher qualquer demora com alguma forma de entretenimento. No entanto, precisamos cuidar para não perder o Céu por causa dessas coisas.

“Cristo […] contou aos discípulos a história das dez virgens, ilustrando, pela experiência delas, a experiência da igreja […] antes de Sua segunda vinda.

“Os dois grupos […] representam as duas classes que professam estar à espera de seu Senhor. São chamadas virgens porque professam fé pura.” 1

“Todas tinham lâmpadas e frascos para o óleo. Por algum tempo não se notava diferença entre elas. Assim é com a igreja que vive justamente antes da segunda vinda de Cristo. Todos têm conhecimento das Escrituras. Todos ouviram a mensagem da proximidade da volta de Cristo e confiantemente O esperam. […] Há um tempo de espera; a fé é provada; e quando se ouvir o clamor […] muitos não estarão preparados. Não têm óleo […]. Estão destituídos do Espírito Santo.” 2

1. Ellen G. White, Parábolas de Jesus, p. 406.

2. Ibid, p. 408

Anastácia Ferguson-Bansie › Berrien Springs, Michigan, EUA

MÃOS À BÍBLIA

5. Leia Mateus 24:15 e Lucas 21:20. Sobre o que Jesus Se referiu quando falou sobre a “abominação desoladora”? Assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:

  • A. ( ) Ao sofrimento causado pela seca, falta de alimentos e doenças.
  • B. ( ) À destruição de Jerusalém.

Esses dois textos deixam claro que a profecia de Jesus inclui, em um sentido mais imediato, a terrível destruição que viria sobre Jerusalém em 70 d.C., quando Roma pagã destruiria não apenas a cidade, mas também o templo sagrado.

No entanto, há um segundo cumprimento para essa profecia, em que os eventos imediatos, como a destruição de Jerusalém, constituem um tipo do futuro, os eventos finais. “Cristo viu em Jerusalém um símbolo do mundo endurecido na incredulidade e rebelião, e apressando-se ao encontro dos divinos juízos retributivos” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 22).

PENSE NISTO

Será que muitos na igreja hoje estão na mesma condição daqueles jovens no aeroporto?


QUARTA, 16 DE MAIO 2018 – PREPARADOS PARA DECOLAR

Em 27 de setembro de 2016, no Congresso Aeroespacial Internacional, em Guadalajara, México, o empresário e inventor multimilionário, Elon Musk, apresentou seu plano para a colonização do planeta Marte. Temerosos de que a Terra um dia se torne inabitável, alguns creem que essa iniciativa possa ajudar a preservar a vida humana. Para realizar essa missão, Musk e sua companhia, a SpaceX, estimam investir dez bilhões de dólares no plano. Eles estão realizando pesquisas a fim de desenvolver um foguete especial reutilizável, com a capacidade para transportar cem pessoas por vez até o planeta vermelho. Ao considerar o estado caótico do nosso mundo, muitos estão aplaudindo o audacioso plano.

Devido ao pecado, nosso planeta se tornou um lugar devastador. Furacões, terremotos, guerras, doenças e fome são apenas algumas das razões pelas quais muitos corações desmaiam de terror. No entanto, como cristãos, precisamos estar em sintonia com a Palavra de Deus. Em Mateus 24, Jesus advertiu Seus discípulos a vigiarem! Ele os alertou declarando que haveria tudo isso que estamos presenciando (v. 5-24). Ele disse essas palavras para que eles se preparassem para Sua vinda.

Como as cinco virgens prudentes, devemos vigiar constantemente, certificando-nos de que nossas vasilhas estejam cheias do Espírito Santo (Mt 25:1-13). Sim, sobrevirão tempos ainda mais difíceis, mas, se nosso foco estiver em Cristo, estaremos preparados quando Ele voltar.

Karenda Swain › Freeport, Bahamas.

MÃOS À BÍBLIA

Depois de Seu discurso sobre os sinais de Sua vinda, em Mateus 24, Jesus falou sobre a preparação para esse evento, em Mateus 25.

6. Leia Mateus 25:1 a 13. Como podemos nos preparar para a volta de Cristo?

O fato de serem chamadas de “virgens” sugere que elas representavam os que professavam ser cristãos. Cristo já havia alertado que os cristãos devem se manter vigiando (Mt 24:42), para que não se encontrem despreparados quando Ele retornar.

Todas as dez virgens tinham lâmpadas, e todas saíram ao encontro do noivo, todas estavam aguardando ansiosamente a Sua vinda. Houve um atraso, e todas adormeceram. De repente, na calada da noite, todas foram despertadas: o noivo estava chegando (Mt 25:1-6).

PENSE NISTO

Como identificar os enganos do inimigo? O que fazer para não desanimar na caminhada rumo ao Céu?


QUINTA, 17 DE MAIO 2018 – CAMINHAR COM CRISTO

Vivemos profeticamente no “período laodiceano” da história cristã (Ap 3:14-17). Temos desfrutado do conforto que o dinheiro pode proporcionar: comidas, festas, aparelhos eletrônicos e roupas – somos ricos! Temos tudo de que precisamos!

A lei da oferta e da procura ensina que, quando é difícil obter certo produto, seu preço sobe, porque muitas pessoas o desejam; mas, quando é fácil obter um produto, seu preço cai, porque ele passa a ser visto como comum. Devocionais, aplicativos para o estudo da Bíblia, livros digitais, sermões, artigos, temos tudo isso à disposição, e em excesso! Muitos dizem que não há desculpa para não ter um relacionamento íntimo com Cristo. No entanto, o excesso de algo bom pode enfraquecer esse relacionamento. Você pode perguntar: “Como uma sobrecarga de informações pode nos impedir de crescer na vida espiritual?”

Primeiro, precisamos reconhecer o perigo que o excesso provoca e pedir que Deus simplifique nossa caminhada com Ele. É preciso estar atento à atuação e direção do Espírito Santo. Devemos pedir que Ele nos ilumine ao estudar a Bíblia e nos ajude a colocar em prática o que aprendemos. Os momentos a sós com Deus são fundamentais para fortalecer a fé. É preciso disciplina, perseverança e sabedoria para navegar pelas águas aparentemente calmas deste mundo. Não é fácil “ajuntar tesouros no Céu”.

Outra importante questão para a vida espiritual é ser constante na fé que professamos. Persista nos planos e alvos que Deus tem para você. Substitua seus medos e as preocupações com este mundo pelas palavras de Jesus e Sua verdade, para que Sua paz inunde sua vida e você se torne frutífero para Ele.

Zelinda Sealy-Scavella › Toronto, Ontário, Canadá

MÃOS À BÍBLIA

7. Leia Mateus 25:13 a 30. O uso dos nossos dons na causa de Deus pode nos ajudar na preparação para a volta de Cristo?

Embora essa parábola seja diferente da anterior, ambas falam sobre a necessidade de estar pronto para Sua volta. As duas tratam dos que estavam prontos e dos que não estavam. E ambas mostram o destino daqueles que, por sua negligência espiritual, enfrentaram a perdição eterna.

Assim como o azeite representa o Espírito Santo para as dez virgens, as “moedas de ouro” (Mt 25:15,NTLH) representam talentos, que vem da palavra grega talanta.

Todos os servos da parábola haviam recebido bens de seu mestre. Perceba que eram talentos de seu senhor (Mt 25:14), que lhes haviam sido confiados “a cada um segundo a sua capacidade” (Mt 25:15). Os dons lhes haviam sido confiados; em um sentido real, esses servos eram mordomos do que não era deles, mas eram responsáveis por esses recursos. Por essa razão, quando o senhor voltou, ele “acertou contas com eles” (Mt 25:19 NVI).


SEXTA, 18 DE MAIO 2018 – UMA TENDÊNCIA PERIGOSA

Imagine que você esteja no escritório e o alarme de incêndio começa a soar. O que você faz? Ora pedindo proteção divina para todas as pessoas que se encontram no edifício, ou pega o que é importante e corre para a saída mais próxima? Qual é nosso primeiro instinto quando as coisas que possuímos estão em perigo? Simplesmente confiamos na providência de Deus, ou fazemos de tudo para salvá-las porque não sabemos se conseguiremos obtê-las novamente?

Jesus disse: “Cuidado, que ninguém os engane” (Mt 24:4). Mas o maior perigo é que, às vezes, não percebemos que estamos tentando enganar a nós mesmos. Você se lembra da história do rei Davi e Urias? Davi cometeu um grave pecado. Ele mandou buscar Bate-Seba, esposa de Urias, deitou-se com ela, engravidou-a, e depois planejou a morte do seu marido. Quando o profeta Natã contou a Davi a parábola que ilustrava o que ele tinha feito, Davi ficou irado e respondeu que tal pessoa deveria morrer. A declaração de Natã, “Você é esse homem!”, deve ter deixado Davi sem fala! (2Sm 12:7).

Quando o “eu” se torna o centro, Jesus é colocado de lado. Isso não acontece de uma hora para outra. Imperceptivelmente, as coisas do mundo vão se tornando mais importantes. Estudar e se graduar na faculdade toma o lugar de estudar a Bíblia; vestir-se na última moda toma o lugar de cingir-se com simplicidade e com as vestes da justiça de Cristo. Ficamos muito preocupados com a imagem do nosso “eu”, mas nos esquecemos de Jesus, que sabe o que é melhor para a nossa imagem e o nosso caráter.

Jesus deixou instruções em Sua Palavra sobre como nos tornarmos pessoas melhores. Você não encontra essas orientações nas revistas da moda nem na mídia.

Jannelle Spencer › Brittons Hill, St. Michael, Barbados

MÃOS À OBRA

Inicie um canal no YouTube onde você possa compartilhar a mensagem da segunda vinda de Cristo. Apresente textos selecionados dos livros História da Redenção, O Grande Conflito e O Desejado de Todas as Nações.

Crie um grupo de oração. Reúnam-se semanalmente durante 30 minutos a uma hora com o objetivo de se prepararem para a volta de Cristo.

Planeje um concerto musical com o tema “O Céu” ou “A Grande Esperança”. Selecione também músicas instrumentais em torno desse tema. O concerto musical pode contar a história do nascimento, vida, morte, ressurreição e volta de Cristo.

PENSE NISTO

Às vezes, você se vê mais preocupado com as coisas que possui do que com as pessoas?

Você reconhece que é egoísta sem que outra pessoa aponte isso em você?

Facebook Comments

sobre Escola Sabatina

Além disso, verifique

Síntese da Semana: Lição 08 – Adore o Criador – 19 a 26 de Maio 2018

    📖 SÁBADO: O conceito de verdade presente não está ligado a verdade adaptável, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale Conosco!