Novidades
Início / LIÇÃO DE JOVENS / Jovens: Lição 04: Deixando os Caminhos do Mundo – 20 á 27 Janeiro 2018

Jovens: Lição 04: Deixando os Caminhos do Mundo – 20 á 27 Janeiro 2018

Print Friendly, PDF & Email

 

 

 



“De nada vale a riqueza no dia da ira divina, mas a retidão livra da morte. […] Quem confia em suas riquezas certamente cairá, mas os justos florescerão como a folhagem verdejante” (Pv 11:4, 28).


PRÉVIA DA SEMANA

 Cultivar a vida espiritual é o único meio seguro de escapar do mundanismo. Estudo da Bíblia, oração, serviço cristão, comunhão cristã e contemplação das maravilhas da natureza podem contribuir para remodelar nossa visão de mundo e nos chamar à plenitude espiritual.


LEITURA ADICIONAL

Salmos 34:1; 50:10; 119:11. Ellen G. White, Conselhos Sobre Mordomia, capítulo 45, “O Apego às Riquezas”, e capítulo 48, “Vivendo Dentro das Receitas”


DOMINGO, 07 JANEIRO 2018 – MORDOMIA CRISTÃ E DINHEIRO

Quando você pensa em “mordomia cristã”, o que lhe vem à mente? Dinheiro? Ouvimos muito sobre ser mordomos de nossas finanças, mas a mordomia cristã envolve muito mais do que isso. Segundo o dicionário Merriam-Webster (on-line) mordomia é a “atividade ou emprego relacionado a proteger algo e ser responsável por isso.”*

Dedicar muito tempo ao cuidado de algo considerado valioso é um sinal de que a pessoa se importa com isso. Por exemplo, vamos analisar a mordomia cristã no contexto de nosso relacionamento com Deus. Salmos 50:10 diz: “Todos os animais da floresta são Meus, como são as cabeças de gado aos milhares nas colinas.” Deus é o Dono de tudo que existe, pois foi Ele quem criou tudo. Nossa tarefa é cuidar do que Ele nos confia. Fomos criados à imagem e semelhança de Deus. Por isso, devemos revelar Seu caráter em tudo o que fazemos. Para o fiel mordomo isso é o mais importante.

Quando penso nesse importante conceito, eu me lembro do Salmo 119:11: “Guardei no coração a Tua palavra para não pecar contra Ti.” Para que eu possa refletir fielmente o caráter de Deus em minha vida preciso primeiramente compreender o que Seu caráter envolve. Para tanto, é necessário passar tempo estudando a Palavra de Deus porque ali o caráter divino é revelado. Fomos chamados para refletir o caráter de Deus em contraste com as artimanhas do inimigo para lançar descrédito sobre ele. Se fomos feitos à imagem de Deus, Seu caráter deve ser revelado por meio dos nossos atos para que todos O conheçam. Portanto, a pergunta é: De que forma podemos ser bons mordomos e refletir corretamente o caráter divino?

Precisamos ser fiéis mordomos do nosso tempo e do nosso dinheiro, mas Deus deseja que sejamos mais do que simplesmente mordomos das coisas materiais. Nesta semana vamos examinar como podemos ser bons mordomos e refletir plenamente o caráter de Deus em todos os aspectos da vida.

* Merriam-Webster, “stewardship”, http://www.merriam-webster.com/dictionary/stewardship, acessado em 17 de outubro de 2016.

Brittani James | Meridian, Mississippi, EUA

Mãos à Bíblia

O amor aos bens materiais, mesmo para aqueles que não têm muito dinheiro, é uma poderosa corrente que nos liga ao mundo, em vez de nos unir a Cristo.

1. Leia Colossenses 3:2 (Veja também Sl 119:11; Ef 6:18). Como podemos cumprir essa ordem divina? Assinale a alternativa correta:

A.( ) Guardando a lei em nosso coração e orando sempre.

B.( ) Pensando no ouro e nas riquezas que teremos na Nova Terra.

2. De acordo com Filipenses 4:8, no que devemos pensar?

A única cura para o mundanismo, seja qual for a sua forma, é a contínua devoção a Cristo (Sl 34:1) nos altos e baixos da vida. Moisés “considerou o opróbrio de Cristo por maiores riquezas do que os tesouros do Egito” (Hb 11:26). Antes de qualquer outro relacionamento, Cristo deve ser nossa prioridade. Ele busca um compromisso fundamentado na convicção, não em preferência; isto é, devemos nos devotar a Jesus porque sabemos quem Ele é e o que Ele tem feito por nós, não por causa de vantagens imediatas que nossa fé e compromisso com Ele possam nos oferecer.


SEGUNDA, 08 JANEIRO 2018 – SIMPLIFICAR

O Movimento das Casas Pequenas é um projeto que está ganhando popularidade nos Estados Unidos. As pessoas que aderem a ele vendem sua casa e constroem ou compram uma casa nova, menor que a anterior. São casas de até 70 m2 para uma família de quatro pessoas. Para se adequar à nova realidade a família precisa vender, doar ou descartar grande parte de seus pertences.

Essa mudança de vida tem contribuído para uma maior aproximação entre os membros da família, que têm desfrutado mais tempo juntos. Além disso, diminui o desejo de adquirir coisas novas, tais como os últimos lançamentos de produtos. As famílias que persistem nessa mudança descobrem que estão mais felizes do que quando moravam numa casa grande.

Pense como seria passar o aspirador numa casa de 200 m2 em comparação com uma de 70 m2! Certamente você concluirá que economizaria tempo e dinheiro em vários aspectos da vida diária. Tempo para fazer o que realmente é importante e economia por não precisar mais se manter em dia com as últimas tendências.

Como administradores do Senhor precisamos seguir esse modelo. Ao colocar de lado a ambição e o apego às coisas materiais daremos prioridade às coisas de Deus. Dedicaremos mais tempo ao Senhor e à missão que Ele nos confiou. Tiago 1:21 diz: “Portanto, livrem-se de toda impureza moral e da maldade que prevalece, e aceitem humildemente a palavra implantada em vocês, a qual é poderosa para salvá-los.” Quando nos preocupamos somente com as conquistas desta vida e o bem-estar material perdemos de vista o Céu. Seguir o plano de Deus e servi-Lo é mais importante do que se iludir com as coisas deste mundo.

Shawn Hanson | Meridian, Mississippi, EUA

Mãos à Bíblia

Mais de seis bilhões de Bíblias já foram distribuídas no mundo, mas quantas delas são vistas como a Palavra do Deus vivo? Quantas são lidas com um coração sincero, aberto ao conhecimento da verdade?

A Bíblia é o roteiro para a vida diária. Ela nos educa ao expandir nosso intelecto e refinar nosso caráter.

3. Leia João 5:39; 14:6 e 20:31. O que esses textos de João revelam sobre Cristo? Por que Ele é tão importante para nós e para tudo o que cremos?

No Antigo e no Novo Testamentos, aprendemos quem é Jesus e o que Ele realizou por nós; então nos apaixonamos por Ele e entregamos nossa vida ao Seu eterno cuidado.

4. Leia Romanos 8:5, 6. Sobre o que o apóstolo nos advertiu? Como o estudo da Palavra de Deus nos ajuda nessa luta pela nossa mente?

Se não tivermos cuidado, o amor ao mundo e aos bens mundanos pode nos afastar de Deus. Por isso, devemos nos manter na Palavra, que nos mostra as realidades espirituais e eternas, tão essenciais para a vida cristã.

Pense Nisto

O que tem tomado seu tempo e consumido sua energia? Você gostaria de se desapegar de algumas coisas que estão prejudicando seu relacionamento com Cristo?


TERÇA, 09 JANEIRO 2018 – ESCAPE

Cristãos precisam ser pessoas diferentes. Enquanto os outros procuram servir a si mesmos, devemos nos sacrificar por Cristo. Se o mundo se preocupa com as coisas materiais, devemos nos concentrar nos aspectos espirituais e na vida futura. Em Sua infinita graça e misericórdia Deus nos concede forças para escapar e deixar para trás as coisas que nos aprisionam a este mundo.

Olhar para cima (Gl 3:28; Cl 3:2). Ao longo da história da humanidade encontramos inúmeros casos de divisão. Grupos que tomaram posição em campos opostos sempre lutaram e brigaram por superioridade. Essa mentalidade é fruto do desejo egoísta de ser melhor do que os outros e de lançar sobre outras pessoas a culpa dos problemas. Essa tendência é consequência da queda de Lúcifer e da entrada do pecado no Éden. Lúcifer desejou ser superior a Deus e O acusou de ser um tirano. Eva foi tentada pela ideia de que se tornaria como Deus ao comer do fruto. Tanto ela quanto Adão tentaram transferir a culpa do seu pecado.

Como discípulos de Cristo devemos ser como Ele. Ao passar tempo com o Salvador e manter relacionamento duradouro com Ele seremos transformados à Sua semelhança. Ao meditar em Seus ensinos estaremos pensando “nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas” (Cl 3:2).

Manual do aluno (Jo 20:31; 2Tm 3:16). Sob a influência do pecado o ato de enganar se tornou algo. Satanás enganou um terço dos anjos, e a Adão e Eva fazendo-­os comer do fruto proibido. Governantes enganam seus eleitores. A propaganda subliminar dissemina a mentira e encobre a verdade com o objetivo de manipular as massas. O inimigo usa isso para desacreditar a Deus, enfraquecer a fé e tirar a esperança das pessoas.

Em 2 Timóteo 3:16, 17, Paulo declarou que “toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra”. A Palavra de Deus neutraliza os enganos de Satanás. Ela nos diz que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e se crermos Nele teremos a vida eterna (Jo 20:31).

Alívio da tensão (Mt 7:7-11; Mc 11:24). O inimigo tem feito todos os esforços para destruir a fé em Deus. O ponto central que ele busca provar é que Deus não Se importa com os seres humanos e abusa da autoridade que possui. Porém, Jesus declarou que Deus é amor e quer o nosso melhor. Seu desejo pelo nosso bem-estar é maior do que tudo o que possamos imaginar.

Jesus mostrou aos seres humanos que Satanás estava errado, que o amor é o melhor caminho e que Deus estende a todos Seu convite de salvação. “Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai de vocês, que está nos Céus, dará coisas boas aos que Lhe pedirem!” (Mt 7:11).

Quando surge a tentação ou o perigo, a mais poderosa defesa é a oração. A oração traz paz mental e afasta a ansiedade e o temor. Ela liga o cristão à divindade restaurando a confiança e a fé. Líderes e governantes em todo o mundo gastam tempo e energia estudando estratégias para proteger seus habitantes de crimes, atentados terroristas, fenômenos da natureza, etc. No entanto, o cristão que mantém uma vida de oração não teme o que possa lhe sobrevir nem se afasta do caminho de Cristo.

Liberdade de escolha (Pv 24:13, 14; 1Co 3:18-20). Com certeza você já viu muitos comerciais ou propagandas apelativas que têm como objetivo atrair o consumidor e levá-lo a adquirir o que está sendo promovido. Mas esses comerciais raramente apresentam todos os detalhes. São destacados os melhores aspectos do produto, enquanto as desvantagens são minimizadas. O mesmo ocorre em nossa sociedade. É comum o “uso de máscaras” para que os outros vejam somente o que é desejável. As pessoas que fazem esse jogo são consideradas sábias.

Não é dessa forma que Deus age. A suposta “sabedoria” dos seres humanos não é a verdadeira sabedoria que tem como princípio o temor ao Senhor. “A sabedoria deste mundo é loucura aos olhos de Deus” (1Co 3:19). Quando confiamos em Deus e nos enchemos da sabedoria que vem do Alto, todas as máscaras e ilusões do pecado caem por terra. Em vez de ser apanhados no turbilhão de astúcias do inimigo, refutamos todas essas coisas como sendo sem valor, porque temos liberdade para escolher o que realmente é importante para Deus.

Pela Sua força (Ez 36:26, 27). Não importa quanto você tente, seguir a Deus pelas próprias forças é impossível. Somente por meio da atuação do Espírito Santo recebemos força para ser semelhantes a Jesus. Estar com Jesus diariamente, estudar Sua Palavra, orar com fé e pedir sabedoria divina são coisas que somente acontecem pela ação do Espírito.

Só podemos escapar das coisas que nos aprisionam a este mundo por meio do Espírito Santo. “Darei a vocês um coração novo e porei um espírito novo em vocês; tirarei de vocês o coração de pedra e lhes darei um coração de carne. Porei o Meu Espírito em vocês e os levarei a agirem segundo os Meus decretos e a obedecerem fielmente às Minhas leis” (Ez 36:26, 27).

Michael Leukert | Meridian, Mississippi, EUA

Mãos à Bíblia

5. Leia Hebreus 11:1-6. Qual elemento fundamental deve estar associado às nossas orações? O que significa ir a Deus em fé e orar com fé? Assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:

A.( ) Fé. Significa confiar em Deus em qualquer circunstância.

B.( ) Milagres. Significa exigir que Deus faça tudo que queremos.

Se não houver fé em nossas orações, haverá presunção, a contrafação satânica da fé. “A oração e a fé são aliadas íntimas, e necessitam ser estudadas juntas. Na oração da fé há uma ciência divina; é uma ciência que deve ser compreendida por todo aquele que deseja fazer do trabalho de sua vida um êxito. Cristo disse: ‘Por isso, vos digo que tudo quanto em oração pedirdes, crede que recebestes, e será assim convosco’ (Mc 11:24). Ele deixa bem claro que o nosso pedido deve estar de acordo com a vontade de Deus; devemos pedir as coisas que Ele prometeu, e o que quer que recebamos deve ser empregado em fazer Sua vontade. Satisfeitas as condições, a promessa é certa” (Ellen G. White, Educação p. 257, 258).

Pense Nisto

Existe algo em sua vida de que você precisa se libertar? Você confia em Deus e crê que Ele pode nos libertar verdadeiramente?


QUARTA, 10 JANEIRO 2018 – VERDADEIRAMENTE LIVRE!

Compramos nosso primeiro carro durante o período da faculdade. Ele veio com ar condicionado “natural” (janela quebrada) e um alarme sonoro “automático” (motor quase fundindo!). Sendo dois universitários pobres e recém-casados nos aventuramos a possuir um carro velho, cuidar dele e fazer sua manutenção.

Sabíamos que aquele carro duraria somente algum tempo, mas, de alguma forma, estávamos felizes porque Deus nos tinha dado condições de usá-lo como meio de transporte. Verdadeiramente Deus é o Dono de tudo. Somos apenas Seus mordomos aos quais Ele confiou Seus recursos. Quando nos esquecemos dessa verdade ficamos escravos do materialismo e perdemos nossa liberdade.

“A benevolência [termo antigo para se referir ao sistema de dízimos e ofertas] faz parte da obediência a Deus. Como está sua situação em relação a isso? Você está cumprindo fielmente tudo o que o Senhor lhe pede? Sob o governo de Deus você não pode ser tanto proprietário quanto mordomo de seus bens temporais. Deus é o Proprietário, e você, o mordomo. A graça que converte uma pessoa converte seu bolso também. Quando o pecador é salvo, é salvo do amor ao mundo. Portanto, todos os bens temporais devem ser consagrados ao uso que Deus quer que façamos deles. ‘Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus?’ (1Jo 3:17). Infelizmente não é de admirar que muitos se queixem: ‘Não sou livre’. Em vez de ter em si ‘uma fonte de água a jorrar para a vida eterna’ (Jo 4:14), ‘cavaram as suas próprias cisternas, cisternas rachadas que não retêm água’ (Jr 2:13). Irmãos, se vocês não são livres, tampem os vazamentos que há em sua vida e verificarão que mediante a fé serão “protegidos pelo poder de Deus até chegar a salvação” (1Pe 1:5). Sigam a Cristo e vocês não andarão em trevas, mas terão a luz da vida. Honrem a Deus e Ele honrará vocês com paz, alegria, luz, vida e liberdade.”*

* Ellen G. White, Adventist Review and Sabbath Herald, 26 de setembro de 1865, p. 134.

Sharon Leukert | Meridian, Mississippi, EUA

Mãos à Bíblia

Uma dos relatos mais belos da Bíblia trata do pedido feito por Salomão de que Deus lhe desse sabedoria (1Rs 3:9).

6. Leia 1 Reis 3:14; 1 João 5:3 e 1 Pedro 4:17. Por que essa orientação divina é tão importante para nós?

Sabedoria é a aplicação do conhecimento e da compreensão. O conhecimento representa os fatos; a compreensão representa o discernimento; e a sabedoria surge no processo de aplicar essa compreensão e conhecimento na vida. Um mordomo sábio não precisa apenas de conhecimento e compreensão, mas da experiência resultante da prática desses dois.

O exemplo de Salomão mostra que, quando as pessoas não vivem o conhecimento que receberam, é muito fácil, até mesmo para as mais sábias e inteligentes, envolver-se no vazio de um estilo de vida materialista.

7. Compare 1 Coríntios 3:19 e Provérbios 24:13, 14. Qual é a diferença entre os dois tipos de sabedoria mencionados nesses textos?


QUINTA, 11 JANEIRO 2018 – POSSO AJUDAR?

Poucos dias atrás, precisei descartar uma camiseta azul. Ela não estava rasgada nem manchada. Não estava grande nem pequena demais. O problema era que seu tom de azul era igual ao azul dos uniformes da rede Walmart. Quase toda vez que eu estava fazendo compras lá, alguém começava a me fazer perguntas, como se as palavras “Posso ajudar?” estivessem escritas atrás da camisa. “Você pode me dizer onde encontro tal produto?” “Você sabe onde fica tal produto?”

Porém, fiquei pensando: “Mordomia não tem a ver exatamente com isso? O altruísmo?” O “mundo” quer que digamos: “Posso ajudar você a conhecer meu Jesus?” “Como posso ajudar você?” O que você deve fazer para dar a melhor resposta?

Desenvolva relacionamentos saudáveis. O tempo é um dos recursos mais valiosos que Deus nos concede, mas ele é finito. É bem mais fácil passar toda a existência cuidando somente dos próprios interesses. Todavia, precisamos dedicar tempo para influenciar as pessoas que precisam da salvação.

Cuide da saúde. Quando não estamos bem – física, mental ou emocionalmente – o Espírito Santo não pode nos usar de maneira plena para abençoar os que nos cercam. Cuide bem da sua saúde, pois nosso corpo é “o templo do Espírito Santo” (1Co 6:19, 20).

Administre bem as finanças. Nossos pioneiros viviam em condições extremas. Juntavam suas economias para contribuir com a pregação do evangelho e apressar a volta de Jesus. Temos a mesma paixão que eles tiveram? Nossa maneira de gastar nosso dinheiro tem agradado a Deus?

Lembre-se de que o Deus a quem servimos é onipotente. Às vezes não estamos dispostos a deixar que Ele administre nossos recursos. No entanto, precisamos ver que para Ele “tudo é possível” (Mt 19:26).

Karl Leukert | Meridian, Mississippi, EUA

Mãos à Bíblia

8. O sucesso na batalha contra o mundo e suas seduções será conquistado apenas a partir de um poder externo. Leia Ezequiel 36:26, 27; João 14:26; e Efésios 3:16, 17. Quando deixamos o Espírito Santo nos possuir, quais coisas Deus faz para assegurar que tenhamos a vitória espiritual? Assinale a alternativa correta:

A.( ) Ele nos dá um novo coração e coloca dentro de nós Seu Espírito.

B.( ) Ele apenas nos converte, pois, uma vez salvos, salvos para sempre.

“É por meio de falsas teorias e tradições que Satanás adquire seu domínio sobre a mente. Encaminhando os homens para falsas normas, deforma-lhes o caráter. Por intermédio das Escrituras o Espírito Santo fala à mente e grava a verdade no coração. Assim expõe o erro, expelindo-o da pessoa. É pelo Espírito da verdade, operando pela Palavra de Deus, que Cristo submete a Si Seu povo escolhido” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 671).

Pense Nisto

Você tem se sentido limitado no que poderia fazer para Deus devido à falta de uma mordomia cristã mais eficiente? Em quais áreas da mordomia cristã (tempo, saúde, dons, bens) você precisa melhorar?


SEXTA, 12 JANEIRO 2018 – MORDOMIA CRISTÃ REQUER FÉ!

Precisamos não somente ter fé, mas praticá-la. A Palavra de Deus nos diz que se tivermos fé do tamanho de um grão de mostarda, ela poderá mover montanhas (Mt 17:20). Contudo, raramente consideramos que temos algo a ver com a cena principal. Vivemos dia a dia nos preocupando com coisas, pequenas ou grandes, e nos esquecemos do que realmente significa ter fé. Homens e mulheres do passado tiveram fé, como Abraão, Moisés, Daniel, Paulo e muitos outros. É possível ter fé e confiança no poder divino à semelhança desses heróis da Bíblia?

Aprendemos o que é fé e como precisamos dela em nossa caminhada cristã, mas não nos entregamos totalmente ao Senhor como uma criança quando se joga nos braços de seu pai crendo que ele a segurará.

Fé é definida como algo de que precisamos, mas, às vezes, não temos a certeza de quando necessitamos usá-la. Fé, segundo a Bíblia, é crer em algo que não podemos ver e ter certeza daquilo que esperamos (Hb 11:1). Contudo, acho que vai além disso. É crer que, embora não possamos ver Jesus nem o futuro que nos é prometido, se tivermos fé poderemos mover montanhas enquanto estivermos neste mundo. Seja uma montanha literal ou metafórica, dependendo da perspectiva, a solução é a mesma: fé.

Fé é o que nos leva a crer na cruz, na salvação e em Jesus Cristo. A fé nos leva a crer que, embora não possamos ver o invisível, podemos ter esperança, ver as oportunidades surgirem e nossas orações serem atendidas, perceber a transformação na vida de familiares e amigos, e notar o florescimento da nossa igreja. Quando a fé é exercitada, as coisas melhoram. Fé é o que nos faz crer que somos de fato redimidos e que para Deus nada é impossível.

Pela fé entendemos que o Universo foi criado por Deus e que tudo pertence a Ele. Pela fé nos conscientizamos de que devemos cuidar da Terra e das criaturas que há nela. A mordomia cristã requer fé. Pela fé somos aprovados por Deus. O invisível e o desconhecido é aceito pela fé, e ela torna real nossa confiança no poder divino. Fé é o que nos leva para mais perto de Deus. A fé é a ponte que nos liga ao Céu.

Cherokee Norvell | Jefferson, Texas, EUA

Pense Nisto
Como sua fé pode ser aumentada? Por que a fé é tão importante?
Mãos à obra
Faça um levantamento das coisas que mais têm ocupado seu tempo. Depois de analisá-las, estabeleça uma ordem de importância dando prioridade ao que é necessário para seu crescimento na fidelidade a Deus. Planeje visitar alguém em seu bairro ou na região de sua igreja para estreitar a amizade e oferecer nossas literaturas. Convide essa pessoa para visitar sua igreja. Calcule quanto tempo você está gastando nas várias áreas de sua vida. Depois transfira para um gráfico. Analise em que você tem gastado mais seu dinheiro e refaça seu planejamento financeiro segundo as diretrizes da mordomia cristã. Leia um livro sobre a administração do tempo.
Facebook Comments

sobre Escola Sabatina

Além disso, verifique

Síntese da Semana: Lição 04 – Fugindo do Mundanismo – 20 á 27 Janeiro 2018

    📖 SÁBADO: Deixaremos de fugir para o mundanismo e fugiremos do mundanismo, quando …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Whatsapp Online!